Mariana Stocco: “Estamos à frente dos nossos concorrentes”

Mariana Stocco

A TIM foi escolhida pela Sigmais – empresa brasileira focada em soluções de Internet das Coisas – para conectar seus equipamentos por meio de chips virtuais compatíveis com NB-IoT 4G. A operadora italiana foi a primeira a ativar a funcionalidade em sua rede no Brasil e hoje a tecnologia – que permite viabilizar a oferta de soluções de Internet das Coisas utilizando a frequência 700 MHz – já está presente em 3.656 municípios, a maior cobertura do mercado. A companhia é líder também na cobertura 4G, alcançando 4.277 cidades. A Sigmais oferece soluções de Internet das Coisas eficientes e acessíveis para segmentos diversos, de varejo e indústrias a saúde e cidades inteligentes. Os equipamentos podem ser utilizados para diversos fins, como aferir temperaturas de ambientes, ajudar a calcular a durabilidade de equipamentos, indicar existência de vagas de estacionamento, sinalizar necessidade de manutenção de máquinas, entre outros. Um dos grandes diferenciais é que a adoção dessa tecnologia da Sigmais não necessita de nenhuma alteração e investimento em infraestrutura para sua implementação. “A parceria não poderia ter surgido em um momento melhor. Nosso movimento de transformação do portfólio se encaixou como uma luva em relação ao desenho da TIM em expandir sua atuação no mercado de IoT. Essa parceria com a TIM nos permite alcançar um espectro muito maior de clientes”, diz Mariana Stocco, diretora de operações da Sigmais.

Qual o tamanho hoje do mercado de Internet das Coisas?

Temos uma oportunidade fantástica de crescimento no universo de soluções de IoT. Quando consideramos o mercado internacional temos um tamanho estimado na casa de trilhões de dólares nos próximos 5 anos. Olhando para o Brasil temos um potencial, segundo pesquisas de mercado, em torno da casa de 3 bilhões de reais em 2022.

Como surge a Sigmais dentro desse mercado?

A Sigmais é uma empresa capixaba que nasceu há 4 anos com o objetivo de simplificar a adoção de soluções baseadas em Internet das Coisas, gerando dados que facilitam a tomada de decisões e negócio para nossos clientes. O mercado de Internet das Coisas ainda está sendo moldado. Temos muitos desafios na definição de modelos de negócio escaláveis, logística global entre outros. Mas isso tudo só aumenta nossa motivação.

Quais os grandes pilares da empresa?

Nossos pilares são inovação, criatividade e simplicidade. Inovamos na criação tanto de hardware quanto de software, com tecnologia de ponta alinhadas com o mercado internacional, utilizamos nossa criatividade para gerar inteligência de dados e simplicidade de instalação, baixo custo de aquisição ou aluguel e modelos de negócio simples.

Uma das principais características da Sigmais é a inovação. Como essa inovação tem moldado a operação da organização?

Sim, inovação é nosso carro chefe. Durante o ano de 2020 iniciamos plano de 5 anos para transformar todo nosso modelo operacional, desde a compra de componentes, desenho organizacional a modelos de negócio simplificados. Em 2021 fizemos um desenho de organização focada na criação de produtos (Product Centric Organization) que englobam desenvolvimento de software e hardware para solucionar problemas de negócio dos segmentos no qual atuamos. Além disso, também fizemos apostas na inovação aberta e cocriação de soluções com nossos clientes.

Quais setores desfrutam das soluções da Sigmais?

Os mais diversos setores do mercado podem utilizar as soluções da Sigmais. Seguindo nosso plano estratégico temos foco em Facilities (Shoppings, Supermercados, Hospitais), Smart Cities (Estacionamento, mobilidade urbana), Pequenas e Médias Empresas (Restaurantes).

Por que você acredita que as soluções da Sigmais estão num patamar acima dos seus concorrentes?

Estamos à frente dos nossos concorrentes porque nossos produtos são autônomos, ou seja, utilizam baterias de alta duração (5 anos ou mais de duração), conectividade LPWAN (NB-IOT, Sigfox e Lora) aumentando a mobilidade e dispensando equipamentos de conectividade como roteadores Wi-fi. Além disso, tem instalação simplificada que elimina altos custos de infraestrutura (energia, conectividade, etc).

Como se mede a eficiência das soluções?

O maior desafio no mundo de dispositivos de internet das Coisas é ter o mínimo consumo de energia para que as baterias tenham uma vida útil mais longa. Em nosso processo de melhoria contínua, prezamos por testes de longa duração e busca constante por otimização tanto dos nossos dispositivos quanto plataformas de software, porque dessa forma temos a garantia de entrega de soluções mais eficientes. Em termos de eficiência gerada para os clientes, podemos citar a padronização da coleta de dados, automação de processos e redução de custos. Em alguns mercados como o de restaurantes, temos condição de oferecer medições que inclusive reduzem o desperdício de alimentos.

Qual o outro ponto importante para a Sigmais além da já falada eficiência?

Um dos nossos pilares é a simplicidade e nesse sentido, além da facilidade de instalação também oferecemos uma plataforma de integração (Sigsystem) que simplifica a entrega de dados para nossos clientes e parceiros integradores de tecnologia.

Em que momento surge a parceria com a TIM?

A parceria surge no momento em que estamos trabalhando para criar a segunda geração de nossos dispositivos, para que também contemplem a conectividade NB-IoT. Escolhemos a TIM para conectar nossos dispositivos por meio de chips virtuais compatíveis com NB-IoT 4G.

Por que essa parceria chegou num momento ideal?

A parceria não poderia ter surgido em um momento melhor. Nosso movimento de transformação do portfólio se encaixou como uma luva em relação ao desenho da TIM em expandir sua atuação no mercado de IoT. Essa parceria com a TIM nos permite alcançar um espectro muito maior de potenciais clientes, pois, já está presente em 3.656 municípios. É a maior cobertura do mercado.

O que vislumbra para essa parceria nos próximos meses?

Nosso objetivo é reforçar nosso time comercial para acelerar a geração de negócios, em conjunto com a TIM em seu marketplace e também em regiões onde não tínhamos atuação por causa de conectividade mais restrita.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content