Marketing pessoal digital é estratégia para alavancar carreira

Marketing Digital

Conseguir um emprego, alcançar uma promoção, fechar mais vendas e contratos como microempreendedor individual. Esses podem ser objetivos para trabalhadores e trabalhadoras que buscam alavancar suas carreiras com a ajuda de ferramentas da internet. Redes sociais, sites, blogs e outros canais on-line podem ser bem aproveitados para subir na carreira quando aplicadas técnicas de marketing pessoal digital. Estar ativo na internet – com estratégia, planejamento e ações específicas – é uma necessidade para profissionais de quaisquer áreas que queiram se destacar no mercado contemporâneo.

cursos de marketing digital disponíveis no mercado para quem deseja se aprofundar nessa área e desenvolver estratégias consistentes para seus negócios. Quando o assunto é marca pessoal on-line, alguns conhecimentos básicos do marketing são fundamentais para garantir uma presença forte no ambiente digital.

O que é marketing pessoal digital?

De forma resumida, o marketing pessoal digital é a forma como um profissional se apresenta, mostra seu trabalho e expressa a maneira de desenvolvê-lo nas plataformas digitais. Um site, um blog, as redes sociais, a newsletter e todos os canais que o trabalhador disponibiliza para se comunicar com o seu público são instrumentos dessa estratégia.

Por meio do marketing, o profissional reforça sua marca pessoal, ou seja, suas crenças, valores, objetivos e pontos de vista relevantes para o desenvolvimento do seu trabalho. A técnica mercadológica ajuda a atrair parceiros dispostos a fechar negócios.

Qualquer profissional pode se beneficiar de uma boa estratégia de marketing pessoal, seja para se recolocar no mercado – atraindo a atenção de recrutadores e/ou gestores –, alcançar uma promoção – evidenciando pontos fortes e resultados –, ou ampliar a cartela de clientes e realizar contratos.

Estar presente no ambiente digital de forma estratégica permite que o profissional não só divulgue o seu trabalho, mas também consiga criar conexões, fidelizar clientes, educar o mercado, valorizar diferenciais e enriquecer a própria imagem.

Primeiros passos

O primeiro passo para quem decide investir em marketing pessoal digital é definir um objetivo. Para uma pessoa desempregada, o propósito pode ser conseguir uma vaga em uma companhia; para o empreendedor autônomo, talvez seja alcançar certo número de clientes fixos, para formalizar a empresa.

Traçar uma finalidade é fundamental, porque este intuito ajuda a definir outro aspecto da estratégia: a criação da persona. Embora seja mais atrelada ao objetivo de venda de produtos e serviços, no marketing pessoal a persona pode ser encarada como o tipo ideal de empregador que se quer alcançar ou a empresa exemplar em que se quer ingressar.

No caso do marketing pessoal, é importante que o profissional em busca de recolocação descubra o máximo de informações sobre a empresa em que deseja trabalhar: que tipo de profissional ela procura, quais são seus objetivos, missão e valores etc.

A definição é importante para o planejamento do conteúdo a ser divulgado on-line, que deve ser pensado para gerar conexão com o profissional responsável pelo recrutamento e seleção da empresa. Imaginar uma pessoa facilita a produção do material, a adequação da linguagem e do formato.

Invista em redes sociais

Quando falamos em marketing digital, as redes sociais são peças fundamentais de qualquer estratégia. Para fins profissionais, especialmente, para quem almeja recolocação, o LinkedIn é a principal. No entanto, ele precisa deixar de ser visto apenas como um banco de currículos.

A rede funciona como uma ferramenta para o estabelecimento da marca pessoal e para a construção de uma rede de relacionamentos profissionais importantes. É ainda um espaço para negócios. Há muitos profissionais fechando contratos por meio do LinkedIn.

Para vendas, o Instagram parece ser imbatível, mas não basta estar lá. Assim como em qualquer outra rede ou mesmo no modelo antigo, presencial, é preciso um plano de ação robusto, com foco e consistência, para que as ações de marketing pessoal digital colham frutos.

Tenha um site

Uma marca pessoal forte se constrói muito além das redes sociais. É preciso criar um site institucional, de preferência com o nome do profissional, que sirva como uma “casa” para o seu portfólio e um lugar onde seja encontrado, com facilidade, por clientes e recrutadores.

Este site deve ter uma identidade visual própria e conter dados pessoais, informações profissionais e adendos relevantes sobre a carreira que possam ser diferenciais em processos seletivos. No caso de empreendedores, é importante apresentar o trabalho, os métodos e possíveis resultados que comprovem a credibilidade do que está sendo proposto para atrair a atenção do público.

Usar as técnicas de Search Engine Optimization (SEO) dá mais destaque ao site, fazendo-o ser encontrado pelos mecanismos de busca, aumentando as chances de ser visto por clientes ou recrutadores.

Além do conteúdo corporativo, é importante que esse site tenha um blog em que o proprietário escreva sobre assuntos relacionados a sua profissão e mostre seu know how quanto à área em que atua. Isso vai ajudar na percepção de autoridade por parte da audiência especializada, ajudando na conquista do objetivo pretendido.

Vale lembrar que, para o sucesso dessa empreitada, os conteúdos precisam ser autênticos, contextualizados, coerentes e com boa gramática. A linguagem precisa estar adequada ao público-alvo e ser o mais simples possível.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content