Anúncios
Sua Página
Fullscreen

A grande superação de Ricardo Alonso Jorge

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Aos 21 anos de idade, o então estudante de engenharia Ricardo Alonso Jorge viu sua vida ser transformada após um acidente de wakeboard. Diagnosticado com Hematoma Subdural Agudo, ele não conseguia andar, nem falar, tendo sua condição agravada por uma atelectasia pulmonar (complicação respiratória que impede a passagem de ar suficiente, devido ao colapso dos alvéolos pulmonares). Motivado pelo pai, seguiu com disciplina o intenso tratamento para sua bem-sucedida reabilitação. Em 2018, com uma visão empreendedora, transformou uma de suas dificuldades em negócio e propósito de vida – o aplicativo de relacionamento para pessoas com deficiência Devotee. Hoje, aos 37 anos, assume a posição de CEO do app que já conta com mais de 13 mil usuários cadastrados. O cadastro na plataforma é gratuito. Com esse acesso já é possível ter o perfil exibido na plataforma e ver os admiradores, ou seja, aqueles que deram “likes”. Para poder mandar mensagens aos interessados é preciso assinar o pacote mensal no valor de R$ 49,99 – o menor preço entre os aplicativos de relacionamentos atualmente. “Acredito que a pandemia tenha criado ainda mais dificuldades para as pessoas se conhecerem e se relacionarem, ao mesmo tempo, em que colocou todo mundo em uma situação de maior carência e solidão, o que pode ter motivado o uso do aplicativo. Atualmente, a plataforma já reúne mais de 13 mil pessoas”, afirma o empreendedor.

Como surgiu a ideia de criar o Devotee e o que o motivou a empreender neste negócio?

Como cadeirante e com Hematoma Subdural Agudo, sentia dificuldade em utilizar um aplicativo de relacionamento ao conversar com as pessoas, que ao lerem o meu perfil não me davam match. Foi diante desse cenário que enxerguei uma oportunidade de negócio com forte potencial para impactar positivamente a vida das pessoas com deficiência. O aplicativo Devotee é mais que um negócio. É o meu propósito de transformar a vida de pessoas por meio da inclusão social.

Anúncios

Quais são os principais desafios que as pessoas com deficiência enfrentam ao usar aplicativos de relacionamento?

Mito que tudo é para todo mundo. Ao utilizar um aplicativo de relacionamento “tradicional”, quando mencionado no perfil algum tipo de deficiência as pessoas não dão “match”. O principal desafio é a pessoa com deficiência se expor do jeito que é.

Como o Devotee pode ajudar a quebrar as barreiras sociais e contribuir para a inclusão social das pessoas com deficiência física?

Promover inclusão não é um favor que fazemos aos outros. É uma obrigação, porque todos temos direitos iguais. Fico extremamente feliz em ver que contribuo para que tantos casais possam se encontrar, se relacionar e se apaixonar. Quebrar barreiras é dar a oportunidade para todas as pessoas se relacionarem. O Devotee é uma ferramenta para isso, pois, cria um canal de comunicação aberto e transparente para que as pessoas possam se conhecer e se relacionar, já sabendo das condições do outro, pois, no app a pessoa pode cadastrar o CID (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde).

Qual foi o papel da pandemia no crescimento exponencial do aplicativo e como você lidou com essa mudança repentina?

Anúncios

Acredito que a pandemia tenha criado ainda mais dificuldades para as pessoas se conhecerem e se relacionarem, ao mesmo tempo, em que colocou todo mundo em uma situação de maior carência e solidão, o que pode ter motivado o uso do aplicativo. Atualmente, a plataforma já reúne mais de 13 mil pessoas, que deram 379.450 likes e 3430 matches. Somente em 2023 já são 7.500 novos usuários.

Leia ou ouça também:  O papel do executivo de RH no mundo VUCA

Quais são as principais melhorias que a nova versão do aplicativo traz para os usuários?

A nova versão tem uma interface mais amigável a todos os tipos de dispositivos e um layout que permite uma navegação mais intuitiva. Além do mais, inserimos um campo onde as pessoas podem colocar o seu CID (Catálogo Internacional de Doenças), seu hospital, seus procedimentos médicos, como fisioterapia, hemodiálise, cirurgias, medicamentos utilizados, além de qualquer outro tipo de item, como utilização de cadeira de rodas, cão guia e muleta. E todas essas informações podem ser filtradas no momento que o usuário está navegando no perfil de uma pessoa.

Como o Devotee lida com a segurança dos dados e a privacidade dos usuários?

Trabalhamos dentro da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD, garantindo mais segurança, privacidade e transparência no uso de informações pessoais dos usuários cadastrados. Todos os cadastros são armazenados no banco de dados (backend).

O Devotee tem alguma parceria com organizações voltadas para a inclusão das pessoas com deficiência física?

Anúncios

Neste momento, não.

Quais são seus planos para expandir a plataforma?

Internacionalização do aplicativo no mercado americano. Mas ainda está em fase de planejamento.

Como você lida com as críticas e preconceitos que o aplicativo possa vir a receber?

É natural receber críticas quando empreendemos. Algumas, inclusive, podem ajudar a melhorar o nosso produto. Quanto ao preconceito, é difícil conscientizar e educar uma minoria que não respeita a diversidade, mas seguimos nesse caminho e acredito já termos avançado bastante.

Qual é o perfil médio dos usuários do Devotee e como você trabalha para atender às suas necessidades e expectativas?

O Devotee tem um perfil de usuário variado. Algumas pessoas, como eu, são cadeirantes, outras têm Transtorno de Identidade de Integridade Corporal (TIIC), os Wannabe e aqueles que não têm nenhum tipo de deficiência física, apenas se sentem atraídos por pessoas nessas condições, além das pessoas carentes.

Além do Devotee, você tem outros projetos voltados para a inclusão das pessoas com deficiência?

Estamos desenvolvendo outro aplicativo voltado somente para pessoas com deficiência física. Estamos na etapa final, em fase de testes. Desta forma, as pessoas terão mais opções de aplicativos relacionamentos customizados de acordo com o interesse.

Anúncios

Última atualização da matéria foi há 1 ano


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights