Sua Página
Fullscreen

Por que a Estônia está atraindo os brasileiros?

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Uma pesquisa realizada com brasileiros residentes na Estônia aponta que eles se mudam para o país europeu principalmente pelas oportunidades de trabalho em grandes empresas de tecnologia. O levantamento foi feito pelo hub Startup Estonia, iniciativa governamental responsável por fomentar o ecossistema de startups na Estônia.

Os respondentes da pesquisa avaliaram bem todas as características listadas relativas ao mercado de trabalho na Estônia, incluindo avanço digital, desenvolvimento de carreira, flexibilidade e visão global. Quase metade dos participantes soube da oportunidade de trabalho na Estônia por meio de um amigo, e a maioria recomendaria o país para outras pessoas e está feliz com a mudança.

“A Estônia desperta muito interesse, especialmente entre aqueles ligados à tecnologia, por ser um país totalmente digitalizado e que trabalha continuamente para atrair mais startups e talentos globais. Programas como Startup Visa e Work in Estonia ajudam a divulgar vagas e no processo de obtenção de visto, que é rápido e fácil”, ressalta Annika Järs, gerente do programa Startup Visa. A executiva também explica que o país ainda valoriza o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e apresenta uma qualidade de vida pouco observada em outros países. Por exemplo, os estonianos não prezam por longas jornadas de trabalho que outros centros tecnológicos praticam, e a lei estoniana exige um mínimo de 28 dias de férias anuais remuneradas por ano — reforçando a importância do equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

No primeiro semestre de 2023, mais de 340 de fundadores globais e funcionários de startups receberam vistos e autorizações de residência temporária na Estônia. Entre as principais origens estão Brasil, Nigéria e Filipinas. Além disso, cerca de 18% das startups na base de dados de startups da Estônia foram fundadas graças ao Startup Visa. “Sendo um país pequeno, o recrutamento global é a única oportunidade para as nossas empresas de tecnologia crescerem”, acrescenta Järs. Segundo a executiva, há uma escassez de profissionais com competências específicas — razão pela qual um quinto dos funcionários de startups da Estônia são estrangeiros.

Embora pequena e com uma população de apenas 1,3 milhão de habitantes, a Estônia abriga dez unicórnios e é líder global em número de startups per capita. Entre os unicórnios estonianos estão Wise, Skype e Pipedrive.

Primeiras impressões da Estônia

Ainda que a reputação do cenário digital estoniano seja notória, os brasileiros mencionaram a tecnologia e a inovação como algumas das surpresas no contato inicial após a mudança para o país. Entre outras impressões citadas estão os dias longos de verão; a combinação entre um lugar moderno com arquitetura histórica; qualidades de vida e do ar; natureza; baixa burocracia; gratuidade do transporte público para residentes da capital Tallinn e a segurança no país, inclusive com crianças habituadas a se deslocarem sozinhas.

“Por conta do incentivo que a Wise proporciona aos seus colaboradores ao redor do mundo, pude trabalhar em dois escritórios da Wise: o brasileiro e o estoniano. Essa experiência enriquecedora me permitiu compreender melhor as nuances e peculiaridades de cada ambiente de trabalho”, conta Gabriela Rubino, especialista em Desenvolvimento de Pessoas e Organizacional da Wise. 

“Enquanto os estonianos são extremamente pragmáticos e valorizam a organização em suas tarefas, nós, os brasileiros, damos uma ênfase maior na construção de relacionamentos pessoais e na criação de um ambiente de trabalho amigável. Essa mentalidade ajudou a impulsionar minha criatividade e a buscar soluções inovadoras para os desafios do dia a dia”, compara a executiva, que está na empresa há mais de cinco anos.

Possibilidade de trabalhar de qualquer lugar

Seguindo as tendências globais no local de trabalho, muitas empresas estonianas criaram políticas de trabalho flexíveis. Isso significa que as pessoas também podem trabalhar de casa e, em algumas empresas, do exterior. A medida é especialmente bem recebida pela comunidade internacional do país, que pode aproveitar para prolongar as férias em casa e passar mais tempo com a família e os amigos. Na Wise, os funcionários podem trabalhar no exterior por até três meses por ano, e a popularidade da iniciativa é crescente. No último ano, mais de 1.400 colaboradores da equipe global da empresa aproveitaram para conciliar o trabalho com as viagens utilizando o programa Mobile Wiser.

Culinária e clima brasileiros fazem falta

O levantamento da Startup Estonia também questionou o que os brasileiros sentem mais falta no país de origem. Além da família, eles mencionaram a comida e a temperatura no Brasil como motivos de saudades. Quando perguntados sobre quais comidas apresentariam a amigos estonianos, os respondentes citaram feijoada, brigadeiro, coxinha, churrasco e pão de queijo.

Novas experiências

Além das oportunidades de trabalho, a Estônia ainda proporcionou novas experiências aos brasileiros, como o primeiro contato com a neve, admirar a aurora boreal, de aproveitar o verão na praia com fogueira, nadar no inverno, ir à sauna, esquiar e jogar squash e padel.

Programas auxiliam na mudança de país

Para facilitar a mudança para a Estônia, o Work in Estonia oferece diferentes programas para os recém-chegados. Existem serviços gratuitos prestados pelo Estado para todos os estrangeiros, que oferecem diversos cursos, desde a língua local até dicas para famílias que se mudaram para o país europeu. Existe também um programa de carreira e networking para quem vai para a Estônia como cônjuge para os ajudar a evoluir profissionalmente.

Metodologia da pesquisa

A pesquisa foi realizada com quase 100 brasileiros residentes na Estônia, por meio de um formulário online. Atualmente, o país é residência de mais de 600 brasileiros.

Última atualização da matéria foi há 3 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content