Anúncios
Sua Página
Fullscreen

Os 4 benefícios do Marketing no metaverso

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Realidade no mercado global, o metaverso é uma forma das pessoas se conectarem em mundos online imersivos. Essa tecnologia tem o potencial de se fortalecer cada vez mais no mundo corporativo – e os números não mentem: de acordo com dados da Crunchbase, somente no último trimestre de 2021, quase US$1,9 bilhão de capital de risco foram investidos em startups de software e hardware de realidade virtual e aumentada.

O crescimento exponencial desse mercado abre oportunidades para a construção de uma comunicação direta e efetiva com os mais diferentes públicos-alvo. Para o marketing e publicidade, o cenário não é diferente. À medida que o metaverso se torna mais significativo, os profissionais da área estão buscando meios e estratégias de crescimento. Sabendo disso, confira a seguir quatro benefícios que Paulo Martins, CEO da Arena.im, destaca sobre a influência desta tecnologia aos mercadólogos:

Aumento do envolvimento com experiências imersivas

Anúncios

O metaverso se concentra na criação de uma experiência digital por meio de áudio, vídeo e realidade aumentada e virtual. Com o tempo, os profissionais de marketing poderão criar experiências desse tipo para as empresas.

O executivo destaca que alguns adotantes iniciais já estão criando esse tipo de prática em conferências e eventos. “Um exemplo a ser mencionado é a convenção da CES (Consumer Eletronics Show) que apresenta experiências de realidade virtual desde 2017. Com isso, marcas e profissionais de marketing são capazes de criar experiências imersivas com sucesso para seus clientes e adquirir o potencial de gerar mais vendas e conversões”, destaca Martins.

Presença em mundos virtuais

O metaverso contará com mundos virtuais onde os usuários podem visitar, passear e construir propriedades, entre outras possibilidades. O Second Life foi um case – lançado em 2003 como um mundo virtual acessível por computador, em 2020, já contava com cerca de 900 mil clientes. No jogo, os usuários podem criar um avatar para interagir com o mundo cibernético e visitar empresas, bibliotecas e experiências educacionais.

“Os mundos virtuais são significativos para profissionais de marketing devido a sua escala. Para criar uma experiência única e imersiva para sua marca será necessário ter um apelo, principalmente se quer ter presença neste ambiente imersivo. Uma boa dica é criar um avatar para interagir com os usuários”, comenta o CEO.

Anúncios

Ganhe receita vendendo colecionáveis

Além de impulsionar o engajamento da marca, as empresas podem gerar receita no metaverso por meio dos tokens não fungíveis (NFTs) – uma espécie de colecionável digital com origem na rede blockchain. O atual boom das NFTs é impulsionado por taxas de juros baixas e uma mentalidade de corrida do ouro. No entanto, é provável que haja uma demanda contínua por colecionáveis digitais.

Leia ou ouça também:  Cidades sem Fome traz um debate urgente

O potencial do marketing para colecionáveis e NFTs fica mais evidente quando o profissional os combina com outras tendências. Por exemplo: imagine consumidores comprando uma casa virtual, um cartão virtual feito por seu atleta favorito ou uma arte digital? A ideia é criar NFTs para praticamente qualquer coisa: arte (digital e física), fotos, vídeos, mensagens, posts em redes sociais, etc.

Integração do Metaverso e o Marketing Offline

Com a integração do metaverso e o marketing offline, é possível usar a tecnologia para levar os usuários a interagirem com a empresa além do mundo virtual – ou acessar o site, por exemplo. “O profissional pode criar uma presença temporária em um mundo de metaverso para promover sua empresa em um evento. É uma aposta de alavancar a marca de forma tecnológica e criativa”, finaliza.

Sobre a Arena:

Anúncios

Fundada em 2018, nos Estados Unidos, a Arena chega ao Brasil com grandes empresas em sua cartela de clientes como Globo, Telegraph, Vtex, Facebook, Figma, Vans, Universidade de São Paulo, Nubank, Bradesco, C&A, Avon, Bayer e outros. A startup conta com uma plataforma dividida em dois núcleos: experiência e dados, e oferece os produtos de Live Chat, Blog Chat e Eventos Digitais para os seus clientes em mais de 124 países. Em 2021 os widgets utilizados por mais de 24 mil clientes alcançaram cerca de 350 milhões de usuários globalmente.

*Com participação da jornalista Amanda Cássia.

Última atualização da matéria foi há 9 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights