Franquia Limpidus quer adquirir PMEs em 2022

Fernando Sodré

A Limpidus, maior rede de franquias de limpeza comercial do Brasil, anuncia que uma de suas estratégias para os próximos três anos, será a aquisição de pequenas e médias empresas que atuam no ramo de limpeza corporativa. O planejamento visa ampliar ainda mais a atuação da marca, que tem mais de 40 anos de mercado e está em 14 países. Com estas aquisições, a Limpidus espera ampliar seu território de atuação e aumentar o número de clientes atendidos. “Percebemos que o momento é propício para este movimento, uma vez que as empresas estão dando maior importância para a limpeza dos ambientes e com a necessidade de garantir a segurança das pessoas no dia a dia”, explica Fernando Sodré, CEO da Limpidus. “O mesmo ocorre em outros países e, por isso, também estamos olhando oportunidades no mercado externo onde ainda não estamos presentes”, acrescenta. Ele ainda diz: “O maior desafio, foi manter nossas equipes com uma queda importante no faturamento, pois, as pessoas são nosso maior patrimônio. Investimos muito tempo selecionando e treinando e não podemos simplesmente perder isso. Conseguimos um certo equilíbrio com os serviços de desinfecção contra a Covid-19 que passamos a fazer logo no início da pandemia e isso permitiu que nossa rede de franqueados no Brasil e nos países que atuamos conseguisse ultrapassar a fase mais difícil, quando tudo estava fechado”.

Fernando, por que a Limpidus é uma empresa diferenciada em seu mercado de atuação?

Com certeza, é o fato de sermos uma empresa especializada em limpeza, nosso foco é em limpeza comercial, diferente de outras do mercado, que prestam todo tipo de serviço, como portaria, dedetização, segurança, etc. E aí acabam sendo especializadas apenas em fornecimento de mão de obra e não na execução de um serviço propriamente dito.

Quais os pilares que moldam a atuação da empresa em seu setor?

Nossos pilares são pessoas excelentes, sustentabilidade e tecnologia.

Como se encontra o mercado de limpeza corporativa?

Sofremos muito no período de pandemia em razão do fechamento dos escritórios, lojas, colégios, hotéis, academias, etc., que são o nosso mercado principal. Mas a crise sanitária fez com que a visão que as pessoas têm de limpeza melhorasse. Antes limpeza era encarada como uma coisa simples, que qualquer um faz e agora há uma consciência da importância de ter método, protocolos, produtos e treinamento para garantir segurança e saúde para as pessoas.

Quais os maiores desafios desse setor durante a crise do novo coronavírus?

O maior desafio, foi manter nossas equipes com uma queda importante no faturamento, pois, as pessoas são nosso maior patrimônio. Investimos muito tempo selecionando e treinando e não podemos simplesmente perder isso.

O equilíbrio faz parte desses desafios?

Conseguimos um certo equilíbrio com os serviços de desinfecção contra a Covid-19 que passamos a fazer logo no início da pandemia e isso permitiu que nossa rede de franqueados no Brasil e nos países que atuamos conseguisse ultrapassar a fase mais difícil, quando tudo estava fechado.

Por que a decisão de aquisições se tornou tão clara para a Limpidus?

Porque o mercado agora vive uma fase de extrema concorrência e achamos que aquisições fazem sentido para acelerar nosso crescimento, como está ocorrendo em outros segmentos.

As aquisições se darão apenas com as pequenas e médias empresas?

Neste primeiro momento, estamos buscando pequenas e médias empresas, empresas familiares cujos fundadores desejem se aposentar ou não tenham sucessores, ou os filhos não têm interesse em seguir adiante com o negócio, ou pequenos empresários que querem investir em outros ramos.

A empresa está em 14 países. Como manter a assertividade em culturas sociais e empresariais tão diferentes?

Sendo fiel aos nossos seis valores centrais de atendimento incomparável, integridade, visão de longo prazo, melhores pessoas, atenção aos detalhes e alto desempenho.

Esse movimento de aquisições é o principal passo da Limpidus em 2022?

Não é o único, mas diria que é uma iniciativa que nunca utilizamos.

Qual o papel das pessoas para todo esse processo que a empresa está inserida?

Em tudo, desde o primeiro contato no atendimento, até a finalização dos serviços e o retorno ao cliente. Nossa empresa é feita por pessoas que pensam e entregam diariamente um serviço de qualidade em cada detalhe.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content