Sua Página
Fullscreen

Due Diligence ajuda a avaliar riscos para investidores

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

O número de M&As (Fusões e Aquisições, na sigla em português) no Brasil recuou 35% no primeiro bimestre de 2023, o menor valor para o período desde 2020. De janeiro a fevereiro, foram divulgadas 179 transações, enquanto 274 transações foram anunciadas nos dois primeiros meses de 2022, de acordo com um levantamento da PwC Brasil

“Nessa conjuntura, muitos investidores se perguntam como é possível saber se vale, ou não, a pena investir em um determinado negócio”, observa Allan Jorge, Co-Founder da CBRdoc (Central Brasileira de Documentos) – plataforma de solicitação, gestão e análise de documentos.

Jorge destaca que o investimento em uma empresa é um passo que exige uma análise criteriosa, independentemente do seu porte ou segmento. E é nessa questão que um elemento pode ajudar: o Due Diligence. 

“O serviço de Due Diligence consiste na realização de investigações e análises detalhadas sobre uma empresa ou negócio com o objetivo de identificar riscos, oportunidades e avaliar a viabilidade de uma transação, como fusões, aquisições ou investimentos”, explica.

Segundo ele, as principais estratégias e ferramentas que podem ser usadas no serviço de Due Diligence envolvem a análise de documentos, entrevistas com stakeholders, auditorias contábeis, avaliações financeiras, verificações legais e regulatórias, e análises de mercado e concorrência.

“Os tipos de empresas que fazem mais uso deste serviço são aquelas envolvidas em processos de fusão, aquisição, investimento ou venda, especialmente em setores regulados, como financeiro, energia e saúde”, pontua Jorge.

Leia ou ouça também:  Hospedagens em locais paradisíacos inovam para atender trabalhadores remotos

“Além disso, empresas de capital aberto ou com presença global também costumam recorrer ao Due Diligence”, complementa.

De acordo com o Co-Founder da CBRdoc, uma empresa especializada pode ajudar no processo de Due Diligence ao fornecer expertise em diferentes áreas, como financeira, legal, regulatória e de mercado.

“Além disso, o Due Diligence pode facilitar a coleta de informações e a identificação de riscos e oportunidades, tornando o processo mais eficiente e embasado para a tomada de decisões”, conclui Jorge.

Para mais informações, basta acessar: https://cbrdoc.com.br/

Última atualização da matéria foi há 11 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights