Mariana Malveira conta detalhes da DeÔnibus

Mariana Malveira

A história da plataforma online DeÔnibus teve início na Índia quando, em uma das paradas de sua viagem pelo mundo, Breno Moraes se encontrou com sua irmã Mariana Malveira. Inspirados e impactados pela facilidade de viajar de ônibus por lá, decidiram trazer essa facilidade para as viagens rodoviárias no Brasil. Em 2012 iniciaram o projeto e formaram um time para criar a Brasil By Bus – o primeiro site de venda de passagens rodoviárias brasileiras para estrangeiros. Nessa jornada, os brasileiros também entraram no radar da empresa e, em 2018, foi criada a DeÔnibus – um site dedicado para a venda de passagens para os brasileiros com a finalidade de oferecer uma experiência online fácil e segura. “A DeÔnibus surgiu há 10 anos de uma experiência de viagem pela Índia com meu irmão, Breno. Viajantes apaixonados, lá vimos que o mercado rodoviário funcionava muito bem, mesmo na dinâmica do país, que nos passava uma ideia de maior desorganização que aqui. Pensamos que seria um bom exemplo de case para trazermos para o Brasil, que na época contava com pouquíssimas opções online, era um mercado com uma fama de perrengue e não oferecia ainda nenhuma opção de venda online para viajantes internacionais. Começamos como Brasil by Bus com foco nesse público, mais tarde direcionamos o negócio para brasileiros e criou-se a nova marca, DeÔnibus”, afirma Mariana Malveira, sócia da empresa.

Mariana, como surgiu a ideia da DeÔnibus?

A DeÔnibus surgiu há 10 anos de uma experiência de viagem pela Índia com meu irmão, Breno. Viajantes apaixonados, lá vimos que o mercado rodoviário funcionava muito bem, mesmo na dinâmica do país, que nos passava uma ideia de maior desorganização que aqui. Pensamos que seria um bom exemplo de case para trazermos para o Brasil, que na época contava com pouquíssimas opções online, era um mercado com uma fama de perrengue e não oferecia ainda nenhuma opção de venda online para viajantes internacionais. Começamos como Brasil by Bus com foco nesse público, mais tarde direcionamos o negócio para brasileiros e criou-se a nova marca, DeÔnibus.

O que norteia a atuação da plataforma em seu mercado de atuação?

A DeÔnibus é um marketplace de viagem rodoviária, estamos aqui para conectar viajantes às centenas de opções pelo país, dando acesso à variedade de preços, mais de 200 viações, classes, conexões para os trechos que não tem linha direta, meios de pagamento, tudo em um único lugar. Em breve teremos na mesma plataforma opções para viagens em grupo, com nossa mais nova aquisição, a Freta Mais.

Quais os grandes pilares que são o sustentáculo da plataforma?

Os pilares da plataforma são:

Pessoas: construímos e buscamos, evoluir a cada dia, ser uma empresa orientada as pessoas e à saúde das relações. Trabalhamos no fortalecimento de uma cultura consciente e humana para atingir nosso propósito e impacto onde estamos inseridos.

Portfólio: Em um único lugar, viajantes podem escolher a opção que mais lhes atende entre as mais de 200 viações pelo Brasil, além do fretamento para viagens em grupo.

Tecnologia: Temos como pilar forte a tecnologia como meio de oferecer uma experiência única ao viajante rodoviário. Com a construção de um sistema sólido, seguro, escalável e com foco no viajante, oferecemos também nossa tecnologia para que outras empresas rodoviárias atendam às necessidades de seus clientes.

Como a visão do seu irmão complementa a sua na condução do negócio?

Somos bastante complementares entre nós e montamos uma rede de liderança, investidores e investidoras que fortalece ainda mais essa complementaridade e evolui o dia a dia para além dos irmãos. Posso dizer que Breno tem habilidades mais exatas, enquanto tenho um perfil mais de humanas. Ele puxa mais no lado das vendas enquanto garanto a experiência. Ele brilha no quantitativo, eu no qualitativo. Mas o mais importante para além das afinidades de atuação, é que compartilhamos propósito e valores. Crucial para que qualquer relação societária funcione bem.

De quanto foi o crescimento da plataforma no ano passado?

Depois de um ano desafiador com a chegada da pandemia da Covid-19, tivemos um crescimento de 80% ao ano em 2021.

Quais as projeções para 2022?

Temos a meta de crescer pelo menos 70% em 2022.

A empresa comprou a FretaMais. O que isso representa para o atual estágio do negócio?

Estamos muito felizes com essa união e em poder trabalhar com o time da FretaMais em um produto inovador assim. É mais uma forma de enriquecer a experiência do viajante rodoviário e de apoiar na inovação do setor de fretamento de veículos.

O lançamento do marketplace vai de encontro com esse estágio atual?

Sim, com a missão de tornar a experiência do viajante rodoviário única, o marketplace de fretamento é mais uma opção de viagem para quem vai em grupo. Até então, o mercado de fretamento contava com pouca atuação de tecnologia, orçamentos feitos manualmente e muita energia colocada para comparação de preços.

Qual a importância do time para a operação da DeÔnibus?

Como uma empresa orientada as pessoas, vejo que o time é simplesmente a base para que as coisas aconteçam. O time é composto de perfis diversos, conhecimentos complementares e temos uma cultura forte de trabalho em equipe e colaboração, sem isso não há inovação.

O que você vislumbra para a plataforma para os próximos anos?

Vislumbro evolução nas ações que contribuam para um setor rodoviário como espaço seguro, inclusivo e acessível para todas as pessoas.

Uma das palavras contidas no manifesto de vocês é a resiliência. Qual a importância da resiliência para que isso venha ocorrer?

Em um mundo volátil, cheio de incertezas e obstáculos, resiliência é uma das competências essenciais para nos adaptarmos e conseguirmos seguir com o propósito de aproximar as cidades do mundo. A competência entrou no manifesto como reflexo da nossa história, que conta com situações de superação como, por exemplo, de combate à fraude, reestruturação societária e pandemia da Covid-19.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content