Marcelo Abrileri: “Não existe sistema que se crie sozinho”

 Marcelo Abrileri

A multiplataforma Eniwine, voltada para compra e venda de rótulos de garrafas de vinho de produtores nacionais e internacionais lança o seu mais novo produto: o Eniwine Rewards, um clube de recompensas para todos os apreciadores de vinho. A plataforma foi lançada durante um jantar para convidados e imprensa no restaurante Barolo Trattoria, nos Jardins, em São Paulo. O evento detalhou para os convidados os benefícios que Eniwine Rewards oferece a seus usuários. O clube de recompensas permite que qualquer pessoa se cadastre gratuitamente, monte sua própria vitrine de vinhos com os mais de 2 mil rótulos disponíveis em eniwine.com. O usuário pode indicar vinhos específicos para amigos e a cada compra feita pela indicação recebe créditos, os chamados WineMoneys, que podem ser trocados por descontos na compra de garrafas, ou até mesmo por dinheiro. Também é possível realizar a compra de vale-vinho para presentear familiares e amigos. Todo o suporte de logística, dúvidas e conclusão de vendas é feito pela equipe da Eniwine. A única ‘preocupação’ do usuário é buscar ainda mais entusiastas de um bom vinho e fazer a indicação. “A Eniwine Rewards nasceu recentemente e é fruto de um constante trabalho e dedicação, desde a ideia até a concepção, um esforço em conjunto que levou seis meses de estudo e preparo para ser lançada ainda este ano”, comenta Marcelo Abrileri, CEO da Eniwine.

Marcelo, muitos dizem que vivemos uma aceleração digital. Essa aceleração está bem coordena em sua visão?

Cada vez mais os sistemas estão entrando para compreender as coisas e neste quesito as Inteligências Artificiais, algoritmos que ajudam a vender, a compreender o comportamento e a prever o futuro estão ganhando espaços. As interações online só crescem, tanto para vender como para atender o usuário ou cliente. Apontando apenas estes dois movimentos que são totalmente digitais já demonstram como estamos realmente indo cada vez mais para o mundo online.

Quais os grandes gargalos que atrasam o e-commerce em nosso país?

Alguns fatores, um deles é que grandes empresas vendiam muito bem no B2B e o B2C é muito mais trabalhoso. É muito mais fácil vender um pedidão do que vários pedidinhos. Então era normal uma empresa olhar para o seu B2B e ficar feliz, vendo o valor faturado versus o trabalho que deu ao passo que quando olhava para o seu B2C ficava triste, comparando o faturamento invariavelmente menor versus todo o trabalho necessário. Isso era muito evidente no mercado de vinhos. Importadores queriam muito mais vender para distribuidores, restaurantes e hotéis do que para o consumidor final. Algo que mudou totalmente após a Covid. Não é que era um gargalo, era um espírito natural de querer se focar naquilo que estava dando mais dinheiro com menos esforço.

Como reverter esses transtornos?

Não enxergo que houve qualquer transtorno. Havia uma tendência apenas em se focar no que funcionava mais.

Qual a importância das pessoas em um negócio com essas características?

As pessoas sempre terão muita importância. Não existe sistema que se crie sozinho. As pessoas devem estar lá para programar, rever, corrigir, aprimorar, criar novidades, etc. Fazendo um paralelo com uma corrida de carros, antes, no passado, quem tinha um carro melhor, vencia uma corrida de Fórmula 1. Naquela época o diferencial competitivo estava no carro. Depois a tecnologia foi chegando para todas as equipes e hoje temos carros muito parecidos, todos altamente tecnológicos, mas muito parecidos. Na hora que todos os carros são iguais, aonde está o diferencial competitivo? No piloto! Antes apenas essa ou aquela empresa podia ter um sistema ERP, ou um e-commerce. Hoje isso está disponível a todos, qualquer um pode ter. Da mesma forma como na corrida de Fórmula 1, o diferencial competitivo está no piloto, ou seja, nas pessoas que irão construir, com a tecnologia disponível, os melhores sistemas.

Como as suas observações externas foram fundamentais para criação da Eniwine?

Bem, eu sempre estive na ponta de lança do desenvolvimento tecnológico, mas sempre sofri muito com os momentos do país e do mundo, no entanto, sempre me senti muito competitivo e conhecemos bem esse mundo digital. Com isso em mente percebi que havia uma possibilidade de recomeçar num segmento novo para nós, o de vinho, que mostrava uma lacuna não preenchida de tecnologia e aí, criei a Eniwine.

Quais os grandes pilares da plataforma?

Bons vinhos (os clubes de vinho, em geral, trabalham com vinhos de baixa qualidade); Bons descontos (todos gostam de pagar menos, quem tem menos recurso precisa pagar menos e quem tem recursos, gosta também de economizar, então, oferecer bons produtos a preços baixos é sem dúvida um dos pilares): O relacionamento com vários parceiros, produtores, importadores e lojistas permitindo que tenhamos uma carta muito grande de vinhos; Grande oferta de vinhos (já somos hoje a maior vitrine online de vinhos com mais de 2.500 rótulos e esse número só irá crescer. Meu objetivo são os 10.000 rótulos. Espero chegar lá em algo como 2 a 3 anos. Enfim, grande variedade também é algo muito atrativo); Orientação perita (o mundo do vinho pede ensinamento, conhecimento, orientação e recheamos nossa plataforma com orientações para ajudar aqueles que querem saber mais sobre o mundo do vinho); Tecnologia de ponta com Inteligência Artificial (o Digital Sommelier é disruptivo e traz uma nova forma de comprar e consumir vinho. Não existe nada parecido no mundo. Nós somos a única plataforma que tem uma Inteligência Artificial que prediz que nota você dará a um vinho que ainda nem tomou); Ainda no quesito tecnologia, o Harmonizador também ajuda você a harmonizar um prato com um vinho e isso também é único e exclusivo.

E os seus grandes diferenciais?

Bem, entendo que eles já foram descritos no item anterior.

Como a pandemia do novo coronavírus está influenciando o mercado de vinhos?

Entendemos que isso seu deu por alguns motivos:

Não precisar dirigir depois de beber (quando ia a restaurantes); Poder se dar ao luxo de tomar vinho em mais refeições; Utilizar o dinheiro economizado com o isolamento e não viajar, não ir a restaurantes, em vinhos; Se permitir, se presentear, melhorando as frustrações do período de isolamento; Participar de algumas das inúmeras lives de vinhos que ocorreram acompanhando uma taça na mão. No entanto, isso foi em 2020. Percebemos uma grande mudança em 2021. Parece que neste ano o isolamento não animou como no ano passado, as pessoas a consumirem tanto vinho.

Quais foram a mudanças mais destacáveis do site da Eniwine e como isso beneficia os usuários?

Uma vitrine com muitos itens, muitos rótulos, hoje a maior de vinhos do Brasil: Descontos; Conteúdo; Um Clube de Vinhos onde o associado escolhe o vinho que deseja receber; Inteligência Artificial para ajudar na escolha do vinho correto; Inteligência Artificial para ajudar na composição do prato com vinho.

Qual a importância da Inteligência Artificial para os negócios da Eniwine?

Sem dúvida é um dos nossos principais diferenciais e iremos nos apoiar muito nele cada vez mais.

Quais as perspectivas do mercado de vinhos para os próximos meses?

Não tivemos um bom início de ano. Julgo que houve uma certa “ressaca” de todo o crescimento do ano passado, com as frustrações e incertezas dos novos períodos de isolamento social. Mas parece que isso já passou e percebemos na segunda quinzena de abril uma melhora, bem como também já nestes primeiros dias de maio.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content