Aérea Viva comemora lançamento no Brasil

A Viva – companhia aérea colombiana “Ultra Low Cost” que se compromete a “voar mais, pagando menos” – anuncia uma operação no Brasil com saídas do Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU). Inicialmente, serão três voos semanais em aeronaves modelo A320neo, com conexões diretas do Viva Connections Center: ‘Hub Medelín’ para cidades como Miami, Punta Cana, Cancun, Cidade do México; e destinos de praia colombianos como: Cartagena, Santa Marta e San Andrés. No total, a Viva terá capacidade para transportar 188 passageiros por voo partindo do Brasil. O voo inaugural acontece no dia 23 de junho.

A chegada da Viva ao Brasil consolida a estratégia de expansão da companhia aérea, que planeja abrir 30 novas rotas nos próximos anos. “A Viva é uma empresa que trabalha para promover a inclusão aérea, permitindo que as pessoas voem mais graças aos benefícios do modelo “Ultra Low Cost”. Entrar no Brasil representa mais um passo para nossa empresa e um compromisso com todos os sul-americanos para que possam voar mais e para mais destinos, pagando menos”, afirma Félix Antelo, presidente e CEO do Grupo.

A empresa foi fundada há 10 anos determinada a transformar o transporte aéreo na Colômbia e conectar o país com diversos destinos na América do Norte, América do Sul e Caribe. Em 2019, consolidou-se como a segunda companhia aérea mais importante de seu país e adicionou quatro novas rotas internacionais em 2021: Cancún-Medelín, Cidade do México-Medellín, Orlando-Medelín e Cidade do México-Bogotá. Neste 2022 já lançou voos diretos de Medelín para Buenos Aires, na Argentina, e Punta Cana, na República Dominicana. Agora a vez é para o Brasil, somando assim um total de 13 rotas internacionais.

“A companhia aérea conquistou o mercado pela boa aceitação do modelo “Ultra Low Cost” e seus preços atrativos. A Viva estabeleceu a desafiadora meta de ter o menor custo unitário por passageiro do mundo, o que, somado à nova oferta internacional e à duplicação do número de aeronaves em sua frota, permite continuar oferecendo os melhores preços aos viajantes em da região.”, analisa Antelo.

Mesmo com os entraves que envolvem o setor aéreo no Brasil, como a volatilidade do dólar e o valor do querosene de aviação (QAV-1), a Viva oferecerá aos viajantes passagens promocionais de lançamento, que já estão à venda por meio do site www.vivaair.com, além de agências e operadoras de viagens associadas, todos saindo de Guarulhos entre terças, quintas e domingos.

A possibilidade de vender bilhetes aéreos a preços reduzidos que podem chegar a 35% de desconto em voos com saídas do Brasil está diretamente alinhada con o modelo “Low Cost”, a conquista de 95% de pontualidade média em seus voos e uma ampla malha de rotas que o posicionam como a opção mais eficiente e eficaz na hora de voar. “O mercado de aviação brasileiro será atingido pelo “Efeito Viva” que já vimos em outras operações. Nosso atendimento, aliado aos preços mais baixos, impactam o setor e melhoram as condições de viagem para todos. É um efeito positivo para toda a cadeia produtiva do turismo”, relata Francisco Lalinde, vice-presidente de Operações da Viva.

Mais detalhes sobre a nova rota: São Paulo – Medellín

Efeito Viva: 35%

Tickets: São Paulo – Medelín a partir de US$ 129 ida ou US$ 269 ida e volta.

Frequências semanais: terça, quinta e domingo.

Passageiros no primeiro ano de operação: 50 mil passageiros por ano.

Sobre a Viva:

A Viva é a principal companhia aérea ‘Super Low Cost’ da região. Opera 45 rotas domésticas na Colômbia e Peru; e 13 rotas internacionais para os Estados Unidos, México, Peru, República Dominicana, Argentina e Brasil. Em seus 10 anos de história, transportou mais de 31 milhões de passageiros e há um ano oficializou Medellín como seu HUB e Centro de Conexões para suas operações nacionais e internacionais. Reconhecida por seus comprovados protocolos de biossegurança, pontualidade e por ter a segunda frota mais moderna da América Latina e a quarta do mundo, com 23 aeronaves Airbus 320, a Viva continua sua trajetória de expansão, levando inclusão aérea às regiões de atuação com a promessa de sempre oferecem preços baixos.

*Com participação da jornalista Amanda Abílio.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content