Sua Página
Fullscreen

A capacidade de Tati Oliva para empreender

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

CEO e fundadora da Cross Networking, empresa que completa 15 anos em julho, Tati Oliva é uma profissional reconhecida no mercado de marketing e publicidade, acumulando uma série de cases de sucesso e muitas histórias de quem viveu e também influenciou diversas transformações do mercado. Para ela, tudo isso só foi possível quando tomou a decisão de se tornar empreendedora. “Quando decidi fundar a Cross, pude colocar em prática uma ideia antiga e amadurecê-la como uma estratégia eficiente que acabou se transformando em uma tendência, as parcerias estratégicas”, relembra Tati. Não apenas abrir portas para o desenvolvimento de sua carreira, o empreendedorismo deu a Tati a liberdade para inovar a forma com que as marcas impactavam seus clientes muito antes do termo collab ser cunhado e apropriado pelo mercado. Um case emblemático da carreira de Tati é o Camarote N°1 (antigo Camarote Brahma), do Carnaval carioca, projeto no qual está envolvida desde 2000. Tati liderou a busca por patrocínios e continua à frente do camarote, junto ao Banco de Eventos, até hoje. Inclusive foi dentro do Camarote que ela enxergou a força das parcerias para negócios. Por meio da Cross, em 2023, o Nº1 foi transformado em label. Gerando novas oportunidades de negócios e expansão de marca através de parcerias com empresas com mesmo perfil do público e que compartilham do mesmo valor da marca Nº1.

Como podemos classificar a sua trajetória no mercado de marketing e publicidade?

Comecei assistente de atendimento enquanto cursava Direito. Me apaixonei por comunicação, marketing e eventos e nunca mais saí.

O que lhe motivou a deixar a faculdade de Direito para se dedicar a esse setor pulsante?

Como assistente, pude experienciar o marketing, viver o dinamismo do dia a dia. Foi aí então que eu descobri o que eu faria pelos próximos anos.

Como a decisão de se tornar empreendedora contribuiu para o seu sucesso?

Eu acreditava no meu negócio e tinha aptidão para ele. Não tinha como ser de outra forma, era o único caminho para mim. É aquela história de talento e esforço. Eu descobri a facilidade de fazer conexões (talento) e me esforcei para fazer o meu negócio acontecer e dar certo.

Em que momento e por que surgiu a ideia de fundar a Cross Networking?

Pude experimentar meu negócio dentro de uma empresa de eventos (Banco de Eventos) e lá percebi que os clientes queriam fazer “cross”, mas não tinham o tempo e a informação sobre os possíveis parceiros.

Como as parcerias estratégicas se tornaram uma tendência no mercado?

Hoje o mundo é conectado, na verdade, sempre foi. E com o passar do tempo e crises, fomos entendendo quanto ninguém faz nada sozinho e o quanto trabalhar e fazer juntos é vantajoso.

O que tem no projeto Camarote N°1 do Carnaval carioca que podemos dizer que é a sua cara?

Tudo. Implantei o processo de parceria no Camarote N°1 (antigo Brahma) enquanto trabalhava no Banco de Eventos. Parceria porque nunca foi sobre ganhar dinheiro, foi sobre melhorar e construir um negócio através da troca de valores entre marcas. Dinheiro virou consequência.

Como a Cross Networking transformou o N°1 em label e gerou novas oportunidades de negócios?

Estamos exatamente nessa fase. Percebemos a força da nossa marca, o desejo das pessoas em estarem e mostrarem que estão dentro das nossas experiências, quererem ter (vestir) as nossas camisetas, sabe? Entendemos que somos N°1 em alegria e agora estamos expandindo e levando a marca para outros segmentos, produtos e festas.

Quais são alguns exemplos de parcerias realizadas pela Cross Networking?

Ao longo desses 15 anos, a Cross esteve à frente de parcerias como Santa Lolla e Fini, Pedro Sampaio e Itaú, DJ Alok e Free Fire, Maizena e Tok&Stok, Ruffles e Fiever, Café do Centro e Kopenhagen, Track&Field e Downy, parcerias para área de relacionamento do banco next e também das marcas dentro do Camarote N°1.

Como a Cross Networking diferencia-se de outras empresas de parcerias estratégicas em sua visão?

Fazemos parcerias que melhoram negócios. Mexemos nos ponteiros das empresas e não pontualmente, pensamos no futuro. Para nós, parceria leva para além: novos públicos, pontos de vendas, inovação. Fazer junto, resultado dobrado.

Por que você acredita que empresas de segmentos diferentes podem ser interdependentes?

Na verdade, não acredito, isso é um fato. Basta entender um pouco mais a jornada e ambiente do consumidor para se entender isso.

Qual é o seu próximo projeto relacionado à evolução da colaboração entre empresas?

A evolução da parceria a Cross já vive. Nossos projetos não só mexem ponteiros de empresas, eles também envolvem ações sociais, têm propósito de mudar a sociedade. E novidades de ações, temos lançamento de parceria para Lollapalooza, BBB, Dia das Mães, moda. Realizamos parcerias em praticamente todos os segmentos do mercado.

Última atualização da matéria foi há 1 ano


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights