Fábio Muniz: “Criamos um formato com muito aprendizado”

 Fábio Muniz

Começar a carreira no mundo da Tecnologia exige investimentos que muitas pessoas, infelizmente, não têm condições de fazer, seja no ensino superior ou em instituições especializadas. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) revelou que, entre os estudantes brasileiros entrevistados que se formaram no ensino médio, 70% não ingressaram em uma faculdade por falta de dinheiro. A partir dessa análise das necessidades dos brasileiros, a escola digital Awari, que tem como objetivo contribuir com a trajetória de pessoas interessadas em seguir carreira na área de tecnologia, lança um programa de bolsas de estudos com garantia de contratação para alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

O programa de bolsas desenvolvido pela escola visa promover a diversidade e inclusão no mercado de tecnologia.

As vagas são para os cursos de Data Science, UX/UI Design, Web Development e Product Management.

A “Garantia Awari”, selo de garantia de contratação da escola, ainda assegura que todos os alunos que cursarem os respectivos cursos ingressem na profissão em até seis meses após a graduação.

“Nós acreditamos na importância de ampliar o acesso à educação e sabemos que temos um papel crucial nesse processo. Eu sei, pessoalmente, a diferença que uma bolsa de estudos faz na vida das pessoas. Fui bolsista durante toda minha trajetória escolar, e isso me abriu muitas portas”, explica Fábio Muniz, CEO da Awari.

Em um primeiro momento, serão investidos cerca de 2 milhões de reais na educação e no projeto de inserção desses alunos no mercado de trabalho. Os cursos com Garantia de Emprego também são abertos para alunos fora do programa de bolsas. Neste modelo, o investimento pode ser feito em até 24X no cartão de crédito ou no boleto.

Se após seis meses de conclusão do curso o aluno não ingressar na profissão escolhida, a Awari devolve o valor integral do curso.

Em formato totalmente remoto, os cursos contam com aulas ao vivo, plantão de dúvidas, palestras exclusivas e mentoria individual com profissionais experientes com passagens por empresas renomadas como Apple, Disney, Nubank, Rappi, IBM, e Hospital Sírio-Libanês.

”Criamos um formato exclusivo com muito aprendizado na prática para que nossos alunos possam ingressar no mercado de tecnologia já preparados para os desafios mais comuns de suas futuras profissões”, afirma Muniz.

A escola também se preocupa com o processo de recrutamento.

Algumas semanas antes de encerrar o curso, a equipe de recolocação irá compreender e ajudar o aluno a definir seus objetivos a curto, médio e longo prazo.

A partir disso, a Awari identifica o perfil ideal da empresa avaliando, por exemplo, o tamanho da companhia, segmento e estilo de cultura interna.

Em seguida, a equipe elabora em parceria com o aluno o currículo, o perfil no LinkedIn e um portfólio completo.

E, claro, orienta cada estudante como se preparar para entrevistas com dicas valiosas a respeito das perguntas e cases técnicos mais comuns nesta etapa.

A primeira turma terá início no último trimestre de 2021. Os interessados podem se inscrever no link: https://awari.com.br/

Como participar do programa de bolsas da Awari

Para concorrer à bolsa de estudos, os interessados devem ter mais de 18 anos, acesso à internet, renda inferior a R$1.500 mensais e interesse em atuar na área.

Além disso, o processo seletivo ainda demanda a realização de uma prova de lógica e um desafio prático.

O período de inscrição é até a primeira semana de outubro, enquanto as aulas terão início na segunda semana do mesmo mês.

As vagas são limitadas e a garantia de contratação garantida aos alunos que finalizarem o curso com desempenho satisfatório.

Sobre a Awari:

Fundada em 2018, por Fábio Muniz, a Awari é uma startup brasileira que tem como objetivo contribuir com a trajetória de pessoas interessadas em seguir carreira na área de tecnologia.

Os cursos remotos são compostos com atividades práticas constantes, os alunos também contam com o suporte e acompanhamento personalizado de mentores altamente qualificados para aprimorar, preparar e acompanhar sua trajetória até a entrada no mercado de trabalho.

Desde sua fundação, a escola digital já capacitou mais de 650 alunos e conta com mais de 100 profissionais do setor de tecnologia apaixonados por ensinar. Nos últimos meses, a companhia recebeu investimentos anjo que, somados, contabilizam R$ 2 milhões.

*Com participação do jornalista Ed Salles.

Compartilhar:
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content