Fabio Barretta: “O empresário moderno procura ser mais descentralizador”

COAN

Fabio Barretta é Bacharel em Ciências Contábeis desde 2005 pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Também possui especialização em Planejamento Tributário pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado de São Paulo em 2010. Atua na área contábil desde 1997, onde ingressou na Coan Contábil passando pelas áreas contábil, fiscal e legal, acumulando vasta experiência em assessoria contábil. Fábio é sócio-diretor desde 2010, período em que marcou o ingresso da Coan Contábil nos programas de qualidade e certificação ISO9001. Atualmente lidera vários projetos no mercado contábil, como a criação das empresas: Coan Online com atendimento ao nível nacional; Coan Digital, empresa de gestão financeira para pequenos e médios empresários; também coordena a Coan Condominial, empresa que realiza auditoria em condomínios residências e comerciais. “O empresário precisa dedicar seu tempo para atividades que fará seu negócio crescer, como buscar bons fornecedores, fechar parcerias, analisar os custos e despesas mensalmente, ou seja, evitar perder tempo e horas com atividades operacionais. Essas atividades devem fluir sem grandes dificuldades. O empresário é o integrante mais importante da empresa, e deve estar envolvido com o planejamento estratégico do negócio, valorizando assim seu tempo e o dinheiro da sua empresa”, ensina o diretor-executivo da Coan.

Fabio, quais os maiores erros cometidos por um empreendedor que mantém uma loja on-line?

Começar as vendas online com um CNPJ MEI e não acompanhar o faturamento, deixando a fazenda estadual bloquear o faturamento por ter excedido o limite de R$81.000,000 anuais.

Você disse há um tempo atrás sobre a administração racional do tempo. Fale mais sobre isso.

O empresário precisa dedicar seu tempo para atividades que fará seu negócio crescer, como buscar bons fornecedores, fechar parcerias, analisar os custos e despesas mensalmente, ou seja, evitar perder tempo e horas com atividades operacionais. Essas atividades devem fluir sem grandes dificuldades. O empresário é o integrante mais importante da empresa, e deve estar envolvido com o planejamento estratégico do negócio, valorizando assim seu tempo e o dinheiro da sua empresa.

Quando a administração do tempo se torna “irracional?”.

Quando o empresário não tem uma agenda das suas atividades, e começa a determinar suas atividades diárias por intuição, não determinando uma programação, ele passa a não ter claro suas metas e prioridades. Isso faz com que ele se perca no tempo e seu tempo fica sempre curto.

Centralizar todas as tarefas em um só lugar é um caminho correto para essa administração?

Nunca. O empresário moderno procura ser mais descentralizador, não retém as tarefas, delega o máximo de tarefas e obrigações, fazendo com que seu tempo fique disponível para reuniões e fechamento de novos negócios e oportunidades.

Qual a importância do planejamento nesse ecossistema?

Muito importante. Sem planejamento o empresário não sabe os seus objetivos, não consegue determinar metas e com isso não sabe aonde sua empresa poderá estar no futuro.

Como verificar que o planejamento está sendo cumprido com assertividade?

Medindo os resultados da empresa. Se o empresário planejar e mensalmente medir o desempenho da empresa, ele terá a noção exata se seu planejamento está sendo assertivo.

Como lidar com o inesperado?

O empresário precavido, sempre elabora um plano de negócios com possibilidades de fatos inesperados, cria um caixa reserva, determina ações preventivas, ou seja, procura prever que algo pode sair do seu controle.

Qual o papel dos colaboradores num negócio como esse?

Os colaboradores precisam estar alinhados com a missão, visão e propósito do empresário, isso dará para o negócio uma capacidade de crescimento sustentável e o empresário atingirá seu propósito com mais rapidez.

Um empreendedor mais centralizador terá dificuldades em administrar uma loja on-line?

Sem dúvida. Os negócios on-line precisam de uma rapidez muito grande na gestão e o empresário centralizador não consegue essa rapidez de tomada de decisão.

Qual o peso do marketing nesse negócio?

Atualmente é gigantesco. O marketing bem feito, pode acelerar o crescimento da empresa ou pode afundar o negócio em prejuízos enormes.

Terceirização do marketing é a forma mais sábia de conduzir essa jornada?

Sim, principalmente para os pequenos negócios.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content