Sua Página
Fullscreen

Grupo Total cresce entre farmácias bilionárias

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Com acréscimo de 24,7% na receita em comparação com 2021, o Grupo Total consolida-se no rol das 15 redes de farmácias com faturamento bilionário no Brasil. Com presença em 291 cidades, especialmente do interior paulista, a companhia busca agora avançar na capital e Região Metropolitana. Fundado em 1996, o grupo de farmácias associativistas integra as redes Drogaria Total e Drogaria Total Popular, que somam 544 lojas em 291 municípios de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, além da Coopertotal, cooperativa própria de compras, centro de armazenagem e distribuição de 8.400 m² em Jardinópolis (SP). A operação também inclui um programa de fidelidade com mais de 2,6 milhões cadastros, além de um cartão de crédito exclusivo que permite o pagamento das compras com até 45 dias de prazo. “A cooperativa já fatura em torno de R$260 milhões, processando em torno de 1.250 pedidos por dia e mais de 1,2 milhão de unidades por mês. Mantém negociações frequentes com as principais indústrias e distribuidoras, sendo a principal empresa do gênero no mercado farmacêutico brasileiro. Mais de 92% das farmácias que integram o grupo efetivam ao menos uma compra diária por meio da Coopertotal. Foi uma das melhores sementes que frutificou”, afirma Jair Beloube, administrador do Grupo. Ele ainda diz mais com exclusividade ao portal Panorama Mercantil: “Terminamos 2022 com R$1,41 bilhão de receita”.

O Grupo Total iniciou sua história no ano de 1996. Como foi o começo dessa trajetória vitoriosa?

O início da nossa trajetória foi absolutamente incerto e inseguro. No dia seguinte à fundação, percebemos que tínhamos fundado uma rede de farmácias, mas não sabíamos absolutamente o que fazer com ela. Foi com certeza uma longa e trabalhosa jornada de aprendizagem para alcançarmos o patamar de hoje.

Quais sementes que estavam na criação e que se tornaram “árvores frutíferas” nos anos vindouros?

A principal semente naquela data era a ilusão de juntar farmácias e comprar em conjunto, ter uma central de compras. Mas logo percebemos que não era tão simples assim, tanto que a nossa cooperativa de compras, a Coopertotal, só foi fundada no ano de 2011. Hoje é uma realidade consolidada. A cooperativa já fatura em torno de R$260 milhões, processando em torno de 1.250 pedidos por dia e mais de 1,2 milhão de unidades por mês. Mantém negociações frequentes com as principais indústrias e distribuidoras, sendo a principal empresa do gênero no mercado farmacêutico brasileiro. Mais de 92% das farmácias que integram o grupo efetivam ao menos uma compra diária por meio da Coopertotal. Foi uma das melhores sementes que frutificou.

Como enxerga o setor de atuação do Grupo Total na atual conjuntura?

Os números ajudam a revelar a atuação exitosa do grupo. Terminamos 2022 com R$1,41 bilhão de receita, resultante do movimento das 547 lojas do grupo. Somos a sétima rede com maior número de pontos de venda em todo território nacional e estimamos chegar a 647 unidades até o fim do ano, com evolução de 30%. Mas muito além de números estão os clientes, para quem devemos mover cada vez mais esforços em prol da excelência, o que abrange mix diversificado de produtos, preços justos e atendimento impecável.

Quais seriam os maiores desafios que são encontrados diariamente pelo Grupo Total?

O grande desafio passa por atender, de forma cada vez mais ágil e encantadora, as novas demandas do consumidor brasileiro. Nosso cliente está mais exigente e enxerga a farmácia como um canal prioritário de saúde, bem-estar e conveniência. Também entendemos que é necessário reforçar a cultura do associativismo no país, ampliando o escopo de farmácias independentes dispostas a converter bandeira e se associar à rede. É um autêntico trabalho de valorização do empreendedorismo, já que os proprietários dessas lojas permanecem à frente do negócio.

Como encarar e se sobressair nesses desafios?

Planejamento, cronograma de ações permanentes e compromisso com a inovação serão as bases para manter a trilha de crescimento.

Qual o número exato de clientes da organização?

Temos hoje 547 lojas e uma média de 4 mil clientes por loja. Isso totaliza 2,2 milhões de clientes.

Esse número teve um crescimento nos últimos anos?

Esse número cresce ano a ano com o credenciamento de novas lojas.

Quantas unidades serão inauguradas até o fim de 2023?

O Grupo Total tem planejado crescer 100 lojas no ano de 2023, sendo 35 no modelo popular e 65 no modelo tradicional.

O modelo associativista tem sido o grande pilar do sucesso do Grupo Total. Como se chegou a essa formatação?

O modelo associativista é ótimo, mas não acontece por si só. No caso do Grupo Total, seu sucesso se deve ao trabalho forte e comprometido de todos os presidentes, diretores e colaboradores, além de contar também com o apoio da Febrafar – maior associação nacional de farmácias atuantes nesse modelo.

Por que os estados de Minas, São Paulo e Paraná foram os escolhidos para a expansão da empresa?

São Paulo é nosso estado de origem e conta com o suporte estratégico da nossa cooperativa. Minas Gerais e Paraná são estados limítrofes e importantes mercados consumidores.

Como funciona o cartão de crédito exclusivo do Grupo Total?

Nosso cartão de crédito permite que um cliente compre em nossas lojas sem ter dinheiro, com até 45 dias para pagar. Ele faz seu cadastro que vai para aprovação de imediato. Se ele não tiver nenhum problema com Serasa ou SPC, seu cadastro é aprovado e ele pode efetivar compras de até R$300 no ato, mesmo sem ter ainda o cartão físico. A cada fatura que ele paga em dia seu limite vai crescendo.

Última atualização da matéria foi há 1 ano


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights