CNH vencida durante Covid-19 será invalidada

Todos os motoristas que tiveram suas CNHs vencidas durante os meses de março ou abril de 2020 tiveram a permissão de continuar rodando com o documento. Devido ao isolamento social, causado pela pandemia da Covid-19, que nessa época estava no auge, o Contran precisou interromper seu atendimento ao público, e por isso foi aberta essa exceção. Contudo, todas as habilitações vencidas nesse período perderam a validade no dia 31 de dezembro de 2021, então agora é necessário fazer a renovação para evitar problemas.

Agora com um novo cronograma de prazos de renovação, quem for pego dirigindo com a CNH vencida ficará com uma infração gravíssima na conta e ainda receberá multa de R$293,47.

As habilitações expiradas entre março e abril de 2020 já perderam o prazo máximo de renovação, que era até o dia 30 de dezembro de 2021, então quem não renovou precisará seguir outro protocolo para recuperar a permissão para dirigir.

As CNHs que venceram a partir de maio de 2020 já se encontram dentro do prazo de renovação. Entre maio e junho de 2020, o prazo é até 31 de janeiro de 2022; entre julho e agosto de 2020, até 28 de fevereiro de 2022, e assim sucessivamente.

Esse novo cronograma enquadra as CNHs que vencem até dezembro de 2022, que nesse caso devem ser renovadas até 31 de agosto de 2023.

Aqueles que desejam continuar dirigindo seu Prisma ou outros veículos precisam se atentar não só ao prazo, mas também aos requisitos de renovação para cada tipo de habilitação.

Dependendo do estado, é possível fazer todo o processo online, como é o caso de São Paulo.

Para isso, basta acessar o site do Detran, do Poupatempo ou utilizar o aplicativo Poupatempo Digital. Quem precisar ou optar por fazer presencialmente primeiro precisará agendar um horário no Poupatempo local.

Para habilitações de categoria A e B, é necessário realizar um exame médico em alguma clínica credenciada pelo Detran (motoristas que exercem atividade remunerada também precisarão de um exame toxicológico). Para as demais categorias, ainda é necessário um exame toxicológico, que deve ser realizado em uma clínica credenciada.

Após realizar todo o processo, basta pagar uma taxa de R$107 para emitir o novo documento e aguardar que seja entregue na sua residência, através dos Correios.

Enquanto não chega, já é possível ir utilizando a CNH atualizada pelo aplicativo da Carteira Digital de Trânsito.

Compartilhar:
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content