Pamela Paz, CEO da John Richard e fundadora da Tuim: “Somos uma comunidade de trabalho”

John Richard

De olho nas empresas que passaram a oferecer estrutura de home office aos seus colaboradores por conta da pandemia, a John Richard desenvolveu uma solução para esse novo formato, que é a personalização do ambiente de trabalho, feita por meio de assinatura mensal de móveis e itens de ergonomia. A empresa já fechou mais de 60 contratos este ano, entregando 1.300 home offices personalizados. Empresas como Elo, Siemens, Gamesa e Colgate já aderiram a essa solução. “Apesar desse salto ser resultado da quarentena, que gerou uma busca imediata pela solução, acreditamos que o novo formato veio para ficar. Com isso, devemos crescer mais de 400% em nossa base de clientes até o meio do ano que vem”, prevê a CEO da John Richard, Pamela Paz. O serviço é oferecido a empresas e inclui gestão de assinatura do mobiliário, consultoria de utilização dos itens, entrega na casa do colaborador e sua retirada, caso ele deixe de usá-lo em algum momento. Além disso, é possível escolher os itens que vão fazer parte do “Kit home office” em uma plataforma online. “A qualidade de vida no trabalho remoto se tornou indispensável para garantir a produtividade e bem-estar dos colaboradores. A John Richard se tornou a ponte entre as empresas e sua equipe. Nossa expectativa com essa solução é atender a centenas de empresas ainda este ano”, aposta a executiva.

Pamela, como você enxerga o futuro da moradia?

Mudar é um fato. Oportunidades surgem e com elas, mudanças. Mudanças de carreira, família e estilo de vida. Pessoas buscam cada vez mais liberdade para se movimentar. O sonho da casa própria, morar a vida inteira em uma mesma casa, em um mesmo lugar, em uma mesma cidade, estado ou país não é mais uma realidade. O morar não tem mais barreiras. A nossa grande descoberta é que “O lar perfeito é o melhor lar possível para o momento que estou vivendo.” Entendo que esse é o futuro da moradia. O morar mais leve, mais livre.

Como a inovação fará parte desse futuro?

A tecnologia nos possibilita a trabalhar de qualquer lugar. E novas soluções, inovações, que aparecem permeando o morar, a experiência, e a flexibilidade à mudança.

Em que lugar a John Richard espera estar nesse futuro?

Quando falo em futuro, penso nas mudanças de comportamento das pessoas – e como os espaços, negócios e soluções permeiam esse ‘novo comportamento’. Portanto, quando olhamos para o futuro do trabalho e para o futuro da moradia, entendo que a John Richard está totalmente inserida. Entendemos as mudanças de comportamento das pessoas e entregamos soluções de acordo. Pessoas buscam flexibilidade (a liberdade para mudar), agilidade e utilizar seus recursos de forma inteligente. Isso que a solução de mobiliário como serviço entrega.

O que a empresa tem feito no presente para ter solidez nesse futuro?

Entender o cliente. Buscar surpreender o cliente em todos os atendimentos, entendendo as suas súplicas e entregando sempre valor. Acredito que isso fideliza e possibilita a gente se reinventar constantemente.

Nesse momento de pandemia, a forma de trabalhar mudou. Muitas pessoas passaram a trabalhar de casa, em home office. Isso levou a gente a lançar um novo produto. Uma solução de móveis que auxilia as empresas a cuidar do ambiente de trabalho também dos colaboradores que estão em home office. Somos um benefício corporativo com foco no bem-estar e ergonomia no home office, oferecendo uma solução completa, desde a escolha ideal de mobiliário e itens de ergonomia até a gestão de entrega, montagem e retirada dos mesmos, na casa dos colaboradores.

Quais os pilares que norteiam a empresa?

Mudamos com você: Temos soluções que acompanham as necessidades das empresas, dando mais flexibilidade para seus negócios.

Entregamos o combinado: Entregamos o combinado do jeito planejado e no tempo certo. Uma relação de confiança que vai além da entrega.

Agilizamos no seu tempo: Garantimos a agilidade que você precisa em todos os momentos.

Mobiliamos com alma: Sabemos que os móveis fazem parte do seu dia a dia e ajudam a construir histórias. Portanto, nos preocupamos em oferecer uma experiência de mobiliar com leveza e pessoalidade.

A estrutura home office que as empresas adotaram na pandemia, trouxeram quais ganhos para a John Richard?

A criação de uma nova solução. O home office corporativo amplia nosso atendimento junto as empresas. Se mobiliamos espaços corporativos, por que não levar a nossa solução de locação de mobiliário para dentro das casas dos colaboradores? E é isso que temos entregue para nossos clientes: uma solução de ergonomia e bem-estar para os colaboradores. Nós alugamos mesas, cadeiras e todos os itens de ergonomia e entregamos na casa de cada colaborador. A empresa não precisa se preocupar com a gestão, nem fazer grandes investimentos na aquisição desses mobiliários.

Acredita que a personalização do ambiente de trabalho veio para ficar até mesmo no pós-Covid?

Acredito que a personalização e individualidade são aspectos que vieram para ficar. Entender que precisa de um espaço adequado para o momento da empresa, e ambientes adequados as diferentes necessidades dos colaboradores. A tendência que antes era o ‘Open Office’, agora é o “Dynamic Workplace” (espaço de trabalho dinâmico). Colaboradores irão demandar escritórios cada vez mais dinâmicos, com espaços colaborativos, salas de reuniões, assim como espaços mais privados. Além disso, uma experiência diferenciada. Se posso trabalhar de casa, ou, na verdade, de qualquer lugar – eu preciso ter uma razão muito real para me deslocar para o escritório.

Como funciona a assinatura digital para pessoas físicas oferecida pela Tuim?

Você escolhe os móveis que você deseja na nossa plataforma e seleciona o período da assinatura. Realiza um cadastro e insere os dados do cartão de crédito, assina nosso contrato digitalmente e agenda a entrega. Nós realizamos a entrega na data agendada. Simples assim! Qualquer necessidade de troca ou retirada dos itens é só entrar em contato.

O que você acredita que os consumidores buscam quando procuram a John Richard?

Flexibilidade. Empresas que nos buscam entendem que as suas demandas podem mudar, e elas buscam uma empresa que acompanhe essas mudanças. Para poder aumentar a sua estrutura rapidamente, reduzir se for o caso, ou mudar de estratégia, como está acontecendo nesse momento com uma grande parcela dos colaboradores indo para home office. Os nossos clientes de home office buscam uma solução. Nós ajudamos o parceiro na gestão e somos uma destinação mais inteligente dos recursos da empresa.

Quais desafios do negócio ainda persistem depois de vários anos atuando no mercado?

Por mais que a empresa tenha mais de 20 anos, a locação de móveis ainda é uma solução inovadora e desconhecida por muitos. Temos que o tempo todo quebrar paradigmas, sempre foi assim e educar o mercado a pensar em diferentes soluções.

Como a John Richard espera ser uma empresa diferenciada, valorizada e, ao mesmo tempo, inovadora no pós-Covid?

Nós buscamos ser uma empresa única: ética, humana e próspera. Somos uma comunidade de trabalho e aprendizado focados no atendimento e fidelização dos nossos clientes e no desenvolvimento e comprometimento dos nossos talentos. Acredito que essa é a fórmula – ter uma escuta atenta às necessidades dos nossos clientes e talentos comprometidos e com autonomia para fazer diferente, conseguimos entregar um valor real para nosso cliente, inovando sempre.

Compartilhar:
Voltar ao Topo