Sua Página
Fullscreen

Mauve Group traça o norte para contratações

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

A entrevista exclusiva concedida ao portal Panorama Mercantil pelo porta-voz do Mauve Group, Jaime Bustamante, desenvolvedor regional de negócios da empresa na América Latina, oferece insights valiosos sobre o atual cenário de contratação de profissionais de tecnologia na região. Diante do alarmante déficit de mais de 300 mil profissionais previstos para o Brasil até 2024, Jaime Bustamante compartilha uma visão perspicaz sobre os impactos dessa escassez nas empresas latino-americanas. Jaime destaca que, embora o déficit seja um desafio significativo, também representa uma oportunidade para as empresas inovarem em suas estratégias de aquisição de talentos e desenvolverem programas de capacitação interna. Ele ressalta a importância da internacionalização das equipes de tecnologia, uma tendência marcante na contratação de profissionais, e explora a crescente relevância do “nearshoring” como um projeto de longo prazo. Ao discutir a importância das habilidades técnicas e interpessoais na busca por talentos na área de tecnologia, Jaime enfatiza a necessidade de um equilíbrio entre hard skills e soft skills para uma colaboração eficaz e um ambiente de trabalho saudável. Ele também aborda os desafios enfrentados pelas empresas ao tentar atrair e reter talentos, destacando a importância da diferenciação além da remuneração competitiva. Jaime compartilha as principais estratégias adotadas pelo Mauve Group para apoiar essas empresas.

Jaime, qual é a sua visão sobre o déficit de mais de 300 mil profissionais de tecnologia previsto para o Brasil, em 2024, e como isso impacta as empresas na região?

A previsão do déficit de profissionais de tecnologia é alarmante e reflete um desequilíbrio significativo entre a oferta e a demanda por talentos qualificados. No entanto, este cenário também apresenta oportunidades para as empresas inovarem em suas estratégias de aquisição de talentos e desenvolverem programas de capacitação interna. A escassez de profissionais pode servir como um catalisador para o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções, estimulando a criatividade e a busca por alternativas. No entanto, é importante que as empresas ajam proativamente para enfrentar esse desafio, caso contrário, arriscam ficar para trás em um mercado cada vez mais competitivo.

Quais são as tendências mais marcantes que você identifica na contratação de profissionais de tecnologia, especialmente no que diz respeito à internacionalização das equipes?

Uma tendência significativa na contratação de profissionais de tecnologia é a internacionalização das equipes. Com a crescente demanda por talentos especializados, as empresas estão buscando além das fronteiras nacionais para preencher suas lacunas de habilidades. Isso não apenas diversifica a possibilidade de encontrar talentos, mas também traz perspectivas e experiências únicas para as equipes, impulsionando a inovação e a competitividade global das empresas. A América Latina é altamente eficiente em termos de custos quando se considera dólares e euros em comparação com moedas locais. Muitos profissionais em setores de tecnologia e outras áreas especializadas falam inglês e espanhol, dois idiomas globais, sendo que o espanhol está se tornando cada vez mais relevante nos Estados Unidos. Além disso, tanto o Brasil quanto o México operam em fusos horários muito semelhantes aos dos Estados Unidos, além de possuírem apenas três ou quatro horas de diferença do Brasil para a Europa.

Agora que o “nearshoring” parece ser um projeto de longo prazo, e não só uma moda passageira, as empresas e as pessoas estão ligando os pontos sobre o que a gente chama de ‘pensamento tropical’, uma característica intrínseca dos negócios no Brasil e no México. Influenciada e alinhada fortemente com as culturas ocidentais, como os Estados Unidos e a Europa, a América Latina cultiva uma cultura inovadora, diversa e única, com sua própria lógica e abordagem singular. Perfeito para trocas culturais, novas ideias e soluções de negócios.

Qual a importância das habilidades técnicas e interpessoais, como hard skills e soft skills, na busca por talentos na área de tecnologia?

Ambas são muito importantes. As hard skills garantem a capacidade de realizar tarefas específicas, como programação e desenvolvimento de software, as soft skills, como comunicação eficaz, trabalho em equipe e resolução de problemas, são essenciais para uma colaboração eficiente e um ambiente de trabalho saudável, além de facilitar a adaptação às mudanças constantes no setor.

Quais são os maiores desafios que as empresas enfrentam ao tentar atrair e reter talentos no setor de tecnologia, considerando o cenário competitivo atual?

Entre diversos desafios, considero que a concorrência acirrada por profissionais qualificados, a rápida evolução das habilidades exigidas pelo mercado e a necessidade de oferecer um ambiente de trabalho atrativo e estimulante estão entre os principais. Além disso, a retenção de talentos tornou-se ainda mais desafiadora com a crescente demanda por trabalho remoto e a busca por oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal. Hoje em dia, levando em consideração essa falta de profissionais no setor, as empresas não podem se dar ao luxo de perder funcionários para uma companhia estrangeira, isso acaba gerando um poder para os talentos, que podem ditar como vai ser sua própria dinâmica de trabalho (muitos trabalham remotamente).

O principal serviço da Mauve, Employer of Record (EoR), apoia organizações que desejam contratar profissionais de tecnologia na América Latina, eliminando os riscos financeiros, trabalhistas e de conformidade que enfrentaram anteriormente. Usar um EoR permite que elas testem o mercado local antes de se comprometerem com os custos de uma entidade local, e muitas vezes é mais rápido e mais barato. Levando em consideração as pressões financeiras para muitas startups de tecnologia, a Mauve está oferecendo uma taxa de configuração gratuita e um período teste gratuito de um mês para todos os novos clientes que se inscreverem para o nosso serviço de EoR durante fevereiro.

Um serviço cada vez mais popular entre a indústria de tecnologia é o benchmark de salários. Durante um déficit de trabalhadores de tecnologia, como já comentamos, as organizações precisam competir pelo melhor talento enquanto permanecem lucrativas; como resultado, o benchmark eficiente de seus salários e benefícios para se alinhar com as taxas de mercado esperadas é crucial. Também estamos consultando empresas externas sobre as considerações de recursos humanos que elas precisam fazer ao contratar trabalhadores de tecnologia na América Latina. Vários países (como Chile e México) recentemente implementaram uma série de mudanças trabalhistas aplicáveis ao home-office, um modelo popular no setor de tecnologia. Empresas externas frequentemente não estão familiarizadas com os requisitos legais em um novo país; nosso guia os ajuda a navegar pelo desconhecido e incorporar isso em sua política interna.

Qual é a sua opinião sobre o impacto das contratações globais no mercado de trabalho local, especialmente no setor de tecnologia?

Por um lado, elas proporcionam acesso a talentos e habilidades especializadas que podem não estar disponíveis localmente, impulsionando a inovação e o crescimento das empresas. Além disso, contribuem para a diversidade cultural e de pensamento dentro das equipes, enriquecendo o ambiente de trabalho, promovendo a troca de ideias e experiências. Por outro lado, as contratações globais também apresentam desafios, como a pressão salarial e a competição por talentos qualificados, que podem tornar mais difícil para as empresas locais atrair e reter profissionais. Além disso, as diferenças culturais e linguísticas podem gerar desafios de comunicação e integração dentro das equipes, exigindo uma gestão cuidadosa da diversidade e inclusão.

Em resumo, as contratações globais têm o potencial de impulsionar a inovação e o crescimento das empresas locais, mas é importante adotar uma abordagem estratégica e equilibrada para mitigar os desafios associados e maximizar os benefícios para o mercado de trabalho local e global.

Quais são os benefícios e desafios associados ao trabalho remoto na atração e retenção de talentos no setor de tecnologia?

O trabalho remoto oferece uma série de benefícios, tanto para os profissionais de tecnologia quanto para as empresas. Para os profissionais, proporciona maior flexibilidade e autonomia, permitindo que trabalhem de qualquer lugar do mundo e conciliem melhor o trabalho com suas vidas pessoais. O trabalho remoto também pode aumentar a satisfação e o engajamento dos colaboradores, resultando em maior produtividade e retenção de talentos. Já para as empresas, pode reduzir os custos operacionais, como aluguel de escritório e despesas de deslocamento, além de ampliar a possibilidade de trabalhar com talentos globais, permitindo que as empresas ofereçam um diferencial competitivo ao atrair profissionais que valorizam a flexibilidade e a liberdade de trabalhar remotamente.

No entanto, essa modalidade também apresenta desafios, como a necessidade de manter a colaboração e a comunicação eficaz entre equipes distribuídas geograficamente. Além disso, pode ser mais difícil para os profissionais construírem relacionamentos interpessoais e desenvolverem habilidades sociais enquanto trabalham remotamente, o que pode afetar o trabalho em equipe e a coesão da equipe.

Por que é importante para as empresas investir em um ambiente inclusivo e colaborativo para atrair e reter talentos na área de tecnologia?

Um ambiente inclusivo promove a diversidade de pensamento e experiências, o que pode levar a soluções mais inovadoras e criativas para os desafios enfrentados pelas empresas de tecnologia. O ambiente também cria um senso de pertencimento e engajamento entre os colaboradores, o que pode aumentar a produtividade, a satisfação e a permanência dos profissionais.

Qual é o papel das startups no cenário de contratação de profissionais de tecnologia no Brasil e na América Latina como um todo?

As startups desempenham um papel crucial nesse cenário, sendo um importante motor de inovação e transformação digital na região. Elas têm sido pioneiras em adotar modelos de trabalho flexíveis, como o trabalho remoto, que se tornou ainda mais relevante durante a pandemia. Essa flexibilidade atrai profissionais talentosos, que valorizam a liberdade e autonomia em seu trabalho.

Como as empresas podem se diferenciar para atrair profissionais de tecnologia, além de oferecer remuneração competitiva?

A diferenciação das empresas para atrair esses profissionais vai além de uma remuneração competitiva, que obviamente é crucial, mas envolve também a criação de um ambiente de trabalho atrativo e estimulante. Uma abordagem eficaz inclui o desenvolvimento de uma cultura empresarial forte e inclusiva, que valorize a diversidade, a colaboração e a inovação. Além disso, é crucial oferecer oportunidades de aprendizado e crescimento profissional por meio de programas de capacitação, mentoria e participação em projetos desafiadores.

Outro aspecto importante é o estabelecimento de políticas que promovam o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, reconhecendo a importância do bem-estar físico e mental dos colaboradores. Isso pode incluir a implementação de horários flexíveis, benefícios relacionados à saúde e bem-estar, e apoio à parentalidade. A transparência e a comunicação aberta são fundamentais para atrair profissionais, permitindo que os candidatos entendam claramente a visão, os objetivos e a cultura da empresa.

Quais são as principais estratégias que o Mauve Group está adotando para apoiar as empresas na contratação de profissionais de tecnologia na América Latina?

Em 2024, o grupo está ampliando sua equipe para atender à crescente demanda por talentos em setores-chave, como tecnologia e fintechs, além de relançar serviços focados em ajudar as empresas na contratação de profissionais.

Última atualização da matéria foi há 2 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights