Sua Página
Fullscreen

B2Gether movimenta R$1 bilhão em 10 meses

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Com o dólar em alta ou em baixa, o fato é que o mercado de câmbio está sempre aquecido no mundo globalizado. No Brasil, não é diferente. A B2Gether, empresa brasileira especialista em operações de moeda estrangeira e mass payments, acaba de divulgar os resultados de 2021, seu primeiro ano de atuação no país. Segundo as informações, a companhia operou R$1 bilhão em dez meses por meio de serviços cambiais envolvendo mass payments, estruturação e fechamento de operações de câmbio, importação e exportação, além de aquisição de moeda em espécie e cartão internacional pré-pago. Atualmente, a B2Gether atende a grandes players do mercado financeiro, incluindo facilitadoras de pagamento, remessadoras, instituições financeiras, empresas que importam e exportam, assim como pessoas físicas que precisam de serviços de moeda estrangeira para viajar ao exterior. “É um resultado que vai muito além das nossas expectativas, mas que reflete a confiança, a ousadia, o respeito, a transparência e a ética que temos, isso é o que transforma nossos clientes em verdadeiros parceiros”, comenta Janaina Assis, fundadora da empresa. Já visando o cenário para este ano, Diego Zia, também fundador e sócio da B2Gether, projeta um resultado ainda mais animador. “Nossa expectativa é triplicar esse valor em 2022. Apesar de nossa empresa ser jovem, foi fundada em 2021, atuamos há muito tempo no mercado de câmbio”, afirma.

Como se deu a criação da B2Gether?

A criação da B2Gether ocorreu a partir de uma necessidade que eu e meu sócio, o Diego Zia, identificamos no mercado. Por atuarmos há muitos anos no segmento de câmbio, percebemos qual era a real necessidade das empresas, cuja demanda as instituições onde trabalhamos anteriormente não supriam. Então, nos especializamos para atender a essas necessidades e, assim, criamos a B2Gether, com a missão de sempre se colocar no lugar dos clientes, entendendo o que eles precisam e o que pode ser feito para melhorar o negócio deles por meio das soluções que oferecemos.

O surgimento da B2Gether também vem de um desejo de colocar alguns projetos em prática, os quais não tivemos a oportunidade de materializar nas instituições em que trabalhávamos antes. Por mais que quiséssemos e até sugerisse desenvolver uma ideia inovadora com algum cliente, sempre esbarramos em uma visão mais engessada e burocrática. Então, decidimos abrir o nosso próprio negócio.

E por causa desses entraves, perdíamos excelentes oportunidades. Com a criação da empresa, conseguimos colocar nossos projetos em prática e atender os clientes com soluções eficientes e melhores para os negócios deles.

O que norteia a atuação da empresa no mercado?

O que norteia a empresa é a união da visão legal e o compliance, bem como a ousadia de explorar novos segmentos, de não focar em um único nicho apenas. Nosso objetivo é chegar aos setores ainda pouco explorados ou atendidos de forma completamente unilateral, em que o cliente não tem os benefícios que deveria. Entendemos que, nesse cenário, o cliente só fecha o câmbio porque é realmente necessário, uma vez que o negócio dele depende dessa operação. Mas ele não recebe a atenção que poderia, não conta com uma espécie de consultoria especializada, uma taxa mais vantajosa e um preço interessante nos serviços que envolvem moeda estrangeira. É nesse campo que a B2Gether entra e quer ser protagonista, oferecendo condições melhores e um atendimento personalizado às empresas.

Complementando a resposta da Janaina, podemos dizer que, dessa forma, o cliente — que nada mais é que uma empresa que precisa de serviços de câmbio — não encontra no mercado um parceiro que o atenda no modelo de consultoria. Assim, ele acaba se tornando refém de uma instituição e de taxas que poderiam ser menores.

Em 10 meses a empresa movimentou 1 bilhão de reais. Já esperava que isso iria ocorrer?

Tínhamos a consciência de que era possível, sim, atingir essa marca, mas sinceramente não esperávamos alcançá-la em tão pouco tempo. Ou seja, sabíamos que chegaria, mas não tão rápido, o que obviamente nos surpreendeu positivamente. Por outro lado, entendemos que esse resultado é fruto de anos de experiência no mercado de câmbio, de transparência e relacionamento próximo com os clientes, oferecendo consultoria e se posicionando como parceiro. Todos esses fatores foram cruciais para a B2Gether transacionar 1 bilhão de reais em 10 meses por meio de serviços que envolvem mass payments ou pagamento em massa, operações de câmbio, importação e exportação, monetização em plataformas digitais e outras soluções envolvendo moeda estrangeira.

A que se deve esse movimento em sua visão?

Conforme pontuei na questão anterior, a junção de anos de experiência, acumulando conhecimento, desenvolvendo estudos, o desejo de aprender e entender o lado do cliente, de ser transparente com as empresas e de, principalmente, ser parceiro delas foram fundamentais para alcançarmos essa marca.

Também é importante citar que, todos esses fatores — a parceria, honestidade, transparência e respeito — são essenciais para conquistarmos a confiança dos clientes. Porque todo resultado que alcançamos se deve às empresas que confiam na excelência do nosso trabalho.

O que é fundamental quando se atende grandes players do mercado?

Além do checklist básico — que é agilidade e qualidade no atendimento, conhecimento do segmento do cliente —, costumamos pensar o seguinte: “O que precisamos fazer para trazer esse cliente para mais perto, além de taxas boas?”. Eu preciso conhecer o mercado dessa empresa, ser transparente, conquistar a confiança dos gestores. Não é só entender de câmbio, mas também do mercado da empresa que atendemos. E com base nisso, planejamos o que podemos fazer para que o negócio seja mais rentável. Nossa ideia é justamente essa: não é ganhar em cima do cliente, muito pelo contrário. É fazer com que ele tenha uma rentabilidade muito superior do que teria com outras instituições de câmbio. Vale dizer que às vezes essa rentabilidade não está envolvida somente com a competição ou com uma taxa de câmbio mais vantajosa. Ela envolve o trabalho de consultoria que a B2Gether propõe oferecer, atendendo a empresa de perto, cuidando de todas as etapas do fechamento do câmbio e de outras operações financeiras que envolvem moeda estrangeira.

Leia ou ouça também:  Guilherme de Almeida Prado fala sobre finanças

Quais moedas (além do dólar americano) têm gerado um grande movimento na atual conjuntura?

Além do dólar americano, as maiores movimentações geralmente são em euro, libra, dólar canadense e australiano, além de outras. O yuan, que é a moeda da China, ou ainda o dólar de Hong Kong, também têm grandes movimentações.

Em fevereiro de 2021 o dólar estava em R$5,35. Atualmente ele está em R$4,62. Como a B2Gether analisa esse movimento?

As variações do dólar em relação ao real são complexas e estão associadas a questões econômicas, políticas e ao próprio fator da pandemia. Todas essas variáveis interferem de alguma forma na cotação das moedas.

Esse valor deve oscilar ainda mais com a chegada das eleições?

Não só com as eleições, mas também com diversas questões internacionais, como os conflitos entre países, por exemplo. Todos esses eventos têm uma intervenção direta na oscilação da moeda e do mercado.

Como esses grandes players se protegem quando essas movimentações ocorrem?

Além de produtos específicos que protegem os clientes das oscilações do mercado, a B2Gether conta com um time de especialistas que fica de olho não somente no Brasil, mas nos acontecimentos de todo o mundo, para ver como a moeda pode reagir, como o mercado se comporta. Também organizamos reuniões periódicas e conversas com os nossos clientes, para entender quais são as suas necessidades e quais são os seus targets, fazendo com que eles sempre fechem, no melhor momento, as suas operações.

Fale um pouco mais sobre como a B2Gether tem ajudado as empresas a monetizar em plataformas digitais.

Além de sempre procurar a melhor cotação, taxa e momento para o cliente fechar essa monetização, é realmente a consultoria para ensiná-lo a rentabilizar o que norteia a nossa atuação. Muitas vezes, esse cliente que tem monetização por canais digitais não sabe como pode aproveitar os momentos para rentabilizar melhor o ganho dele. No geral, ele acaba fechando em qualquer momento porque se torna algo automático e imediato, sem um acompanhamento técnico. Então, é justamente dessa forma que atuamos: prestando consultoria, sendo parceiro e indicando quais são os melhores momentos e como rentabilizar, além de monetizar, que ele (cliente) já faz bem.

Nós também mostramos ao cliente o quanto ele deixa de ganhar e o quanto é cobrado dele, em algumas instituições. Esse público geralmente sabe os valores do dinheiro que ganha, mas não tem noção sobre quais são as taxas cobradas, os percentuais embutidos, e nisso ele acaba acreditando, de certa forma, que aquela é a melhor condição para ele no momento, quando, na verdade, ele poderia estar rentabilizando muito mais.

Qual a projeção para o crescimento da empresa em 2022?

A projeção é diversificar os segmentos atendidos hoje e, assim, ajudar um maior número de empresas, não só com taxas competitivas, mas também com um serviço completo de consultoria quanto ao melhor momento para fechamento das operações, targets estratégicos, produtos e serviços específicos, atendimento de qualidade e agilidade. Pretendemos dobrar o volume movimentado em 2021.

*Com participação dos sócio da B2Gether, Diego Zia.

Última atualização da matéria foi há 2 anos


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights