Fabio Coelho, CEO do Google Brasil: “O Google é mundialmente reconhecido e valorizado”

Google Brasil

Fabio José Silva Coelho é administrador, empresário e atual diretor executivo do Google Brasil desde 2011. É formado em engenharia civil e administração de empresas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Já trabalhou nas áreas comerciais e de marketing de produtos, antes de ocupar a presidência do Google, e foi o responsável pelo lançamento do Gatorade no Brasil. Fabio Coelho foi eleito CEO do Ano pela revista Exame Info em 2012. Na edição de abril de 2015 da revista Forbes Brasil, Fabio aparece na lista dos dez melhores CEOs do país. Além de ocupar o cargo de CEO do Google Brasil, também atua como vice-presidente do Google Inc, empresa multinacional de serviços online e software dos Estados Unidos. O Google hospeda e desenvolve uma série de serviços e produtos baseados na internet e gera lucro principalmente através da publicidade pelo AdWords. “Creio que empresas e pessoas têm de se manter relevantes e para isso pensar todos os dias em quem usa seus serviços, em aprender com a dinâmica de mudanças das pessoas e dos ambientes e se adaptar o tempo todo. O segredo aqui é não abrir mão, em momento algum, de nenhum dos dois elementos. Cultura sem Desempenho não se sustenta no médio prazo, e Desempenho sem Cultura nos transformaria em uma empresa qualquer. No Google, procuramos manter este equilíbrio com planejamento e acompanhamento das ações planejadas”, afirma.

Fabio, presidir uma empresa como o Google Brasil é um desafio diário?

Um desafio e um privilégio, afinal ajudamos milhões de pessoas e empresas no processo diário de inclusão, de acesso a informações que permitem a tomada de melhores decisões. Com certeza, mas é um desafio prazeroso. Uma das minhas prioridades é garantir crescimento com qualidade e isso passa por equilibrar dois elementos fundamentais e complementares: Cultura e Desempenho. O Google é mundialmente reconhecido e valorizado pela sua cultura organizacional única e também por ser um ambiente de alta performance individual e de grupos.

O que é fundamental para que esses desafios sejam superados?

Creio que empresas e pessoas têm de se manter relevantes e para isso pensar todos os dias em quem usa seus serviços, em aprender com a dinâmica de mudanças das pessoas e dos ambientes e se adaptar o tempo todo. O segredo aqui é não abrir mão, em momento algum, de nenhum dos dois elementos. Cultura sem Desempenho não se sustenta no médio prazo, e Desempenho sem Cultura nos transformaria em uma empresa qualquer. No Google, procuramos manter este equilíbrio com planejamento e acompanhamento das ações planejadas, além de uma preocupação com as equipes que atuam nas mais diversas áreas da empresa.

Como as suas observações externas influem nas suas ações?

Ser líder é criar uma visão ambiciosa, mas factível, e trazer pessoas para alterar a realidade existente construindo algo melhor. A liderança define a visão do que é possível e auxilia as pessoas a transformarem essa visão em realidade. Mas, para fazer isso, o líder precisa ter a capacidade de se adaptar constantemente, interpretando os cenários e ajustando a visão conforme as mudanças. Estar sempre atento ao que acontece dentro e fora da empresa, ao seu redor em todos os ambientes, dá a possibilidade de transformar as observações em crescimento, para mim e para as equipes que trabalham comigo.

O senso de propósito faz parte dessas observações?

Sim, claro. Procuro sempre ter em mente não só o que é importante para a companhia, mas também o que importa para os colaboradores, fornecedores, clientes e todos que orbitam nosso sistema.

Seu senso de propósito sempre foi ao encontro com o senso de propósito das empresas em que esteve, em especial do Google?

No Google, eu encontrei propósitos e práticas que estão de acordo com o que sempre defendi, aprendi e estudei. Com a experiência que adquiri em outras empresas, dos mais diversos ramos de atuação, sou capaz agora de focar em objetivos alinhados às minhas crenças e também ligados à missão e aos valores do Google.

O que faz uma empresa do porte do Google ser sempre relevante?

Nós encaramos com seriedade o nosso papel na construção de uma sociedade conectada, na qual qualquer um, em qualquer lugar do mundo, possa ter acesso às mais diversas informações e conhecimentos. Trabalhamos incessantemente para criar uma internet mais inclusiva, acessível e segura, e para facilitar o dia a dia das pessoas com produtos úteis e que façam a diferença em suas vidas. Também agimos para aumentar o acesso à informação, conectar os próximos usuários de internet e ajudar empreendedores e empresas a ter sucesso no mundo digital.

Qual o fundamento essencial que traz essa relevância?

Como empresa, talvez a nossa mais importante lição seja colocar as pessoas em primeiro lugar. Isso faz parte das verdades que o Google acredita e está presente diariamente em minhas reflexões como líder. Uma parte muito importante do nosso compromisso também passa por programas que envolvam acesso à educação, diversidade, fomento à inovação e ao crescimento econômico.

A aceleração digital já era esperada pelo Google antes mesmo da pandemia?

Com a evolução da pandemia, muitas empresas brasileiras multiplicaram seus esforços para, por meio do digital, continuarem conectadas aos seus clientes neste período de distanciamento social. De uma maneira geral, já estávamos caminhando para esta digitalização, mas a pandemia acelerou todos os processos e tomadas de decisões. Acredito que, pesando todos os fatores, pontos positivos, propostas apresentadas e dificuldades enfrentadas, o Google confirmou mais uma vez seu papel de parceiro das empresas em sua jornada digital. Também é importante destacar o papel de vários dos nossos produtos e serviços que ajudaram a manter as pessoas conectadas e com acesso à informações relevantes e de qualidade.

O que chama a sua atenção nessa aceleração?

Se por um lado muitas empresas não estavam preparadas, por outro tivemos contato com companhias que já reuniam todas as condições de fazer a virada digital. Isso nos alegrou e trouxe a certeza de que podemos contribuir para que as empresas passem da melhor maneira possível por este período sem precedente que estamos vivendo.

Como a empresa mantém os funcionários engajados nesse momento complexo?

O Google é uma empresa que a cada dia evolui no sentido de contribuir cada vez mais para uma sociedade melhor, com empresas mais eficientes, com a geração de oportunidades na economia digital e com a democratização do acesso à internet, então, buscamos basicamente pessoas proativas, movidas por propósitos e atentas ao contexto no qual estamos vivendo.

No Google, todo mundo precisa entender que não há respostas prontas e que deve haver uma construção conjunta. É muito comum eu dar uma ideia e, dessa ideia, nascerem outras que são muito melhores. Também é importante respeitar a diversidade. E aqui não estou falando apenas em diversidade de gênero e de raça, mas de opiniões. É preciso conseguir lidar com o contraditório e com opiniões que são contrárias às suas.

Quais tendências devem nortear o seu mercado de atuação nos próximos anos?

Nos próximos anos, a digitalização do Brasil será prioridade na agenda dos líderes. Os brasileiros têm uma vocação natural para o ambiente digital, mas até agora as pessoas usam a tecnologia basicamente para comunicação. Ajudar as pessoas a desenvolver habilidades e ampliar a oferta de ferramentas digitais é crítico para o progresso do Brasil nos próximos anos. De acordo com o relatório Digital Index, que divulgamos em 2019, em conjunto com a consultoria McKinsey, treinar as pessoas e as empresas para que possam se beneficiar de ferramentas digitais pode ter um impacto de R$ 70 bilhões no PIB até 2025. Em um momento no qual a pandemia levou à necessidade de distanciamento social e gerou mudanças significativas para empresas de todos os tamanhos, a digitalização e o treinamento em habilidades digitais ganhou importância ainda maior.

É fundamental que continuemos a contribuir para o desenvolvimento do país e isso passa pela promoção de programas que envolvam acesso à educação, fomento de inovação e crescimento econômico. Ainda há muito a ser feito quando pensamos no potencial de transformação do digital e não tenho dúvida de que isso motiva todos nós no Google a continuar inovando pelos próximos anos e contribuindo para a digitalização do país em todas as frentes.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Ir para o conteúdo