Andrea Rivetti: “A pandemia antecipou todos os projetos”

 Andrea Rivetti

O mercado de locação tem se expandido progressivamente. No segmento de imóveis e veículos, o modelo de aluguel consolidou-se fortemente e, no caso de tecnologia, é possível notar que essa também é uma tendência por meio do outsourcing. Com a chegada da pandemia de Covid-19, as empresas tiveram de repensar seus modelos de negócio e, com isso, a solução foi recorrer ao home office e, aliado à essa estratégia, a locação de equipamentos de TI.

Para se ter uma ideia, de acordo com um estudo da IDC, nos Estados Unidos, 80% das empresas já alugam seus equipamentos de Tecnologia da Informação.

Diante deste contexto, a Arklok, empresa especializada em outsourcing de infraestrutura tecnológica, aponta crescimento expressivo.

Ofertando TaaS, (Technology as a Service, ou Tecnologia como Serviço), a empresa se posiciona no mercado como uma facilitadora da entrega de projetos de ponta a ponta, agregando às companhias hardware dos mais diversos.

Apenas no último trimestre, a Arklok ampliou sua carteira de clientes em 20%.

“Sem dúvidas, a pandemia antecipou todos os projetos de transformação digital dentro das empresas. E a locação de equipamentos de TI, que já vinha crescendo, teve uma expansão considerável. Foi uma forma eficiente que as organizações encontraram para continuar em operação”, comenta Andrea Rivetti, CEO da Arklok.

A empresa de outsourcing de infraestrutura de TI possui operação global e, no Brasil, atende 23 estados.

Projetando crescimento de mais de 50% no próximo ano, a Arklok espera atingir um faturamento de mais de R$ 200.000.000,00.

Para alcançar a meta, a CEO explica que a ideia é se desenvolver tanto de maneira orgânica como por outros canais, como M&A (Fusões e Aquisições), que já vem sendo estudado.

“Estamos passando por uma grande reformulação no quadro de diretores. Contamos com um novo CFO, novo Diretor Nacional de Vendas e Marketing, visando o nosso crescimento”, pontua Andrea.

Nos últimos três meses, a Arklok teve a melhor performance em toda sua história, tanto em faturamento quanto em vendas.

Renan Torres, Diretor Nacional de Vendas da Arklok, finaliza apontando que o mercado de locação será uma tendência global.

“No Brasil, a demanda por aluguel de equipamentos de TI ainda é pouco expressiva, se comparada aos Estados Unidos, por exemplo, visto que em território norte-americano 80% das empresas já alugam seus equipamentos, enquanto, no Brasil, o serviço contempla apenas 10%. No entanto, a pandemia evidenciou essa necessidade para as empresas brasileiras e acredito que o segmento veio para ficar e tem grande potencial”, ressalta.

“Estamos animados e confiantes em poder transformar o cenário de tecnologia das empresas, oferecendo toda a comodidade do outsourcing aliado a tecnologias de ponta”, conclui Renan.

Sobre a Arklok:

Consolidada no mercado há mais de 12 anos, a Arklok é o principal player brasileiro focado em full outsourcing de TI, atuando pelo modelo de Tecnologia como Serviço.

Se destaca por ser uma empresa ágil e flexível, e o principal objetivo está em reduzir custos e maximizar resultados dos clientes.

Além disso, detém 30% do market share do segmento por entregas ágeis e melhor SLA (Acordo de Nível de Serviço).

São milhares de equipamentos e itens alocados em todo território nacional.

*Com participação da jornalista Keth Oliveira.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content