Anúncios
Sua Página
Fullscreen

Niky traz benefícios de saúde para os MEIs

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

A Niky, startup de soluções de pagamentos, segue os passos e se consolida como referência do conceito ao ampliar sua área de atuação. Essa transformação é acompanhada de perto pela PJM Investimentos que liderou aporte de mais de R$40 milhões na Niky, que consolida o modelo BaaS no país e tem seis anos de expertise com mais de 2 milhões de clientes. Neste ano, a empresa vai transacionar mais de R$1,2 bilhão, com crescimento de 282% sobre receita de 2021. A partir de agora, a Niky aproveita seu ecossistema de saúde com um programa completo de benefícios flexíveis, seguráveis e não seguráveis para os colaboradores das grandes empregadoras até os microempreendedores individuais (MEIs). A startup oferecerá, também, ferramentas de gestão a um custo menor para as organizações com planos feitos sob medida para cada usuário. O projeto também inclui contas digitais e meios de pagamentos em seus pacotes. “A inovação deve ser vista em duas perspectivas, de igual importância: ela pode significar tanto “fazer novas coisas” como “fazer as mesmas coisas de modos diferentes”. Ambas são importantíssimas para as empresas modernas. A primeira permite que desenvolvam novos produtos ou serviços, linhas de negócio diferentes; a segunda pode ajudar a gestão a melhorar seus indicadores operacionais, como redução de SLAs, melhoria de rentabilidade, NPS”, afirma Matheus Rangel, co-founder e CGO da Niky.

Matheus, qual é o papel da inovação no cenário empresarial atual e como as empresas podem se manter atualizadas com as novas tendências?

A inovação deve ser vista em duas perspectivas, de igual importância: ela pode significar tanto “fazer novas coisas” como “fazer as mesmas coisas de modos diferentes”. Ambas são importantíssimas para as empresas modernas. A primeira permite que desenvolvam novos produtos ou serviços, linhas de negócio diferentes; a segunda pode ajudar a gestão a melhorar seus indicadores operacionais, como redução de SLAs, melhoria de rentabilidade, NPS.

Anúncios

É muito importante que as empresas fomentem a inovação nos níveis operacional, tático e gerencial. Uma parte muito importante para inovar é ter um profundo conhecimento da operação atual. Para manter-se atualizado, é sempre importante a participação em eventos de inovação, leitura atenta dos principais canais de comunicação, dentro e fora do Brasil. Um exercício crucial, que deve ser responsabilidade de todos envolvidos, é tentar “traduzir” a tendência para a realidade da empresa. Por exemplo – como poderíamos utilizar o ChatGPT para nossa operação?

Como o setor de Recursos Humanos pode contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de inovação nas empresas?

Sugerindo “campeões” da inovação, criando programas de recompensa pela inovação (financeira ou de reconhecimento), incentivando treinamentos, palestras, congressos… Mas acredito que o principal papel do RH é assegurar que não exista uma “cultura do medo” de errar nas empresas. Inovar é errar e aprender com isso. Quem não erra, não aprende, não inova.

Quais são os benefícios mais valorizados pelos colaboradores nas empresas e como elas podem oferecê-los de forma eficaz?

Historicamente, os maiores desejos do brasileiro são uma casa própria e um plano de saúde. Pesquisas recentes também mostram um desejo do brasileiro por boa educação. Imagina só ser o gerente de RH que facilitou para sua empresa os acessos a esses sonhos? Existem algumas alternativas novas no mercado para facilitar, empresas especializadas no mercado de benefício que simplificam o RH trazendo as ofertas e sistemas que agilizam processos internos.

Anúncios

A pandemia nos ensinou que a flexibilidade também é um benefício por si só. Cada colaborador tem suas necessidades, desejos e anseios. Isso acelerou a corrida dos RHs pelos benefícios flexíveis – no sentido amplo do conceito. Essa flexibilidade vai além da aceitação de um cartão de Alimentação/Refeição. Os RHs devem ter poder de escolha entre diversas ofertas, com a liberdade de subsidiar (ou não) a cada colaborador, compreendendo o momento de vida de cada um deles. Levar um programa de cuidado pré-natal para uma colaboradora grávida, facilitar antecipação salarial para um colaborador que teve algum imprevisto…

Como as empresas podem gerenciar suas finanças de maneira eficiente para garantir o crescimento sustentável do negócio?

No momento econômico atual, com a elevação da taxa de juros, é muito importante sermos precisos na contenção dos custos e uma avaliação correta dos investimentos. Não existe gestão sem indicadores e acredito muito em controles matriciais de receitas e custos. Independentemente do tamanho da empresa, é importante ter muito claro qual é o produto mais rentável na relação comercial de cada cliente, ou entender bem qual área é a maior consumidora de telefonia móvel. A precisão é importantíssima para gestão financeira.

Qual é a importância da concessão de crédito para as empresas e como elas podem obter crédito de forma responsável?

Crédito tem que ser visto como um acelerador de crescimento. O endividamento é muito positivo caso seu retorno seja maior que o custo de capital. É importante definir bem qual será o custo de capital calculado para sua empresa, considerando as disponibilidades de caixa, o risco do projeto, a taxa base de juros. Essas avaliações e um bom plano de negócios ajudam inclusive nas negociações com os bancos. Fazendo as contas corretas e considerando retornos de forma conservadora, a palavra crédito deixa de ser um “bicho papão”.

Leia ou ouça também:  A importância do cliente para Florian Bartunek

A gestão estratégica de negócios pode ajudar as empresas a atingir seus objetivos a longo prazo?

Anúncios

Claro! Abordagens estratégicas em todas as esferas (clientes, fornecedores, colaboradores) com definição de indicadores, planos de ação e acompanhamento executivo, garantindo a correta alocação de recursos financeiros e humanos. Não podemos perder o foco e dificilmente a estratégia muda. O que pode mudar, e não podemos ter orgulho em aceitar, é o caminho de chegar lá.

Como as empresas podem equilibrar suas finanças para investir em inovação e, ao mesmo tempo, garantir a saúde financeira do negócio?

Esse processo às vezes é mais natural para a indústria, que está mais acostumada com uma linha de orçamento para Pesquisa e Desenvolvimento. O principal exercício a ser feito, também para o setor de serviços e PMEs é prever no orçamento, já na largada do ano, uma verba destinada à inovação. Não adianta exigir retornos dentro do mesmo exercício, dificilmente eles virão. É um investimento a longo prazo.

Quais são as melhores práticas para gerenciar os benefícios corporativos e como as empresas podem garantir que seus colaboradores tenham acesso a benefícios de qualidade?

É essencial a comunicação entre RH e colaboradores para a jornada de gestão de benefícios. Faça pesquisas, peça opinião deles, avaliem em conjunto (com criticidade) os benefícios atualmente oferecidos. Comunique, faça propagandas internas… dê flexibilidade para escolherem quais benefícios querem, mesmo se isso significar um desconto maior em folha. Façam parcerias com empresas especializadas em benefícios que podem te ajudar nessa jornada.

Como as organizações podem incentivar seus colaboradores a adotarem hábitos saudáveis e a cuidarem de sua saúde?

É sempre importante pensarmos na saúde de forma preventiva. Bons hábitos de alimentação, atividades físicas e saúde mental contribuem muito para isso. Existem pesquisas indicando que colaboradores em bom estado de saúde tem maior produtividade e menor nível de absenteísmo. Também é um investimento que a empresa faz! Um aspecto que é pouco observado pelas empresas é a flexibilidade nos horários de trabalho. Dentro do possível, flexibilizar horário de entrada ou possibilidade de almoço estendido, por exemplo, podem ajudar os colaboradores a se organizarem para obterem hábitos mais saudáveis.

Qual é o papel da Niky na mudança da relação das empresas com seus colaboradores em relação aos benefícios corporativos, especialmente em relação à saúde?

Estamos aqui para darmos aos RHs e colaboradores opções de escolha, com preços justos, que tragam momentos de felicidade. De 1 a 1 milhão de colaboradores, nossas ofertas serão adequadas e compatíveis com a realidade da empresa contratante. O produto de saúde é um diferencial, com ofertas seguráveis e não seguráveis. Estamos aqui para mostrar que, com o mesmo orçamento no RH, conseguimos maximizar os benefícios corporativos.

Anúncios

Como as empresas podem se beneficiar da parceria com a Niky para oferecer benefícios de saúde de qualidade para seus colaboradores e melhorar a produtividade e o bem-estar dos funcionários?

São mais simples do que você imagina (rs). Entre em contato com a gente que a gente te ajuda! A Niky é uma instituição de pagamentos comprometida em oferecer soluções financeiras alinhadas com as novidades do mercado. Atendemos as necessidades de nossos clientes com o objetivo de democratizar o acesso a serviços bancários, possibilitando a inclusão financeira e tecnológica em qualquer parte do Brasil.

Última atualização da matéria foi há 1 ano


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights