Sua Página
Fullscreen

A China já sabia que a Covid-19 seria mortal

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

A revelação de que pesquisadores chineses isolaram e mapearam o vírus causador da Covid-19 semanas antes de qualquer divulgação oficial traz à tona questões cruciais sobre a transparência e o conhecimento antecipado da China sobre a gravidade da pandemia. Em dezembro de 2019, um investigador chinês carregou a sequência genética do vírus em um banco de dados dos EUA, duas semanas antes de o regime de Pequim compartilhar detalhes com o mundo. Essa descoberta levanta questionamentos sobre o que as autoridades chinesas sabiam nos estágios iniciais da pandemia e como essa informação poderia ter influenciado a resposta global. A divulgação tardia da sequência genética à Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020 alimenta especulações sobre a transparência chinesa e seu impacto na capacidade global de resposta à pandemia. As implicações são significativas, pois as duas semanas adicionais de conhecimento poderiam ter sido cruciais para entender a propagação do vírus, desenvolver defesas médicas e iniciar a criação de uma vacina. A falta de esclarecimento sobre a retirada da sequência genética do banco de dados e a rápida publicação de uma sequência semelhante por outra fonte levanta questões sobre os motivos e a cooperação internacional. Diante disso, a revelação suscita preocupações sobre a confiabilidade das informações fornecidas pelo governo chinês e seu impacto nas relações internacionais. A necessidade urgente de uma investigação transparente e completa sobre as origens da Covid-19 é evidente, uma vez que a compreensão total desses eventos é crucial para abordar não apenas a pandemia atual, mas também para fortalecer a capacidade global de lidar com futuras crises de saúde pública.

20 aspectos sobre a revelação da China no enroscado capítulo da Covid-19:

Descobertas Precoces: Pesquisadores Chineses Isolam o Vírus Mortal: Pesquisadores chineses isolaram e mapearam o vírus responsável pela Covid-19 antes de qualquer divulgação oficial, levantando questões sobre o conhecimento antecipado da China sobre a gravidade da situação.

Segredos Revelados: Regime de Pequim Esconde Informações Cruciais: Documentos indicam que a China possuía informações detalhadas sobre o vírus semanas antes de compartilhá-las com o mundo, lançando luz sobre o que o regime de Pequim sabia nos estágios iniciais da pandemia.

Sequência Genética: Investigador Chinês Carrega Dados nos EUA: Em 28 de dezembro de 2019, um pesquisador chinês enviou a sequência genética do vírus para um banco de dados dos EUA, enquanto as autoridades chinesas ainda classificavam o surto como uma pneumonia “de causa desconhecida”.

OMS Informada Tardiamente: China Compartilha Dados em Janeiro de 2020: A China compartilhou a sequência do vírus com a OMS em 11 de janeiro de 2020, duas semanas após a descoberta inicial, levantando dúvidas sobre a transparência chinesa e o impacto na resposta global à pandemia.

Debate sobre Origens: Informações não Esclarecem Origens da Covid-19: Apesar das revelações, as informações não esclarecem se a Covid-19 surgiu de um animal ou de um laboratório, destacando a necessidade de um relato completo sobre as origens da pandemia.

Importância Crucial: Duas Semanas que Poderiam ter Feito a Diferença: Especialistas afirmam que as duas semanas adicionais de conhecimento poderiam ter sido cruciais para entender a propagação do vírus, desenvolver defesas médicas e iniciar a criação de uma vacina.

Corrida contra o Tempo: Compreensão da Covid-19 nos Primeiros Dias: No início da pandemia, cientistas e governos de todo o mundo estavam correndo para entender a misteriosa doença, enquanto a China já possuía informações cruciais que poderiam ter acelerado a resposta global.

Cautela Necessária: A Precisão das Informações Chinesas em Questão: Especialistas advertem sobre a necessidade de cautela em relação à precisão das informações divulgadas pelo governo chinês, questionando a confiabilidade dos dados disponibilizados nos estágios iniciais da pandemia.

Virologista Adverte: Importância de Avaliar o Conhecimento Chinês: Jesse Bloom, virologista, destaca a importância de avaliar o quanto se sabe sobre os eventos iniciais da pandemia e a necessidade de uma análise crítica das informações fornecidas pela China.

Leia ou ouça também:  Helda Elaine comenta sobre o marketing pessoal

Posicionamento Chinês: Embaixada Defende Resposta Científica: A Embaixada Chinesa afirma que as políticas de resposta à Covid-19 são baseadas na ciência, eficazes e consistentes, resistindo ao teste da história, em meio às crescentes dúvidas sobre a transparência chinesa.

Revelações Sob Ameaças: Documentos Obtidos Após Intimação dos EUA: Documentos foram obtidos pelos republicanos do Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos EUA após ameaças de intimação ao Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA.

Momento Crítico: Sequência do Vírus Compartilhada com CDC Chinês: Em 5 de janeiro de 2020, a sequência do vírus foi compartilhada na China com o equivalente chinês do CDC, mas não foi divulgada globalmente, indicando um ponto crítico no fluxo de informações.

Sequência Retirada: Falta de Resposta da Pesquisadora Chinesa: A sequência fornecida por Lili Ren em dezembro de 2019 nunca foi publicada globalmente e foi retirada do banco de dados em janeiro de 2020, após a pesquisadora não responder aos pedidos de mais detalhes técnicos.

Publicação Tardia: NIH Recebe Sequência de Outra Fonte em Janeiro: A sequência apresentada por Ren foi publicada em 12 de janeiro de 2020, mas apenas depois que o NIH recebeu e publicou uma sequência quase idêntica de outra fonte.

Questionamento da Resposta Chinesa: EUA Não Podem Confiar em Chamadas da China: A descoberta de que a China tinha informações sobre o vírus antes de revelá-las publicamente destaca a desconfiança dos EUA em relação às ações e comunicações do governo chinês.

Desafio à Transparência: Necessidade de Prestação de Contas Internacional: A revelação levanta a questão da transparência internacional e da necessidade de prestação de contas sobre as ações e informações fornecidas pelos países no contexto de uma pandemia global.

Diplomacia em Questão: Impacto nas Relações Internacionais: A divulgação tardia de informações pela China pode ter implicações significativas nas relações internacionais, questionando a cooperação global em tempos de crise.

Sequência Genética Oculta: Motivos Desconhecidos para Retirada de Dados: A falta de esclarecimento sobre por que Lili Ren retirou a sequência genética do banco de dados em janeiro de 2020 deixa questões em aberto sobre os motivos por trás dessa decisão.

Resposta Rápida dos EUA: NIH Publica Sequência de Outra Fonte: Diante da falta de resposta da pesquisadora chinesa, o NIH recebeu e publicou rapidamente uma sequência quase idêntica de outra fonte em 12 de janeiro de 2020.

Conclusões Adiadas: Impacto Contínuo na Compreensão das Origens da Covid-19: As revelações sobre a antecipação chinesa levantam questões persistentes sobre as origens da Covid-19, destacando a importância contínua de uma investigação transparente e completa para entender a pandemia.

Última atualização da matéria foi há 4 semanas


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content