Ricardo Shinyashiki: “O EAD é um caminho sem volta”

Ricardo Shinyashiki

A Gentelab, startup que desenvolve serviços e conteúdos educacionais corporativos, entrou em 2021, a todo vapor. Em janeiro deste ano, a empresa teve seus serviços e produtos contratados pela Atmo Educação, que atua como administradora dos colégios Lourenço Castanho, Objetivo, Anglo, Progresso e Maple Bear, para a implementação de ferramentas que fizessem frente às grandes mudanças ocorridas no ambiente escolar por conta da pandemia. O CEO da Gentelab, Ricardo Shinyashiki, relata que o desafio apresentado foi preparar os professores das instituições de ensino para o “novo normal”, para que o meio acadêmico fizesse frente a esse cenário tão multifacetado. Assim, a startup desenvolveu o Projeto Tech4Teachers, que consistiu inicialmente na elaboração de materiais simples voltados aos professores contendo dicas de ferramentas e organização. Posteriormente, conforme Shinyashiki, a Atmo sentiu a necessidade de que fosse implantado um ambiente de formação de docentes, que continuasse com as dicas e orientações, mas que proporcionasse ao professor conteúdos diferenciados e cursos mais específicos. O objetivo foi criar um espaço de aperfeiçoamento de educadores com aprendizagem contínua, pautado pela inovação e inventividade, modelando novas experiências e projetos criativos nas escolas. Dessa forma, a Gentelab amadureceu seu projeto desenvolvendo uma plataforma moderna.

Ricardo, como surgiu a ideia da Gentelab?

Após um tempo trabalhando com educação voluntária na África entendi que lugares que tinham educação eram muito mais evoluídos, por isso quando voltei, quis focar 100% em educação, mas no Brasil precisamos cada vez mais disseminar o EAD para que consigamos alcançar o máximo de pessoas possível.

O que faz um conteúdo educacional corporativo se destacar no mercado?

Atender a dor do mercado, trazendo resultado para o colaborador e, consequentemente para a empresa contratante.

Como os conteúdos da Gentelab estão trazendo essa diferenciação tão importante para você?

Os conteúdos Gentelab são produzidos com base em pesquisas e demandas do mercado. As pesquisas indicam as tendências do que virá a ser uma demanda para os clientes, já a demanda é aquilo que é mais importante hoje.

Acreditamos no poder de mudança através da educação. Somos um laboratório de conhecimento com plataforma que conecta os melhores conteúdos a quem deseja aprender, sempre. Aqui na Gentelab transformamos o conhecimento de autores, especialistas em diversos mercados, professores e palestrantes em pílulas de conteúdo de fácil entendimento e rápida absorção, formatos variados com foco em aplicabilidade.

Ser um ecossistema de aprendizagem contínua faz com que a Gentelab explore mais o todo?

Faz com que a empresa tenha a sua disposição um time de educação corporativa que atenda às suas necessidades, sem a busca por diversos fornecedores.

Como são escolhidos os conteúdos oferecidos pela plataforma?

São alguns fatores que consideramos como fundamentais na curadoria do conteúdo:

Assuntos mais visualizados; Tendências do mercado; Demandas específicas.

Esses conteúdos sempre vão ao encontro com as necessidades dos clientes?

Sim! Temos um trabalho de curadoria que busca os conteúdos em nosso catálogo que são adequados ao perfil de usuário de cada cliente. Para isso possuímos um formato de entrega em unidades de aprendizagem, que combinam de 3 a 6 materiais (vídeos, artigos, infográficos, quiz e outros).

Como a experiência do usuário molda a plataforma?

A métrica mais valiosa pra gente é o engajamento, ou seja, somos fanáticos por buscar a melhor experiência para que o usuário tenha interesse e sinergia com o conteúdo e as funcionalidades da plataforma. Ou seja, tudo o que fazemos têm o usuário como protagonista.

Poderia nos falar um pouco mais sobre o projeto Tech4Teachers?

É um projeto maravilhoso que o Grupo Atmo Educação construiu com a gente, entendendo a importância e responsabilidade de levar para todos os professores do Grupo novos conhecimentos exigidos nessa era digital. Temos uma plataforma completa de conteúdos e ainda conta com aulas ao vivo para construir maior engajamento e interagir com os alunos. O desafio apresentado foi preparar os professores das instituições de ensino para o “novo normal”, para que o meio acadêmico fizesse frente a esse cenário tão multifacetado. Assim, a Gentelab desenvolveu o Projeto Tech4Teachers, que consistiu inicialmente na elaboração de materiais simples voltados aos professores contendo dicas de ferramentas e organização. Posteriormente, a Atmo sentiu a necessidade de que fosse implantado um ambiente de formação de docentes, que continuasse com as dicas e orientações, mas que proporcionasse ao professor conteúdos diferenciados e cursos mais específicos. O objetivo foi criar um espaço de aperfeiçoamento de educadores com aprendizagem contínua, pautado pela inovação e inventividade, modelando novas experiências e projetos criativos nas escolas.

Dessa forma, nós da Gentelab amadurecemos o projeto desenvolvendo uma plataforma moderna, tecnológica, com propostas de formação aos colaboradores tanto em âmbito acadêmico quanto técnico, e cursos balizados pelos novos desafios da educação, motivando-os a utilizar a ferramenta Tech4Teachers (T4T), para atuarem como protagonistas e apoiadores nas criações de conteúdo. Para conseguir atender a demanda de 2000 colaboradores, entre docentes e equipe administrativas, das 22 escolas administradas pela Atmo, nossa equipe desenvolveu uma plataforma abrangente composta por quatro pilares, divididos em cursos assíncronos; cursos síncronos; T4T indica; e parcerias.

Os cursos assíncronos oferecem dois tipos de produto: trilhas com conteúdo do catálogo Gentelab, abordando assuntos como criatividade, tecnologia, inovação, gestão e habilidade do futuro; e conteúdos mais específicos à formação do corpo docente, tratando de temas como metodologias educacionais, cultura e contemporaneidade, desenvolvimento integral e expertise do conhecimento. Os cursos síncronos consistem em aulas ao vivo (lives) sobre diversos temas visando a formação dos docentes.

Já o T4T oferece aos usuários dicas sobre ferramentas, melhores práticas, organização, modos de facilitar o dia a dia e como se planejar melhor. A versão inicial passou por algumas mudanças a fim de que se tornasse mais ilustrativa. Transformamos esses materiais, que antes eram simples, em materiais gráficos, mantendo uma identidade visual para a categoria. Por sua vez, o quarto pilar consiste na divulgação de cursos em instituições parceiras com descontos especiais para colaboradores do grupo Atmo.

Quais os principais pilares do projeto?

O projeto consiste principalmente em trabalhar novas tecnologias e tendências de mercado para capacitação de professores e como aumentar o engajamento dos alunos em sala de aula e deixar ainda melhor a interação do professor no EAD.

Qual o maior desafio de uma edtech em sua visão?

Julgo que atualmente temos alguns desafios, no nosso caso o acesso a uma internet de qualidade por conta do aluno e o computador ainda não é algo tão obvio assim. Outro ponto importante é que nós brasileiros ainda estamos presos nos modelos mais clássicos de ensalamento e ensino por isso o estudo livre ainda está começando. Acredito que temos muito espaço para isso. E o último desafio grande é que ainda estamos engatinhando na Heutagogia que onde o aluno é o protagonista, ainda queremos desenvolver muito isso no Brasil onde cada um pode criar a sua própria trilha de ensino com a Inteligência Artificial.

Como vislumbra a Gentelab pós-pandemia?

Apesar de estarmos crescendo mais de 200% nesse momento, ainda estamos muito focados em melhorar a experiência do nosso cliente atual. Capturar todos os dados e conseguir desenvolver modelos mais preditivos. Acredito que o EAD é um caminho sem volta.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content