Anúncios
Sua Página
Fullscreen

Pesquisa desenvolve luminária LED para cultivo de flores

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Um projeto desenvolvido no Rio Grande do Sul (RS) busca melhorar a produtividade de pequenos produtores de flores com o uso da tecnologia. A iniciativa da Intral S/A, em parceria com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), consiste no desenvolvimento de uma luminária de LEDs dedicada ao cultivo de plantas. Os testes de campo se iniciaram em março, na propriedade de produtores de flores em Júlio de Castilhos (RS) e no campus da UFSM, com a finalização do projeto programada para o primeiro semestre de 2024.

A contribuição da iluminação aplicada ao cultivo de plantas é realizada por meio do uso de espectros luminosos dedicados e energeticamente eficientes nas cores branco, lilás e vermelho. As luminárias de LEDs são compostas por corpos e dissipadores de calor em alumínio, drivers full-range IP66 de alta eficiência com corrente de saída dimerizável, que fornecem energia aos LEDs, além de lente específica para aplicação em horticultura, mantendo os valores de transmitância e ângulos de abertura da luz em conformidade com as necessidades das diversas espécies de plantas a serem cultivadas.

A Intral, indústria de Caxias do Sul (RS) que atua na fabricação de lâmpadas, luminárias de LED e drivers, aposta que o projeto, chamado de “Desenvolvimento de espectro luminoso dedicado e de sistema de iluminação ‘Grow Light’ para cultivo de plantas”, vai colaborar para o aumento da produtividade e qualidade dos cultivos. Esse aspecto, aliado à viabilidade de instalação desta tecnologia em locais estratégicos, como áreas urbanas de cultivos indoor, foi fundamental para motivar o envolvimento na iniciativa. 

Anúncios

Entre os propósitos deste estudo, realizado junto a uma linha de pesquisa de mestrado e doutorado da UFSM, está gerar informações relevantes ao setor nacional e internacional, proporcionando uma mudança de hábito no consumo de flores e movimentar ainda mais este setor, além de proporcionar que o Rio Grande do Sul tenha uma segunda safra de flores ao ano, não precisando depender de apenas uma. O projeto reúne uma equipe multidisciplinar composta pela Intral S/A, pelo grupo GEDRE Inteligência em Iluminação, coordenado pelo doutor engenheiro eletricista Marco Antônio Dalla Costa, e pela Equipe PhenoGlad, sob coordenação do PhD em Agronomia Nereu Augusto Streck. Os pesquisadores são oriundos dos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Agrônoma e Engenharia Florestal, com profissionais de diferentes funções, expertises e qualificações que se complementam.

Leia ou ouça também:  Climatério: terapia hormonal pode aliviar sintomas

Última atualização da matéria foi há 11 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Anúncios
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights