Sua Página
Fullscreen

Exposição Cosmogonia Inventada traz obras do artista Rafael Mattos em Altamira

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Com pinturas, instalações, esculturas, fotografias, arte-objetos, intervenções rurais e desenhos, a Exposição Cosmogonia Inventada traz um apanhado da produção artística dos últimos 13 anos do artista mineiro Rafael Mattos. A mostra apresenta suas criações que buscam pelo ritual, a celebração da vida e da natureza por meio da arte, com diferentes técnicas e linguagens artísticas. Nascido no vale do Rio Doce, no pé do pico do Ibituruna, e criado ao pé da serra de Ouro Branco, Alto do Vale do Paraopeba, na serra do Espinhaço, Rafael Mattos é radicado no vale da Mutuca, em Altamira (Nova União – MG). A Exposição Cosmogonia Inventada pode ser visitada até outubro no Museu da Mutuca e espaços expositivos nos arredores. 

Para além de um espaço expositivo, o Museu da Mutuca, que sofreu pequenas intervenções de Rafael Mattos, é um trabalho de arte, onde se busca, de forma irônica, dialogar com o conceito de espaço museal conhecido. O equipamento cultural é composto de uma série de espaços que são tratados como objetos pelo artista, sendo eles: a Mata do Museu, a Biblioteca do Museu e o Anexo do Museu. A partir deste conjunto de espaços, Rafael Mattos desenvolve uma série de trabalhos que têm no “museu” o seu motivo e material. Entre eles estão as obras “Museu também é arte”, em que o artista envolveu a construção com um plástico bolha para poder conservá-la na memória de todos que puderam presenciar esta ação, para lhe dar o devido valor. 

Outra obra que se mistura ao museu é a “CosmoOca”, feita a partir de uma intervenção na construção pré-existente. Foram retiradas todas as paredes internas, que foram substituídas por 11 peças de madeira instaladas para sustentação e como objeto da instalação dentro do vão, além de intervenções com diferenças de níveis no chão que receberam desenhos e cores variadas. Este espaço, como o nome sugere, faz uma homenagem ao artista plástico brasileiro Hélio Oiticica, autor da obra “Cosmococa”. 

Na série fotográfica “Intervenções Rurais: Uma exposição agrícola”, Rafael Mattos cria desenhos por meio do corte (necessário) da vegetação no processo de cultivo no terreno ou por meio de desenhos criados com sementes. A partir da observação de que a decomposição das samambaias cortadas ou com plantação de sementes, como o milho, dos contrastes de cores e das formas na paisagem, o artista desenvolve composições conscientes e experimentais em um processo de ocupação de um terreno rural, registrando em fotografias os resultados e processos. Outra série exposta é a “Bananas”, com desenhos da fruta em pastel sobre papel, em seus diversos estágios. 

A pintura enquanto porta de entrada do artista para a arte, também tem lugar na mostra na série “Forças da natureza”, em que traz figurativamente representações de energias e forças que rodeiam as pessoas mas não são visíveis, fundindo elementos de tradições religiosas a materiais agrícolas. Nela, as pinturas figurativas têm um diálogo com as máscaras e a santaria mineira. Em “Estruturas”, o artista apresenta quatro esculturas que descrevem um espaço de experiência, a partir de troncos e madeiras in natura, dispostas em sintonia com os pontos cardeais.

Leia ou ouça também:  Bernardo Gradin aposta na empresa GranBio

Rafael Mattos explica que desenvolve sua produção como quem procura a si próprio e aos seus. “Busco colocar meu trabalho no mundo, assumir meu posicionamento em arte e, a partir deste lugar, me pronunciar. Na construção deste espaço em que me situo, construí um mundo particular, no qual a arte assume um papel de destaque indissociado da vida que escolhi cultivar”, destaca o artista sobre sua criação. A mostra conta com produção e curadoria do próprio artista e assistência de curadoria de Marci Silva. 

Sobre o artista

Rafael Mattos é licenciado em Letras, com especialização em literatura, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes, na mesma universidade. Ele também é graduado em Artes Plásticas pela Escola Guignard, da Universidade Estadual de Minas Gerais. O artista atua como gestor e coordenador do Museu da Mutuca em Altamira -MG, desde 2012, sendo o idealizador e coordenador do programa de Residência Rural – RAM: Residência artística da Mutuca, implementado no mesmo ano em que ingressou no espaço, e que já possui 8 edições realizadas de forma independente.

 

Museu da Mutuca 

O Museu da Mutuca, fundado em 2012, para além de ser um lugar que se apresenta efetivamente como um Museu (com toda a carga que este nome carrega) apresenta sua estrutura e arquitetura original. Passou por algumas reformas, ou seja, conceitualmente sofreu pequenas intervenções do artista. Um espaço físico e fixo que também é um trabalho artístico, composto por uma série de espaços tratados e apresentados também como objetos: Mata do Museu, Biblioteca do Museu e o Anexo do Museu.

 

Exposição Cosmogonia Inventada de Rafael Mattos

Encerramento da exposição em Outubro de 2023

Roteiro: Visitação CosmoOca, Museu e Biblioteca 09h às 12h

Visitação Galeria e Ateliê: 14h às 17h

Visita guiada às Esculturas: 15h às 16:30h

Entrada gratuita

Museu da Mutuca: Rua Altamira 12 casa 02 – Altamira – Nova União/MG

Agendamento de visitas: rafaeldamutuca@hotmail.com

Redes sociais: rafaelmattos_mutuca

Artigo originalmente publicado em BH Eventos: https://www.bheventos.com.br/noticia/07-13-2023-exposicao-cosmogonia-inventada-reune-obras-desenvolvidas-pelo-artista-rafael-mattos-no-museu-mutuca

Última atualização da matéria foi há 10 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights