Milton Beck: “O LinkedIn ajuda a derrubar barreiras”

 Milton Beck

Com 10 anos no Brasil, o LinkedIn chega a mais de 50 milhões de usuários no país. Atrás somente dos Estados Unidos, Índia e China, a comunidade brasileira é a quarta maior do mundo na rede com um crescimento médio de 14% ao ano. A maior rede social profissional do mundo, utilizada principalmente por profissionais com o intuito de apresentar suas aptidões, de uma forma que outros profissionais da mesma empresa possam endossar, dando credibilidade ao conteúdo, também divulgou que sua receita global atingiu 10 bilhões de dólares no último ano fiscal, um aumento de 27% se comparado ao ano anterior. Desde a aquisição pela Microsoft, em 2016, a receita da empresa quase triplicou, sendo que praticamente metade deste crescimento foi impulsionado pelos mercados fora dos Estados Unidos, que incluem o Brasil.

De acordo com Milton Beck, diretor-geral do LinkedIn para América Latina, mais do que um número, esta marca é um reflexo da missão da empresa ao longo desses anos.

“Desde o começo, o LinkedIn ajuda a derrubar barreiras que afastam os profissionais do trabalho dos seus sonhos, seja ele qual for. Temos advogados, engenheiros e médicos, mas também cantores, produtores de conteúdo, jogadores de futebol e astronautas. Estamos aqui para aqueles que estão buscando seu primeiro emprego e também para os que já viveram boa parte de suas vidas profissionais, os que querem fazer negócios e os que estão pensando em uma mudança de carreira. Do norte ao sul do país, temos pessoas com os mais diferentes objetivos, mas com a certeza de que há um LinkedIn para cada uma delas”, diz.

Com 130 novos usuários na plataforma por minuto, o LinkedIn registrou ainda um crescimento significativo em relação ao engajamento.

A plataforma apresentou um aumento de 35% nas conversas públicas na comparação ano a ano e 29% de crescimento no compartilhamento de conteúdo no mesmo período.

Somente em 2021, a rede lançou diversas funcionalidades como o Cover Story, que permite a apresentação por vídeo no perfil, Páginas de Serviço para freelancers e proprietários de pequenos empreendimentos, Modo de Criação para produtores de conteúdo e campo para pronomes.

Estas ferramentas se somam aos recursos de vídeo, enquete, lives, newsletters e eventos virtuais que já estavam disponíveis.

Sobre o LinkedIn:

O LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo.

A organização está presente em mais de 200 países e contamos com mais de 774 milhões de usuários, sendo deles 51 milhões de brasileiros.

A rede ajuda a conectar os profissionais do mundo a oportunidades de emprego e a transformar a forma com que as empresas contratam, divulgam suas marcas e vendem.

A visão da organização é criar oportunidades econômicas para todos os usuários do mercado de trabalho.

Em novembro de 2007, tinha mais de 16 milhões de usuários registrados, abrangendo 150 indústrias e mais de 400 regiões econômicas (como classificado pelo serviço).

Em janeiro de 2015, Linkedin possuía mais de 347 milhões de usuários registrados em mais de 200 países e territórios.

O site está disponível em inglês, francês, alemão, italiano, português, espanhol, romeno, russo, turco e japonês.

A Quantcast relatou que LinkedIn possui, mensalmente, 21,4 milhões de visitantes únicos nos ultimo anos, 6 milhões pelo mundo.

Em Junho de 2011, LinkedIn tinha 33,9 milhões de visitantes únicos, apesar de ter reduzido o número de contratos firmados em 2015.

O atual diretor da LinkedIn é Jeff Weiner, enquanto o seu antigo diretor e também fundador da empresa. Reid Hoffman, que já foi Vice-Presidente Executivo da PayPal, permanece como presidente de produto e presidente do conselho.

A LinkedIn está sediada em Mountain View, na Califórnia, e é financiada por Greylock, Sequoia Capital, Bessemer Venture Partners, e European Founders Fund. A LinkedIn passou a ser rentável em Março de 2006.

*Com participação da jornalista Nicole Maciel.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content