O insight poderoso de algumas multinacionais

Segundo o investidor alemão e cofundador do PayPal, Peter Thiel, depois de criar e dominar um nicho de mercado, você deve expandir gradualmente para mercados relacionados e ligeiramente mais amplos. Talvez as 3 empresas citadas abaixo tenham conseguido de uma forma ou de outra seguir o mantra do bilionário do Vale do Silício. Poderíamos citar empresas mastodônticas como Fiat, Facebook, Apple ou Microsoft, ou até mesmo outras com as costas ancoradas em governos como é o caso da Saudi Aramco, PetroChina, PDVSA ou Cohiba (antes cubana e hoje dominicana). Vamos nos ater há exemplos que passam despercebidos em muitos casos, mas que nem por isso podem ter o seu valor negado como grandes cases de sucesso:

JBL

A JBL pertence ao grupo americano Harman, comprado pela sul-coreana Samsung em 2017. Mas tem uma história singular. Foi fundada em 1946, pelo empresário James Bullough Lansing (o JBL em pessoa), e se tornou uma das primeiras companhias a produzir caixas de som profissionais para o cinema falado. Também produz a eletrizante caixa de som JBL (a caixa de som leve e com conectividade Bluetooth que possui design à prova d’água). Além disso, a organização é uma das líderes mundiais no desenvolvimento de produtos para automóveis (Toyota e Ferrari usam), empresas e para uso doméstico.

American Airlines

A American Airlines é uma companhia aérea americana sediada em Fort Worth, Texas. É a maior companhia aérea do mundo por passageiros transportados, quantidade de aeronaves e receitas, sendo a segunda maior pelo número de destinos, somente atrás da United Airlines. A história dessa gigante data de 1930 quando a “The Aviation Corporation’s” incorporou a American Airways. Já em 1947 a American realizou o primeiro voo do Douglas DC-6 em serviço. Em 1948 foi a vez do Convair CV-240. Em 25 de janeiro de 1959 tornou-se a primeira empresa a voar o Boeing 707. A questão de uma visão macro que envolve acionistas, pessoas e clientes, sempre é falada pelos seus executivos, como foi o caso recentemente do novo CEO Robert Isom: “Estamos honrados em trabalhar para nosso pessoal, clientes e acionistas, e sabemos que só ganhamos quando operamos como uma equipe”.

Endemol

A Endemol é uma produtora holandesa de televisão, especializada em reality shows. Possui subsidiárias e joint ventures em mais de 23 países, incluindo Brasil, Argentina, Portugal, Reino Unido, Estados Unidos, França, México, Espanha, Itália, Alemanha, Polônia, Índia, África do Sul e Austrália. Entre os seus mais bem-sucedidos programas estão os formatos vencedores, Big Brother e MasterChef. A empresa foi fundada em 1994 por John de Mol e Joop van den Ende, derivando o nome da empresa dos sobrenomes dos fundadores (Joop van den Ende e John de Mol). O cofundador da John De Mol sempre disse aos seus críticos que “os reality shows são o espelho da sociedade”. Nada mais simples e genial do que receber bilhões por ter uma ideia que mexe com a curiosidade humana.

Como vimos, todas essas empresas seguiram muito bem o que o tycoon Peter Thiel comenta em seu livro “De Zero a Um”, ou seja, não existe uma fórmula mágica para se empreender com sucesso, mas um insight poderoso que é “você deve expandir gradualmente para mercados relacionados e ligeiramente mais amplos” foi seguido à risca por essas empresas citadas acima e que já são parte da história do capitalismo global. Talvez isso explique quem morre e quem vive no mercado, seja esse mercado qual for.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content