Frederico Stockchneider: “Mudanças e imprevistos são uma constante”

Frederico Stockchneider

O mercado está muito mais competitivo. As pequenas e médias empresas precisam buscar diferenciais para crescer, se destacar e atrair mais clientes. Um fator essencial para a transformação de uma empresa é o investimento em tecnologia, modernizando seus sistemas de gestão para ter mais eficiência nos processos e também criar uma relação mais próxima e direta com os consumidores. Uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que, em 2018, 71% das pequenas e médias empresas brasileiras não usavam nenhum tipo de software para fazer a gestão do negócio e 41% ainda recorriam ao caderno para fazer o controle financeiro. “Esse foi o cenário pré-pandemia. Infelizmente, muitos desses negócios acabaram não resistindo justamente por não existirem no ambiente digital, tanto no aspecto de gestão, quanto comercial”, analisa Frederico Stockchneider, diretor de tecnologia na InfoWorker Tecnologia e Treinamento, empresa que atua mercado corporativo, criando soluções em software para empresas de todos os portes. Stockchneider explica que hoje é possível reunir diversos aplicativos e sistemas em plataformas omnichannel, um sistema de integração inteligente, que funciona através de intensas trocas de informações. “São ações estratégicas para estreitar o relacionamento com os clientes, divulgar produtos e a própria marca da empresa”, comenta.

Frederico, a transformação digital pegou as pequenas e médias empresas de “calça curta?”.

Com certeza, as pequenas e médias empresas costumam ter maior dificuldade em antever as mudanças no ambiente em que estão inseridas, e muitas acabaram ficando para trás no processo da transformação digital. Por outro lado, essas empresas possuem uma capacidade de adaptação muito maior do que grandes empresas, então apesar de terem sido “pegas de surpresa”, a tendência é que elas consigam se modernizar e recuperar o tempo e espaço perdidos.

Como as pequenas e médias empresas estavam se transformando antes da pandemia?

A transformação digital antes da pandemia era vista na maioria das vezes como um processo secundário, algo que poderia ser realizado de maneira paralela à operação convencional da empresa. A grande mudança que ocorreu com a pandemia foi que em muitos casos essa operação convencional se tornou inviável, e a transformação digital se tornou a única alternativa, para a qual as empresas precisaram dedicar 100% da sua energia e esforços.

Muitas empresas não conseguiram resistir no meio desse processo. Quais os maiores erros de forma geral?

De maneira geral o maior erro foi a omissão, a ideia de que a pandemia seria passageira e que logo as coisas iriam voltar ao normal. Já ficou claro que mesmo que a pandemia do Covid-19 acabe, as transformações que ela causou na sociedade serão permanentes, e quem apostou que poderia apenas esperar o tempo passar acabou não resistindo.

Por que você acredita que outras empresas do mesmo porte conseguiram passar ilesas por essa conjuntura?

O ponto-chave para a sobrevivência das empresas é sempre a capacidade de adaptação, é preciso tomar ações concretas para se atualizar e adaptar as novas condições do mercado em que a empresa está inserida, e este processo de transformação precisa ser contínuo. As empresas que conseguem fazer isso estão aptas a sobreviver a esta e a outras crises que ainda virão.

A automação se torna um diferencial em momentos como o que estamos inseridos?

As automações têm como objetivo diminuir o tempo gasto e a quantidade de pessoas necessárias para realizar uma determinada atividade dentro de uma empresa. Ações deste tipo são sempre importantes para qualquer empresa, mas em momentos de crise, em que a competitividade aumenta e as margens de lucro são reduzidas, a otimização dos processos pode ser a diferença entre a continuidade da empresa e o encerramento das suas atividades.

Quais automações são ideais para essas empresas?

Não existe uma receita que possa ser aplicada para todas as empresas, é necessário analisar quais são os processos executados pela empresa, e onde estão os gargalos, que tornam a empresa lenta ou burocrática demais. Uma vez identificados os processos que precisam ser melhorados é que deve-se iniciar a busca por um software ou solução para automatizar esses processos.

Acredita que essas automações fazem uma maior aproximação dessas empresas com o público?

As automações, em geral, tornam as empresas mais rápidas e diminuem a possibilidade de erro humano. Com isso as empresas conseguem estar mais presentes, respondendo aos seus clientes com maior agilidade e melhorando muito o relacionamento com o público, em geral.

Qual a importância dos sistemas de softwares para o bom funcionamento dessas operações?

O papel dos softwares é de fundamental importância na operação das empresas, pois, eles fazer o controle das ações que devem ser executadas, quem deve executar, quando e em muitos casos é o próprio software quem executa as ações. Por isso a escolha de um software especializado é muito importante.

Por onde passa a seleção dos melhores softwares que se adaptam àquela determinada empresa?

O primeiro passo é a identificação e mapeamento dos processos, é a partir desse mapeamento que é possível identificar quais são as atividades que precisam ser executadas, quais as pessoas envolvidas com tudo isso, qual é o melhor software para atender a empresa.

Como a InfoWorker atua no auxílio dessas empresas?

Possuímos uma equipe com grande experiência em automações de processos, trabalhamos com empresas de médio e grande porte em todo o Brasil e na América Latina, e é essa experiência o principal diferencial que nos qualifica a auxiliar as empresas na identificação e mapeamento dos seus processos, escolha dos melhores softwares e ferramentas e na implantação e desenvolvimento dessas soluções.

Lidar com um mercado imprevisto também requer uma definição prévia das melhores ações?

Mudanças e imprevistos são uma constante em qualquer tipo mercado e para qualquer empresa, uma das principais ferramentas para que as empresas possam se adaptar as mudanças é o uso da tecnologia, através de sistemas e softwares novos mercados podem ser abertos, processos podem ser melhorados e dificuldades podem ser resolvidas. O mais importante é não ficar parado enquanto o mundo se transforma.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content