Retorno de mais de R$9 milhões para empresas

Cada vez mais, empresas enxergam a necessidade de estimular dinâmicas e oferecer meios para que seus funcionários interajam entre si e um ambiente criativo e colaborativo possa ser criado. Uma solução do Grupo FCamara, ecossistema de tecnologia e inovação que potencializa a transformação dos negócios, vêm fazendo a diferença para empresas que buscam essa aculturação. A plataforma Imagine engaja e dá voz aos colaboradores, incentivando a proposição de ideias e o intraempreendedorismo. Ao todo, já engajou mais de 25 mil colaboradores em diferentes empresas, propiciou o surgimento de 16 mil ideias, com implementação de 10% delas, gerando um retorno estimado de mais de R$9 milhões para seus clientes. Além de facilitar a participação e a interação dos usuários, pela semelhança com uma rede social, o Imagine preza pelo feedback de todas as ideias sugeridas, o que fortalece o engajamento e a sensação de pertencimento. Tudo começou em 2018, com uma parceria do Grupo FCamara com a Dexco (antes Duratex). “Esse retorno mostra que a empresa está alinhada e garante o aculturamento, além de aproximar as pessoas do propósito e dos direcionamentos estratégicos, já que o objetivo é fazer com que o colaborador passe a ser um agente ativo de inovação dentro da empresa e seja reconhecido por isso”, comenta Maiara Muraro Martins, Head do Imagine no Grupo FCamara.

Maiara, como a interação dos funcionários com um maior espaço para a criatividade faz a diferença em uma organização?

Colaboradores se sentem parte de uma estratégia quando essa é compartilhada com os mesmos. Poder participar da inovação de uma empresa, por meio de insights e ideias faz com que o senso de pertencimento seja gerado. Colaboradores com maior senso de pertencimento, abraçam a cultura e vestem a camisa, logo fazem a diferença!

Por onde você acredita que essa interação deve passar?

A interação deve passar de ponta a ponta, de forma horizontal englobando colaboradores estratégicos e operacionais, conectados por uma jornada que gerencie e engaje tudo isso, alinhados em um único propósito: A transformação e Inovação da corporação.

As inovações das empresas estão indo para essa direção?

Sim e não. Muitas empresas consideram inovação apenas conexão com tecnologia, aquisição de startups, posicionamento aberto e acabam deixando para um segundo plano a inovação dentro de casa. Por outro lado, muitas empresas já enxergam o valor em investir na inovação corporativa e ser uma empresa de marca e cultura inovadora. É possível conquistar muitos resultados e ganhos inovando com quem entende do próprio negócio da corporação.

Qual o insight para a criação da plataforma Imagine?

O Imagine surgiu por meio da demanda de um cliente do Grupo FCamara. A empresa buscava uma plataforma para ser seu grande conector do programa de inovação e estimulador de um programa de ideias, que fosse de ponta a ponta e usada por todos os colaboradores da corporação. Depois de 4 anos, o Imagine sofreu spin-off e foi lançado no mercado.

Como funciona a plataforma, na prática?

O software vai desde o processo de inserção de ideias, passando pela curadoria delas, gerenciamento, indicadores e culminando no acompanhamento da mesma quando vira um projeto. É possível dar ideias de forma livre, como um insight que um profissional pode ter trabalhando no dia a dia, mas também é possível dar ideias por meio de um desafio/campanha que seja lançado no Imagine. Assim, as pessoas podem dar ideias vinculadas a temáticas prioritárias a corporação naquele momento. Todas as ideias passam por uma curadoria e todo acompanhamento do uso do software é gerenciado por indicadores, para que a empresa possa não só ter a riqueza do material como estimular a cultura.

Quais resultados já foram mensurados com o uso dessa plataforma?

Já pudemos observar, além dos retornos financeiros, impactos qualitativos de melhoria de processos, mudanças simples que revolucionaram a forma como o negócio era feito. Por exemplo, em um cliente do segmento de construção, por meio de uma ideia vinda do Imagine, passaram a aceitar pagamento PIX ao invés de apenas carnê/boleto. Isto trouxe praticidade para os clientes e rapidez nos recebimentos da empresa. Acabamos de finalizar um desafio em um dos nossos clientes que recebeu 18 mil ideias, o retorno financeiro das implementações dessas ideias ainda está sendo mensurado, mas é um número muito impressionante que demonstra o poder de dar voz aos seus colaboradores. Isso é apenas uma parcela dos benefícios do Imagine.

Quantos colaboradores estão engajados em torno do Imagine?

Contando todos os clientes, já engajamos cerca de 25 mil colaboradores no Imagine.

A solução está sendo aplicada em quantos segmentos?

O Imagine cabe em todo segmento. Hoje temos clientes da área da saúde, financeira, indústrias, construtoras, varejo.

Qual a importância da cultura da empresa na hora que esse direcionamento estratégico é implementado?

Empresas que não inovam podem desaparecer com o tempo. Ou pelo menos, se tornar menos competitivas. Inovação é um pilar chave do negócio, através dela, novas oportunidades surgem, conforme as mudanças do comportamento de mercado. Para inovar é necessário transformar sua cultura organizacional. Para inovar é necessário ter uma cultura inovativa para que novas estratégias possam ser implementadas com capacidade de serem tocadas. Corporações vivem de processos. Pessoas tocam processos. Pessoas se mantém numa organização quando estão alinhadas com a cultura.

A plataforma já trouxe 9 milhões de reais em retorno para as empresas. Esses números são do ano passado?

Este valor é acumulado desde o início da plataforma.

Em quais outros países essa aplicação está sendo inserida?

Hoje nossa atuação é no Brasil com algumas frentes de abertura sendo iniciadas em Portugal.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content