Marcos Tendler: “A Vacinas.net é movida pelo desafio”

 Marcos Tendler

A Vacinas.net, healthtech cuja proposta é gerar valor a toda a cadeia de saúde, acaba de incorporar ao seu marketplace dois novos parceiros, Labi Exames e Hermes Pardini. Os planos são audaciosos, mas totalmente possíveis. A empresa busca um alcance de 20% do mercado privado brasileiro de vacinação e atingir a marca de 700 clínicas de vacinação plugadas à sua plataforma até o final de 2022, o que significa aumentar em quatro vezes a sua abrangência. “Apesar de terem operações próprias na internet, ambas acreditam no potencial da Vacinas.net para alavancarem as suas vendas. Afinal, já somos o marketplace de vacinação com maior cobertura no Brasil e temos planos em uma curva ascendente de crescimento e seguir gerando valor para toda a cadeia”, ressalta Marcos Tendler, fundador e CEO da Vacinas.net. Com pouco mais de um ano de atuação, a empresa cresceu mais de 1000% de janeiro de 2020 a janeiro de 2021. Hoje o Vacinas.net está presente em 19 estados, 19 capitais e conta com cerca de 140 clínicas plugadas em sua plataforma. O Labi Exames, com foco em oferecer conveniência para os seus clientes, trará mais alcance para a vacinação domiciliar, um dos serviços ofertados pela Vacina.net, em São Paulo e Rio de Janeiro. Já o Hermes Pardini, rede com mais de 60 anos, ajudará a fortalecer sua presença em Belo Horizonte, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia, através de 34 unidades físicas, conectadas na plataforma.

Marcos, o que move a operação da Vacinas.net?

A Vacinas.net é movida pelo desafio de organizar a cadeia produtiva da vacinação em âmbito privado no Brasil. Conectando fabricantes, distribuidores e as empresas de vacinação a quem está buscando se vacinar. Mais do que uma jovem Healthtech, hoje já somos a primeira HealthNet – Rede de prevenção – privada no Brasil, um grande ecossistema focado em difundir informação de qualidade sobre vacinas e o serviço de vacinação. E como vamos fazer isso? Nossa proposta é gerar valor a toda a cadeia e que conecta quem precisa se vacinar, a quem presta esse serviço, por meio da venda e agendamento online.

Queremos gerar valor para o cliente, com informação segura e de qualidade e apoiando na compra e agendamento online; para as clínicas com uma solução plug and play de e-commerce e como rede de escoamento e fornecimento para os distribuidores. Além de ser uma vitrine para a indústria, um canal promocional e uma fonte de dados para o fabricante, funcionamos como uma ferramenta de prescrição e suporte técnico para a classe médica.

Quais os principais diferenciais do marketplace?

Nossos principais diferenciais são os pilares nos quais estamos apoiados: Tecnologia, Conhecimento do Mercado e Modelo ágil de gestão. Nosso Marketplace é apoiado na Vtex a maior plataforma de cloud Commerce mundial, isso nos permite escalabilidade e segurança para crescer nosso tráfego. Desenvolvemos nosso próprio sistema de gestão dos pedidos e CRM de relacionamento com as clínicas parceiras que nos permite gerenciar todo nosso ecossistema, desde a compra de vacinas até a venda de campanhas de vacinação.

Temos a rede com maior capilaridade no mercado privado, com atendimentos em mais de 500 municípios. Além disso, sabemos as dores e as necessidades dos players e procuramos resolvê-las desde a indústria até o cliente final. E por fim, com uma equipe enxuta e bem entrosada temos a capacidade de manobrar com rapidez e superar os desafios e obstáculos que se apresentam no dia a dia e nos moldarmos para atender as demandas do mercado.

Como se encontra o mercado brasileiro de vacinação?

O mercado privado no Brasil tem volume financeiro de cerca de 3 bilhões de reais por ano e a Vacinas.net busca uma participação de pelo menos 20% em transações de intermediação do serviço de vacinação. O Brasil tem mais de 3.500 clínicas de vacinação e 10.000 pontos de aplicação privados (laboratórios e farmácias).

Quantas clínicas privadas estão plugadas na plataforma atualmente?

A Vacinas.Net está presente em 19 estados, 19 capitais e conta com cerca de 160 clínicas plugadas em sua plataforma.

O crescimento da empresa foi de mais de 1000% de janeiro de 2020 a janeiro de 2021. Qual o fator crucial para que isso tenha ocorrido?

O principal ponto da expansão da Vacinas.net é a necessidade do mercado privado por soluções que sejam agregadoras, facilmente escaláveis e principalmente sustentáveis. Nosso modelo de negócios prevê o crescimento como uma rede colaborativa, na qual cada player tem sua própria estrutura e é sustentável individualmente. A soma dos esforços amplifica o alcance, o poder de barganha, a capilaridade e a força de todos. Em pouco tempo nos tornamos a opção preferencial de quem busca vacinas na internet e de grandes empresas que imunizam seus funcionários. Somos um grande Hub de integração do mercado privado e estamos apenas no começo.

Como a revolução biotecnológica afeta esse mercado?

Estamos vivendo uma revolução biotecnológica que deve trazer para o mercado não só atualizações das vacinas já existentes, mas também vacinas contra doenças que ainda não temos vacinas. As linhas de pesquisa para vacinas anticâncer, vacinas contra helmintos, HIV, em breve disponibilizarão vacinas no mercado e já estaremos preparados com capilaridade para levar o acesso a esses imunizantes a um número maior de pessoas.

Essa revolução tem afetado os negócios da Vacina.net em quais sentidos?

O impacto desta revolução em nossos negócios é extremamente positivo. Pois, isso gera ainda mais divulgação e repercussão sobre a força e a necessidade de se usarem vacinas contra as doenças infecciosas transmissíveis e coloca a cada ano novos produtos no mercado.

Como a chegada do Labi Exames e do Hermes Pardini agregará ainda mais ao marketplace?

O Labi Exames, com foco em oferecer conveniência para os seus clientes, trará mais alcance para a vacinação domiciliar, um dos serviços ofertados pela Vacina.net, em São Paulo e Rio de Janeiro. Já o Hermes Pardini, rede com mais de 60 anos, ajudará a fortalecer sua presença em Belo Horizonte, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiânia, através de 34 unidades físicas, conectadas na plataforma.

Quais os próximos passos da Vacina.net?

Os planos são audaciosos, mas totalmente possíveis. A empresa busca um alcance de 20% do mercado privado brasileiro de vacinação e atingir a marca de 700 clínicas de vacinação plugadas à sua plataforma até o final de 2022, o que significa aumentar em quatro vezes a sua abrangência. Além disso, planejamos ainda este ano iniciar a operação própria com foco no mercado corporativo e diversificar a nossa atuação, com a inclusão de novos marketplaces, como exames laboratoriais, imagem e até serviços veterinários.

A fase de monetização de outros elos da cadeia do ecossistema do marketplace está entre esses passos?

Sim, certamente para nosso desenvolvimento é necessário buscar novas receitas. Então não só a monetização nos outros elos como a abertura de novos nichos de mercado fazem parte do nosso roadmap. Mas acima de tudo buscamos atender as necessidades da indústria de biotecnologia que é a principal razão para o mercado existir.

Como a empresa prevê os movimentos do seu mercado no pós-Covid?

Com muito otimismo, definitivamente a vacina como instrumento da medicina preventiva e coletiva sai extremamente fortalecida desta pandemia. Com as Vacinas em alta, com a chegada de novas Vacinas e com o surgimento e crescimento do segmento de vacinação mundial temos plena capacidade de escalar, nacionalizar, consolidar e quem saber até internacionalizar a Vacinas.net. No mundo todo as pessoas precisam se vacinar, e nós somos a ferramenta que conecta quem está buscando vacinas a quem faz a vacinação. Só depende da nossa capacidade de crescer de forma organizada e focada.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content