Sua Página
Fullscreen

Herdeira da Disney quer pagar mais impostos

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

No epicentro do complexo cenário econômico global, mais de 250 bilionários e milionários convergiram suas vozes em uma carta aberta notável, intitulada “Orgulhoso de Pagar Mais”, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos. Este documento singular, assinado por figuras proeminentes como Abigail Disney, Valerie Rockefeller e o ator Brian Cox, é um apelo ousado aos líderes políticos para imporem tributos mais substanciais sobre a elite ultra-rica. A carta destaca uma preocupação uníssona com a crescente desigualdade econômica, alertando que a inação pode resultar em consequências catastróficas para a sociedade. Os signatários, representando cidadãos de 17 países, fundamentam seu pedido na premissa de que um aumento nas contribuições fiscais dos mais ricos não comprometeria significativamente suas vidas, mas, pelo contrário, serviria como um investimento em um “futuro democrático comum”. Desmistificando a narrativa trickle-down, a carta argumenta que a riqueza excessiva e improdutiva deve ser redirecionada para promover a estabilidade econômica, social e ecológica. Este artigo explora os motivos, as implicações e as propostas apresentadas nesse chamado inédito da elite econômica global por uma redistribuição mais equitativa da riqueza. Além disso, examina as respostas públicas, propostas de impostos e ações individuais, como a renúncia significativa de Marlene Engelhorn, destacando o papel crucial que o Fórum de Davos desempenhou como catalisador para a conscientização e a possível transformação nas políticas fiscais globais.

20 aspectos sobre os bilionários que querem pagar mais impostos:

Carta Aberta: “Orgulhoso de Pagar Mais” – Uma Chamada dos Ultra-Ricos: Mais de 250 bilionários e milionários, incluindo Abigail Disney e Valerie Rockefeller, assinaram uma carta no Fórum Econômico Mundial pedindo aos líderes mundiais que taxem mais os ‘ultra-ricos’ para combater a desigualdade.

Apelo Urgente à Elite: “Nosso Pedido Simples”: Os signatários, representando 17 países, instam os mais ricos a aumentarem suas contribuições fiscais, argumentando que isso não afetará significativamente suas vidas, mas beneficiará um “futuro democrático comum”.

Efeito Positivo: Riqueza Excessiva ao Serviço da Sociedade: A carta defende que taxar a riqueza “excessiva e improdutiva” dos ultra-ricos impulsionará um futuro mais democrático, contradizendo a noção de que isso prejudicaria o crescimento econômico ou a qualidade de vida.

Desigualdade: A Ameaça Inegável à Estabilidade: Os bilionários alertam que a desigualdade atingiu um “ponto de viragem”, ameaçando a estabilidade econômica, social e ecológica. Alegam que a atual situação prejudicou os salários, infraestruturas e a democracia.

Desmistificando o Trickle-Down: Promessas Não Cumpridas: Os signatários criticam as promessas da economia trickle-down, destacando salários estagnados, infraestruturas em ruínas e serviços públicos deficientes como resultados, desestabilizando a própria democracia.

Apoio Massivo: Pesquisa Indica Favor à Taxação dos Super-Ricos: Uma pesquisa com os 5% mais ricos dos países do G20 revela que 74% apoiam aumentar os impostos sobre a riqueza para enfrentar a crise do custo de vida e melhorar serviços públicos.

Proposta de Imposto: 2% sobre Ativos Acima de 10 Milhões de Dólares: A pesquisa sugere que 58% dos entrevistados apoiariam um imposto de 2% sobre ativos acima de 10 milhões de dólares, enquanto 54% consideram a riqueza extrema uma ameaça à democracia.

Onde Está a Liderança? Empresários Questionam Falta de Ação: Empresários, como Guy Singh-Watson, expressam desapontamento com a falta de ação dos representantes eleitos diante do apoio generalizado, questionando: “Onde está a liderança?”

Alternativa Britânica: Imposto de 1,7% para Ricos Pode Gerar Bilhões: O Congresso Sindical Britânico sugere que um modesto imposto de 1,7% sobre a riqueza das 140 mil pessoas mais ricas no Reino Unido poderia gerar mais de 10 bilhões de libras para serviços públicos.

Renúncia Voluntária: Herdeira Abre Mão de Milhões para Denunciar Injustiça: Marlene Engelhorn, herdeira austríaca, anuncia que abrirá mão de mais de 27 milhões de dólares para denunciar o fracasso dos governos em conter as crescentes desigualdades.

Herança Problemática: Crítica ao Sistema Sucessório e Impunidade: Engelhorn critica a falta de tributação sucessória e expõe a injustiça de herdar uma fortuna sem mérito, destacando a falta de interesse estatal em cobrar impostos sucessórios.

Desigualdade: Um Ponto de Viragem que Ameaça Todos: A carta destaca que a desigualdade atingiu um ponto de viragem crítico, ameaçando não apenas a estabilidade econômica, mas também a coesão social e a sustentabilidade ambiental.

Descontentamento Popular: Empresário Britânico Cita Pesquisa: Guy Singh-Watson comenta sobre a pesquisa, ressaltando que até os mais ricos estão a favor de tributar os super-ricos, questionando a inação dos representantes eleitos.

Crise do Custo de Vida: Impostos sobre Riqueza Vistos como Solução: A pesquisa aponta que a maioria dos participantes vê a taxação dos super-ricos como uma solução para enfrentar a crise do custo de vida e aprimorar os serviços públicos.

Crítica ao Fracasso Governamental: Herdeira Anuncia Ação Concreta: Marlene Engelhorn denuncia o fracasso governamental em conter as desigualdades, optando por uma ação pessoal ao renunciar a uma parte significativa de sua fortuna.

Imposto Moderado: Proposta Britânica como Modelo Possível: O TUC britânico sugere um imposto “modesto” sobre a riqueza dos mais ricos como uma medida que poderia gerar bilhões para os serviços públicos, apresentando um modelo viável.

Conscientização Global: Fórum de Davos como Palco para Anúncios: A semana no Fórum Econômico Mundial em Davos se torna um palco para conscientização global, com bilionários e herdeiros anunciando a necessidade de mudanças significativas.

Responsabilidade Social: Empresários Destacam Papel na Sociedade: Os signatários enfatizam a responsabilidade social dos ultra-ricos e destacam como a contribuição adicional pode ser um passo crucial para um futuro mais igualitário.

Desafio aos Governos: Falta de Ação Eficaz na Taxação dos Ricos: A renúncia de Marlene Engelhorn destaca o desafio enfrentado pelos governos em implementar medidas eficazes de taxação sobre a riqueza dos super-ricos.

Rumo à Mudança: Apelos por Reformas Fiscais Ganham Força: Os apelos de bilionários por mais impostos sobre a riqueza ganham força, indicando uma possível mudança na percepção global sobre a responsabilidade fiscal da elite econômica.

Última atualização da matéria foi há 1 mês


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content