Vivenda em Casa traz diferenciais competitivos

 Fernando Perri

Vivenda em Casa, microfranquia da Vivenda do Camarão, a maior rede de restaurantes especializada em frutos do mar do Brasil, alinhada ao novo momento mercadológico das microfranquias – segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), esse mercado cresceu 20% no último ano, entra em uma nova fase com mudanças que visam uma consistente expansão em território nacional. Vivenda em Casa passa a propiciar ao futuro microfranqueado atuar em um modelo híbrido: home based, como representante regional da marca, distribuidor e através do e-commerce. No entanto, é preciso ressaltar que o novo empreendedor, de acordo com o seu perfil, pode optar por uma única forma de conduzir o negócio. As novidades de Vivenda em Casa também dizem respeito ao perfil do microfranqueado: a modalidade é ideal para empreendedores com ampla experiência na área comercial e de vendas, com envergadura para prospecção e abertura de novas carteiras de clientes, que além da venda para o consumidor final também terão a oportunidade de abrir contas para clientes PJ; além de ser uma microfranquia, cuja única fornecedora dos itens comercializados é a Vivenda do Camarão. “A procura está sendo muito boa. Como mencionado anteriormente, o investimento na aquisição da microfranquia Vivenda em Casa é baixo. Desse modo, há muitos candidatos dispostos a investirem e trabalharem em suas respectivas regiões com os nossos produtos”, afirma Fernando Perri, CEO da Vivenda do Camarão.

Como a sua veia empreendedora foi fundamental para o bom momento da Vivenda do Camarão?

Creio que há mais do que apenas uma “veia” empreendedora fundamental para o bom momento da organização. Há também um coletivo de “agentes de mudança” que possuem o mesmo mindset e buscam o seu crescimento, principalmente nos anos de 2022 e 2023.

Qual é o grande pilar da Vivenda do Camarão em sua visão?

Os produtos feitos com muita qualidade. Nossa missão é a democratização do consumo de frutos do mar no Brasil, entregando aos consumidores “comida de verdade”, mesmo as opções congeladas. Além disso, todas as nossas receitas são preparadas sem conservantes artificiais e aromas artificiais.

Quais foram os preços pagos em sua trajetória por ser a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país?

Somos hoje a rede brasileira com maior tempo de operação no país e, obviamente, chegar a este patamar não é fácil. Somos uma empresa que acredita no Brasil e principalmente acreditamos nos nossos valores, os “preços pagos” com toda certeza foram inúmeros, mas não superam a nossa alegria de poder brindar nossos 38 anos de operação.

Como o mercado se encontrava há 38 anos quando a trajetória da Vivenda do Camarão foi iniciada?

O mercado era completamente outro, principalmente se compararmos a quantidade de shoppings que existiam no Brasil, hoje o mercado é muito mais aquecido e com vários perfis de shoppings espalhados pelo Brasil.

Qual é a principal mudança ao longo de todo esse período?

O mercado foi crescendo em capilaridade, avançando para outros estados. Crescendo a abrangência dos nossos restaurantes e produtos ofertados.

Como surgiu a ideia da Vivenda em Casa?

Reforço que a nossa missão é democratizar o consumo de frutos do mar no Brasil. Trabalhando com esse objetivo, pensamos em levar nossos produtos aos locais que não comportam uma operação tradicional de loja física. Assim nasceu a ideia dos congelados e, consequentemente, da criação da marca “Vivenda em Casa”.

Quais são os aspectos mais interessantes dessa microfranquia?

Creio que são três aspectos: acredito que seja a liberdade que nossa microfranquia permite aos franqueados trabalhar em várias frentes de vendas, atuando no varejo para o consumidor final, passando pelo e-commerce e indo até as vendas no atacado para clientes PJ. O segundo aspecto são os produtos. Temos um portfólio vasto de ofertas que vão desde as receitas da linha “especialidades” que são os pratos prontos, com a mesma receita dos pratos ofertados em nossas lojas físicas, mas também produtos in natura, como pescados nacionais e importados e camarões de vários tamanhos. Finalmente, outro aspecto importante é o baixo investimento na aquisição da microfranquia, possibilitando ao franqueado ter um payback rápido.

O investimento inicial é de 60 mil reais. Como tem sido a procura?

A procura está sendo muito boa. Como mencionado anteriormente, o investimento na aquisição da microfranquia Vivenda em Casa é baixo. Desse modo, há muitos candidatos dispostos a investirem e trabalharem em suas respectivas regiões com os nossos produtos. Chama atenção o fato de que a Vivenda do Camarão é respeitada no mercado de alimentos. Isso por si só é um selo de qualidade para quem está buscando um investimento em microfranquias.

Quantas operações do Vivenda em Casa estão em funcionamento?

Estamos hoje com 28 operações, atuando principalmente nos estados de SP, RJ, MG e SC.

Para 2022 serão mais de 100 franquias. Essa expectativa está mantida?

Sim. Essa meta foi definida pensando em termos qualidade e não quantidade. Queremos bons franqueados operando nossa marca regionalmente no modelo de microfranquia. Acreditamos que 100 operações até o final de 2022 seja muito factível.

Esse é o grande “pulo do gato” para o ano vigente?

É o grande “pulo do gato” de 2021 e será em 2022. Acreditamos muito no projeto do Vivenda em Casa, principalmente no modelo de microfranquia. Temos certeza de que esse núcleo de negócio tem um potencial gigantesco, considerando que vivemos em um país continental, com grandes possibilidades de crescimento da rede.

Compartilhar:
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content