+ETC dá dicas para novos empreendedores

A executiva de RH Fábia Gobira deixou o mundo corporativo para empreender. Durante suas pesquisas e conversas, ela se deparou de forma recorrente com outras pessoas que gostariam de iniciar um novo negócio, mas não tinham muitas infomações. A ideia de Fábia era montar uma plataforma de comércio eletrônico para reunir pessoas que tivessem propósitos claros em seus negócios, para além de simplesmente o lucro. A ideia é tornar transparente a motivação em cada peça vendida, seja uma ação social, seja um resgate histórico, seja uma história de superação. A semente do marketplace +ETC foi plantada, mas através destes contatos que teve, com pessoas que tinha o perfil para terem suas lojas na +ETC, ela percebeu que seria preciso dar um outro passo inicialmente. Fábia constatou que conceitos importantes para quem abre seu negócio online ainda não eram muito difundidos nesta comunidade. O grupo de ‘novatos’ precisaria de um espaço para trocas de informações, tirar dúvidas e aprender. O blog da comunidade começou a ser publicado de forma aberta para todos que se interessarem. Em “mais dicas”, a equipe da +ETC publica, de forma clara, pontos bastante importantes para quem está começando, desde os primeiros passos de como vender online, quem paga o frete, ou calcular valores de produtos até a importância do registro de marca e da publicação de uma tabela de medidas de suas peças, especialmente roupas e calçados.

Fábia, como a sua experiência como profissional de RH lhe ajuda no mundo do empreendedorismo?

Importante falarmos sobre este ponto, porque muitas vezes as pessoas confundem o conceito dos Recursos Humanos, com o que antigamente se chamava simplesmente de ‘departamento de pessoal’. RH é bastante mais amplo. A carreira em RH está diretamente ligada a ter uma melhor compreensão do ser humano, suas necessidades e seus sonhos, bem como de alguma forma ajudar no suporte e realização dos mesmos. A liderança de RH em grandes corporações, foi um grande aprendizado, um presente de vida. Fui sempre uma executiva ligada a questões de inclusão e diversidade nas empresas em que passei.

Esse perfil agrega muito ao empreendedorismo, quando seu objetivo é um negócio que vai além do retorno financeiro, que é meu caso. Muitas vezes as pessoas possuem certa dificuldade em empreender, até porque estar do outro lado proporciona sair da zona de conforto. Ter uma sólida formação corporativa, com visão ampla de negócio, me proporcionou uma visão ampla de gestão, processos e governança corporativa.

Como enxerga o online para quem quer empreender?

Acredito que o online está presente cada vez mais em nossas vidas, tornando quase impossível a sobrevivência de um negócio para os próximos anos sem pensar nele. Empreender nos dias de hoje requer estar conectado, além disto, o online é uma opção extremamente viável, rápida, com grande alcance.

Criar uma boa presença virtual na jornada do empreendedor, pode se traduzir no sucesso de um negócio, transformando positivamente tanto a sua jornada como a de seu cliente. Fora do mundo online esse processo se torna mais difícil, com um período maior para validação e resultado, muitas vezes inviabilizando esta jornada, com perdas de investimento e sem grandes chances de reversão ou retorno do mesmo.

No universo online os feedbacks são rápidos, possibilitando o empreendedor a errar e corrigir rapidamente, com soluções e desenvolvimento de melhor produto/serviço, observando ainda a resposta do seu mercado foco; lembrando também do ganho em escala e mais importante – reconhecimento de marca. Se empreender já é um propósito, mostrar para o mundo online qual é o seu propósito, se torna um objetivo mais fácil de ser alcançado.

O que falta para os empreendedores que querem operar no mundo digital em sua visão?

Essa é uma pergunta bastante interessante quando olhamos para esse “tal mundo digital” como algo ainda inovador, uma vez que se você pensar em futurismo, já estaríamos em uma nova era de realidade virtual, mas claro, sabemos que ainda estamos no meio desta jornada!

Muitas vezes o que falta ao novo empreendedor, em especial ao empreendedor por necessidade, é ainda anterior ao digital. Falta muitas vezes o básico da gestão de um negócio próprio. Na +ETC, criamos justamente um ambiente para tentar suprir a falta de uma conexão de apoio, de compartilhamento e informação. Temos sido contatados por diversos empreendedores, com seus respectivos propósitos, e um de nossos desafios é exatamente fazer esses empreendedores gerarem conexão e se conectarem, se apoiarem.

Quando surge a +ETC?

A +ETC surgiu de uma necessidade que eu tinha de agregar a minha vontade de empreender, com a minha necessidade pessoal de trabalhar pela diversidade, pela inclusão e por diversas causas. Em minhas prospecções para entender quem seriam os parceiros neste sonho de um marketplace focado em produtos cujo valor vai muito além do que se compra, eu acabei identificando uma realidade que me fez iniciar um projeto em um patamar anterior à plataforma de vendas, que é justamente a ‘comunidade +ETC’.

Identificamos, eu, meu marido que me apoia e amigos que estão sonhando junto, a dificuldade do produtor/empreendedor brasileiro nessa conexão com o mundo digital. Acreditamos que o empreendedor passa por um sentimento do próprio significado da palavra “etecera” como se fosse “o restante” nesse mundo complexo. Foi pensando exatamente nessa dor em transformar um único “propósito” em “+propósitos”, que nasceu a +ETC, em uma cronologia e prioridade que fez mais sentido: é uma Comunidade Colaborativa de apoio e troca de experiências, que tem (ou terá) uma ferramenta estratégica – um marketplace para quem vende e quem quer compra com Propósito. Importante lembrar que, focando na dificuldade e falta de base que percebemos dos ‘empreendedores por necessidade’, a comunidade e todas as suas dicas, tutoriais e etc, são abertos, sem qualquer obrigação de adesão ao marketplace.

Quais os pilares da plataforma?

Teremos dois pilares: A Comunidade Colaborativa e nosso marketplace, em que através de nossa plataforma iremos integrar os mais diversos tipos de empreendedores, agregando valor para seu propósito e sua marca. Em nosso marketplace provocaremos um impacto positivo no ciclo de quem compra e de quem vende com propósito.

Por que você acredita que a plataforma vai além do lucro?

Acreditamos em um cenário modificado e entendido por todos como colaborativo, o lucro é importante sim, afinal todos precisamos pagar nossas contas e temos mais sonhos que podem depender de recursos financeiros para serem alcançados. Mas, esta dinâmica, trabalha o lucro sempre que possível, em uma economia circular, muito diferente do formato linear e tradicionalmente conhecido por algumas das muitas corporações.

Além disto, como já comentamos, estamos vivendo em uma Era Digital, o mercado consumidor passou a ter acesso a uma quantidade infinita de informação que, todos os dias, transforma seus hábitos de consumo, causando impacto direto nesta dinâmica. Nossa ideia no marketplace é realmente que as pessoas entendam a importância da aquisição que vão realizar, mais que apenas ter um produto novo. Cada peça vendida, carrega uma história, um sonho ou mesmo a luta de uma comunidade. Isso não é algo que se precifique. Por isso, a plataforma vai sim, além do lucro.

Como essa mentalidade de ir além do lucro foi colocada na comunidade?

Nosso conceito colaborativo nasce no próprio DNA da +ETC, acreditamos que “Juntos Somos Mais”, para atingir um ganho de escala, uma empresa no mundo digital precisa nascer com novos conceitos relacionados a todo o seu ecossistema, toda sua relação com seus colaboradores, parceiros, fornecedores, clientes, seja qual for o produto/serviço, somente terão sucesso, empresas com clareza e transparência em suas relações, comunicando impactos positivos para uma sociedade e um planeta melhor.

Qual é o papel do propósito em um negócio como esse?

O propósito no nosso negócio é a espinha dorsal, cada empreendedor de alguma forma já tem ou está buscando seu propósito, seja ele qual for, parte do nosso desafio será contribuir para o sucesso da realização do propósito de cada parceiro da +ETC, tornando-se assim, parte do nosso propósito. Nós da +ETC, não queremos mudar o mundo, mas queremos levar um pedacinho de mudança com cada propósito de nossos parceiros para este mundo.

Como o propósito está movendo a +ETC até aqui?

A identificação diária de cada propósito de nossos parceiros é o que nos move e, impulsiona a força motriz de nossa comunidade! A +ETC está focada em trabalhar na construção de um ambiente tecnológico integrado que permita para nossos parceiros a viabilidade e o atingimento de um impacto positivo dos respectivos propósitos, transformando estes em grandes narrativas e histórias inspiradoras!

Ao mesmo tempo, em que existe uma equipe estruturando o marketplace, eu me atenho muito aos participantes da comunidade e suas histórias. Tenho visitado algumas instituições para oferecer um espaço gratuito, por exemplo, para vendas e tenho escutado muito suas trajetórias. É um aprendizado muito bom essa troca e isso, seguramente, não move apenas a mim, mas a todos ligados à +ETC.

Quais as características únicas da comunidade da plataforma?

A Comunidade é essência da +ETC, é através dela que acontece a conexão e integração com e entre nossos parceiros, permitindo o apoio ao empreendedor. Preparando o mesmo para a jornada no mundo online e contribuindo com o fortalecimento de sua marca através de mentoria, e-books, informação, dicas, trocas de experiências, entre outros. O aspecto colaborativo me parece ser único. A ideia não é que o conteúdo venha ‘de cima para baixo’, não é uma escola, mas uma comunidade, em que todos têm algo a contribuir. Como uma amiga sempre diz: “o que é obvio para você, pode não ser óbvio para os outros”. Nesse espírito, todos podem oferecer informações valiosas, que um outro membro talvez não tivesse. Junto à Comunidade, teremos a uma importante ferramenta, o marketplace, que conta com uma plataforma tecnológica totalmente própria, pensada e desenvolvida para atender as necessidades de quem vende e quem compra com propósito. Nosso objetivo é elevar a experiência do usuário em relação a seus hábitos de consumo, onde consumidor consegue visualizar o impacto do produto adquirido e quem vende, um espaço colaborativo para melhor posicionar seu produto e sua causa.

Como enxerga a +ETC nos próximos anos?

Queremos construir uma comunidade colaborativa totalmente participativa e inclusiva. O poder de uma comunidade está no comportamento dela em se desenvolver dentro de um conceito livre e democrático, claro, benéfico a todos. Construir um ambiente que vai além da tecnologia, mas sim, se preocupa com sua comunidade, por isso pretendemos reunir os mais diversos tipos de propósitos, agregando ainda a responsabilidade social através do +Faz bem, onde Associações e ONGs poderão também ser parceiros e participar desta comunidade, ou seja, para os próximos anos cada vez mais queremos ser colaborativos e gerar consciência positiva, para contribuir com o nosso Brasil e o mundo.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content