Alexis de Vaulx está otimista com o carnaval

Alexis de Vaulx

Um francês apaixonado pelo Brasil e pelo Carnaval. Assim podemos definir Alexis de Vaulx, CEO do grupo Incentivo Brasil, que, inconformado com a ausência da folia nesses quase dois anos de pandemia, inaugurou, no fim de 2021, uma grande exposição sobre o Carnaval do Rio, no Centre National du Costume de Scéne, único museu de figurino do mundo, em Moulins (Allier), na França. “Não teve Carnaval no Brasil em 2021, mas, nesse momento, tem Carnaval do Rio na França”, comemora Alexis, que agora está em contagem regressiva para comandar o Camarote +Brasil, na folia de 2022 da Marquês de Sapucaí. Embaixador de Turismo do RJ e graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de Limoge, Alexis é só admiração ao falar da folia carioca. Depois do hiato de um ano longe do Sambódromo do Rio, por conta da pandemia, ele só pensa em compartilhar com os foliões uma experiência maravilhosa neste ano. “O RJ e seu carnaval é uma das Sete Maravilhas do mundo moderno!”, afirma o francês. Em todos os intervalos entre os desfiles das escolas haverá atrações como os passistas do Ginga Tropical, o Rei e Rainha do carnaval, o fenomenal piano rock de Glaucio Cristelo, além da primeira discoteca da Marquês de Sapucaí , com Djs tocando remix dos anos 80 e 90. “Na terça-feira de carnaval realizaremos um baile para 450 jovens de ONG´s como Gol de Letra, Miratus e Ver e Viver. É única ação social do carnaval carioca”, diz o empresário.

Alexis, como foi e o que sentiu na primeira vez que viu um desfile de carnaval?

Em estado de choque perante a grandiosidade, criatividade e riqueza de um desfile. Fiquei impressionado com o tamanho da festa, e da sua importância para os brasileiros. Aprendi que mesmo com chuva a festa não pára! Meus olhos se encheram de cores, belezas, proezas artísticas e efeitos especiais; meus ouvidos se encheram do samba repetido até a exaustão por milhares de pessoas e meu coração se encheu da alegria contagiante dos desfilantes. Estava conhecendo a maior ópera a céu aberto do mundo. Num só lugar os contos de Grimm, das mil e uma noites… Vendo plebeus se transformar em reis e rainhas por uma noite… todos vivendo esse momento de… transformação e glória, vivendo seu conto de Cinderela! Que maravilha!

Foi um choque cultural para você?

Total! Vinha de um país com manifestações culturais populares de menores proporções; então foi um choque encontrar um carnaval como do Rio que se inspirou no carnaval de Nice, mas soube magnificar e chegar a proporções inigualáveis entrando certamente para o Guinness Book de maior espetáculo a céu aberto do mundo.

Como a cultura carnavalesca moldou a sua trajetória como profissional?

Durante 30 anos trabalhei como diretor comercial numa empresa familiar que se transformou na maior rede de lojas de moveis e decoração da América Latina – a Tok & Stok. Ao viajar pelos estados brasileiros (todos pelas lojas) pude apreciar a riqueza da cultura popular brasileira: Parintins, Bumba meu Boi, Maracatu, Carnaval de Olinda, Festa do São João, Folguedo Guerreiro de Alagoas, Lavagem do Bonfim, Carnaval de Salvador, Cavalhada, Folia de Reis, Congada e o Carnaval do Rio.

Em 2008, anunciaram o ano da França no Brasil para 2009. Não pensei duas vezes. Imediatamente imaginei um desfile sobre a França no carnaval carioca. Não queria que os franceses trouxessem a cultura deles que acabaria falando para um percentual pequeno da população brasileira… Queria algo que pudesse falar com todos os brasileiros, sobretudo queria que os brasileiros ilustrassem a França desta vez. Um desfile sobre a França com uma escola de samba. Levei o projeto para as empresas francesas na qualidade de conselheiro da Câmara de Comércio França-Brasil e fui adquirindo adesão graças ao apoio do presidente da Câmara de Comércio França-Brasil François Dossa e do cônsul da França Hugues Goisbault.

Foi o maior patrocínio da história do carnaval e o projeto de maior visibilidade do ano da França no Brasil. O Moulin Rouge “parou” o Brasil e encantou a população inclusive pessoas que não têm a oportunidade de viajar. A escola escolhida foi a Grande Rio, que abraçou o projeto. Para as empresas francesas patrocinadoras do desfile, colocamos também à disposição o camarote da escola e muitas delas aproveitaram o camarote para fazer relacionamento, marketing de relacionamento e networking. Assim sendo, no ano seguinte de 2010, essas empresas ainda com brilho no olho de 2009 e os bons negócios realizados a partir do camarote daquele ano, me ligaram solicitando levar clientes, acionistas stakeholders… para a edição de 2010. Foi quando então mudou minha trajetória profissional à frente da área comercial da Tok & Stok. Abracei a ideia de um camarote corporativo na Sapucaí.

Em que momento surge a vontade de investir na festa mais popular do Brasil?

Foi em 2010 logo depois do ano de 2009, com a França brilhando na Marquês de Sapucaí com o desfile da Grande Rio e o camarote da Grande Rio recebendo os patrocinadores. Houve imediatamente uma demanda grande para o ano seguinte de um camarote corporativo em que as empresas pudessem estar presentes no maior evento a céu aberto do mundo. Tais como nos grandes eventos ao redor do mundo como Copa do Mundo, Super Bowl, Roland Garros, F1… as empresas passaram a ter um espaço nos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro. O sucesso foi imediato, em parte, tem uma característica que merece ser citada. O evento dos desfiles é o evento de maior duração no mundo! Começa às 21h e termina às 6h00. Nenhum evento se assemelha em termo de duração. Tudo num clima festivo descontraído e com serviços premium. Se comparamos à Copa do Mundo percebemos que as empresas investem valores também altos, mas nem sempre com resultado, pois, um cliente convidado poderá sair frustrado com país dele perdendo. E o tempo entre os 2 jogos, no camarote, não permite muita interação tendo em vista que são 15 minutos.

Por que o Camarote +Brasil é mais que um camarote em sua visão?

Pelo público presente corporativo – empresas nacionais e internacionais; empresários bem-sucedidos acima de 35 anos, com a garantia das melhores ações para uma empresa em termos de marketing de relacionamento e networking. Garantia de muito ritmo para os negócios ao longo do ano. Podemos citar também o espaço, que conta com 1.000m2 e recebe tão somente 600 clientes por noite de evento, ou seja: oferecemos muito conforto. Podemos citar os serviços premium oriundos de uma seleta lista de fornecedores que trabalham a excelência e o nosso mercado, que é o mercado do luxo. Não somos camarote de balada ou festa, somos de business.

As produções do seu camarote são consideradas instigantes. O seu intuito é instigar quem visita o seu espaço?

Em 2020 levamos o tema “LAS VEGAS” e abrimos o primeiro cassino da Marquês de Sapucaí com 300m2 de áreas de jogos: roleta, blackjack, bacará, craps, máquinas caça-níqueis … além de mesas de pokers. Eram 16 grupiers à frente das mesas neste tema: “Welcome to Fabulous+Brasil“. Eu tinha ido à Câmara dos Deputados em Brasília informar sobre o projeto que estaria no maior espetáculo do Brasil, apoiando a retomada dos cassinos no Brasil, projeto que está tramitando na Câmara e que está para ser votado. Pessoalmente sou a favor do retorno dos cassinos para o Brasil para fomentar empregos, entretenimento, gastronomia e receita para os estados… Por outro lado, tínhamos tomado devido cuidado com uma carta protocolada na Polícia Federal do Rio, explicando sobre o nosso cassino exclusivamente lúdico e sem envolvimento de dinheiro para atender a legislação brasileira. A Casino Experience, empresa que monta cassinos para festas baseadas em São Paulo foi contratada para o Camarote +Brasil… Um sujeito invejoso do sucesso alheio não se conteve e foi apresentar uma denúncia à PF, dizendo que estávamos operando dinheiro. Então a PF cumpriu com seu trabalho ao desembarcar na quarta de cinzas no camarote para averiguação… E quando vem a PF, toda a imprensa vem junto! Tive que responder a dezenas de entrevistas e estampamos todos os meios de comunicação. O camarote +Brasil se tornou o mais falado de 2020! (Risos). Para 2022 vem mais um tema instigante… mas ainda guardado a 7 chaves… tais como as escolas que mantém seus desfiles em segredo…

Você teve o seu caminho profissional atrelado à famosa varejista Tok&Stok. Que paralelos você faz do seu trabalho na empresa com a sua dedicação ao carnaval?

Faço um paralelo interessante sobre a organização e motivação de uma escola com exemplo para uma empresa varejista ou não. Eu logo apliquei o que uma escola de samba tem a ensinar ao mundo corporativo (características comportamentais são fundamentais para uma empresa bem-sucedida): comprometimento, motivação, confiabilidade, disciplina, dedicação, foco no resultado e melhoria contínua. Uma escola consegue todos estes comportamentos altamente desejáveis dos seus integrantes. A explicação está na paixão. Assim logo implantei com as equipes das lojas “as escolas de samba da Tok&Stok”. Durante o ano as equipes das lojas preparavam seus desfiles para a grande festa de fim de ano da empresa. “Enredos” como lista de casamento, atendimento ao cliente, design assinado… entraram na lista dos desfiles. As equipes, com muita criatividade, reproduziam carros alegóricos a partir de carrinhos de almoxarifado. As equipes ensaiavam seus sambas enredos, cantando o samba que iria acompanhar os minidesfiles… Não era apenas uma festa de fim de ano da empresa era os desfiles das escolas de samba da Tok&Stok. Impressionante de ver a motivação dessas equipes em prol a um resultado! As festas viraram um “case” de sucesso que apresento em palestras motivacionais até hoje.

Fale um pouco mais sobre a sua exposição “Carnaval de Rio”.

Há mais de 2 anos um amigo francês, Guy de Froment, me procurou a respeito de um museu na cidade dele – o CNCS (Centre National du Costume de Scène), um museu único no mundo onde 29 exposições desde sua inauguração foram apresentadas ao público. Os números deste museu são impressionantes:

Mais de 1 milhão e visitantes desde sua inauguração;

30 empregos diretos;

3 milhões de euros de budget;

3 instituições fundadoras: biblioteca nacional da França, Comédie Française e Opéra nacional de Paris;

8.000m2 de construção;

Mais de 1.500m2 para as exposições.

A ideia era de sugerir uma exposição do carnaval do Rio para a agenda das exposições do museu. Reunir um acervo que pudesse mostrar e explicar o carnaval carioca sendo o carnaval de rua, o carnaval dos bailes e o carnaval dos desfiles das escolas de samba.

Com ajuda do figurinista Alexandre Couto reunimos 1.6 toneladas de lindas fantasias, depois de um árduo trabalho! Tivemos dificuldades em reunir um acervo que pudesse atender uma exposição que fosse à altura de tamanho prestígio que o maior e único museu de figurinos do mundo estava prestes a mostrar para o planeta. Fato é que o carnaval carioca é construído e desconstruído todos os anos! Outro problema foi a questão da Covid, que atrasou em praticamente 2 anos a abertura programada da exposição. Finalmente, a Air France foi a transportadora oficial e, quando o voo finalmente levantou do Galeão e as belas fantasias cruzavam as estrelas do céu, Alexandre Couto veio a falecer naquela noite subindo aos céus junto com o acervo. No último dia 3 de dezembro, a inauguração contou com presença do sr. ministro embaixador do Brasil na França, da ministra da Cultura da França e demais autoridades do estado de Allier. O percurso da exposição, através de suas lindas vitrines, apresenta o carnaval de rua com as bandas e blocos, Carmen Miranda ícone brasileira e os bailes, com um destaque a respeito da moda e o carnaval.

Na sequência a exposição apresenta as escolas de samba destacando o carnavalesco, o tema (enredo) e as influências africanas, indianas (o povo indiano do Brasil) e finalmente influências francesas – herança Europeia: habit à la francesa, panier para o vestido ou ainda a crinoline para as baianas. Depois vem sendo apresentada a fabricação das fantasias; a Cidade do Samba, a porta-bandeira e mestre-sala, os carros alegóricos, as alas, a bateria e as rainhas de baterias, o samba, as baianas, o Sambódromo, os destaques. A última sala com pé direto recria o Sambódromo com carro alegórico e os destaques dando a sensação ao visitante de pisar na Marquês de Sapucaí.

Por que ela pode ser considerada como única?

É um feito histórico de grandes proporções – o carnaval do Rio eleito “imortal”. A arte popular brasileira no único e maior museu de figurino do mundo, a economia criativa de um país, mais especificamente do Rio, que depende na sua sobrevivência de muitas famílias desta arte, o orgulho para todo carioca, ainda mais num ano sem carnaval (2021). Um convite ao público europeu para conhecer o Brasil e seu carnaval único no mundo. Tudo isso faz desta exposição, uma exposição única.

Como foi não ter “o maior espetáculo da terra” na Marquês de Sapucaí em 2021?

Um problema econômico para uma cidade e seus habitantes que dependem desta economia criativa e um problema emocional para cada coração que vibra ao construir o maior espetáculo da terra, verdadeira fábrica de sonhos, e torce para sua escola de coração.

Qual expectativa para o que vai ocorrer no Camarote +Brasil no ano vigente?

A expectativa é grande para 2022. Fala-se do maior carnaval de todos os tempos. Para o Camarote +Brasil o tema já foi escolhido: “Rio de Janeiro e seu desfile das escolas de samba, uma da 7 maravilhas do mundo moderno”. Dezenas de empresas já assinaram seus contratos e a mudança de datas dos desfiles foi uma decisão sabia. Para melhor ilustrar nosso tema, reproduziremos grande parte da exposição Carnaval do Rio atualmente no CNCS na França. A própria fachada do camarote, por exemplo, representará o catálogo da exposição na França! Uma obra-prima! Queremos homenagear o talento de milhares de artesões e profissionais desta arte popular e, ao mesmo tempo, chamar a atenção do público sobre a exposição na França. Diferentemente de toda imprensa francesa, que divulgou amplamente o carnaval exposto no museu do CNCS, nossa imprensa brasileira até hoje foi discreta e percebemos ainda que o brasileiro, mais especificamente o carioca, não sabe que sua cultura popular, sua arte está em cartaz no maior e único museu de figurinos do mundo: um orgulho para todos os cariocas. No universo de muitas notícias negativas com que somos bombardeados diariamente, este fato é uma luz de muito brilho para os brasileiros.

Compartilhar:
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content