Sua Página
Fullscreen

Marcas podem usar IA para atingir melhores resultados

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Em meados do século XX, cientistas da computação como Allen Newell, Hebert Simon e Jonh McCarthy começaram a trabalhar no desenvolvimento de programas capazes de raciocinar sobre problemas complicados e tomar decisões inteligentes. Como resultado, surgiu a IA (Inteligência Artificial), ramo da ciência da computação que se concentra no desenvolvimento de sistemas computacionais capazes de realizar tarefas que, até então, exigiam inteligência humana. 

Hoje, a IA é utilizada em todo mundo para os mais diversos fins. Exemplo disso, o ChatGPT – chatbot que usa IA, lançado pela OpenAI em 2022 – alcançou 100 milhões de usuários ativos mensais em janeiro e se tornou o aplicativo de consumo de crescimento mais rápido da história, segundo comentário do banco suíço UBS divulgado pela Forbes.

Segundo Adriano Kogachi Sá, professor e diretor na A/S Gestão e Marketing, o marketing, incluindo o digital, também pode se valer da inovação tecnológica para atuar de forma assertiva, conduzindo a IA na busca por melhores resultados para as marcas e os negócios de diversas maneiras.

Sá lista os principais benefícios da tecnologia para o marketing nos tópicos a seguir:

  • Análise de dados – “O marketing digital pode usar a IA para analisar grandes quantidades de dados e identificar tendências e padrões. Isso pode ajudar as marcas a entender melhor as necessidades e desejos do cliente, identificar novas oportunidades de mercado e ajustar suas estratégias de marketing em tempo real”, explica.
  • Personalização de experiência – De acordo com Sá, a IA pode ser usada para personalizar a experiência do cliente, fornecendo recomendações específicas, ofertas especiais e outras formas de atendimento individualizado com base nas informações fornecidas pelos clientes.
  • Automação de processos – A IA para automatizar processos, como a segmentação de audiência, o teste A/B e a otimização de campanhas publicitárias. “Isso libera tempo para que as equipes de marketing possam se concentrar em atividades mais estratégicas”, afirma.
  • Chatbots alimentados por IA: “Os chatbots alimentados por IA podem ser usados para fornecer respostas automatizadas para perguntas frequentes dos clientes, melhorando a eficiência do atendimento ao cliente e liberando tempo dos funcionários para se concentrar em tarefas mais complexas”, pontua.
  • Previsão de demanda – O professor também explica que a IA pode ser usada para prever a demanda futura e ajudar as empresas a ajustar suas estratégias de marketing em tempo real. “Isso pode ser particularmente útil em setores como varejo e e-commerce, onde a demanda pode flutuar rapidamente”, afirma. “Além disso, ajuda as marcas a tomar decisões mais informadas, melhorar a eficiência das operações e proporcionar uma experiência de compra mais personalizada e aprimorada para os clientes”, complementa.

Quais ferramentas podem ser usadas?

De acordo com Sá, existem diversas estratégias e ferramentas que podem ser utilizadas para usar a IA e alcançar melhores resultados para marcas e negócios. Ele lista as principais nos tópicos a seguir:

  • Análise de dados – Estratégias como análise de dados em tempo real, análise preditiva e machine learning podem ajudar as marcas a entender melhor o comportamento do consumidor e identificar tendências de mercado, afirma o diretor na A/S Gestão e Marketing. “Ferramentas como o Google Analytics, o Tableau e o Microsoft Power BI podem ser usadas para coletar e analisar dados”, destaca.
  • Personalização de experiência – “A personalização de experiência pode ser realizada com a ajuda de algoritmos de recomendação e de processamento de linguagem natural”, afirma. “Ferramentas como o Adobe Experience Manager e o Salesforce Marketing Cloud podem ser usadas para criar experiências personalizadas para os clientes”, recomenda.
  • Automação de processos – Sá explica que a automação de processos pode ser alcançada com o uso de chatbots alimentados por IA, que podem ser usados para responder a perguntas frequentes dos clientes, coletar feedbacks e gerenciar pedidos. “Ferramentas como o IBM Watson Assistant, o Microsoft Bot Framework e o Dialogflow do Google podem ser usadas para construir chatbots”, diz ele.
  • Previsão de demanda – Segundo o professor, a previsão de demanda pode ser realizada com a ajuda de algoritmos de aprendizado de máquina, capazes de analisar dados históricos de vendas e outras informações para prever a demanda futura. “Ferramentas como o Microsoft Azure Machine Learning e o Amazon SageMaker podem ser usadas para construir esses modelos de previsão”, exemplifica.
  • Automação de marketing – Para concluir, o diretor na A/S Gestão e Marketing destaca que a automação de marketing pode ser usada para automatizar processos, como campanhas de e-mail marketing, campanhas de publicidade on-line e marketing de conteúdo: ferramentas como o HubSpot, o Marketo e o Pardot da Salesforce podem ser usadas para automatizar processos de marketing.
Leia ou ouça também:  Pesquisa revela preferências da população sobre o trabalho

“Essas estratégias e ferramentas podem ajudar as marcas a melhorar a eficiência de suas operações, fornecer uma experiência personalizada para o cliente e obter melhores resultados de marketing”, finaliza Sá.

Para mais informações, basta acessar: https://adrianosa.com.br/

Última atualização da matéria foi há 10 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights