Anúncios
Sua Página
Fullscreen

Nigel Farage: a face atual da direita na Europa

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Nigel Farage é uma figura polêmica e carismática que se tornou um símbolo da direita na Europa. Sua carreira política, marcada por posições contundentes e momentos dramáticos, como o acidente de avião em 2010, reflete o crescimento de movimentos nacionalistas e eurocéticos em todo o continente. Este texto explorará a vida e a carreira de Farage em sete seções, destacando sua influência e impacto na política europeia.

Início de vida e carreira

Nigel Paul Farage nasceu em 3 de abril de 1964, em Downe, um subúrbio de Londres. Filho de Guy Justus Oscar Farage, um corretor de commodities, e Barbara Stevens, Farage frequentou a Dulwich College, uma escola privada em Londres. Desde cedo, demonstrou interesse pela política e pela defesa dos valores tradicionais britânicos.

Após deixar a escola, Farage iniciou sua carreira no mercado financeiro, trabalhando como corretor de commodities na London Metal Exchange. Esse período foi crucial para desenvolver suas habilidades de comunicação e negociação, que mais tarde se tornariam marcas registradas de sua carreira política.

Anúncios

Ascensão no partido da Independência do Reino Unido (UKIP)

A verdadeira incursão de Farage na política começou em 1993, quando ele se juntou ao Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), um partido político fundado naquele ano com o objetivo principal de retirar o Reino Unido da União Europeia. Farage rapidamente se destacou dentro do partido devido à sua paixão e capacidade de atrair a atenção da mídia.

Em 1999, Farage foi eleito membro do Parlamento Europeu (MEP) pelo UKIP, representando o sudeste da Inglaterra. Ele utilizou esta plataforma para criticar vigorosamente a União Europeia e promover a ideia de que o Reino Unido deveria sair do bloco. Ao longo dos anos, Farage se tornou uma figura central no UKIP, eventualmente se tornando líder do partido em 2006.

A luta pelo Brexit

A luta de Nigel Farage para tirar o Reino Unido da União Europeia, popularmente conhecida como Brexit, é talvez seu maior legado político. Sob sua liderança, o UKIP cresceu em popularidade, especialmente entre eleitores desiludidos com os partidos tradicionais. Farage capitalizou sentimentos nacionalistas e eurocéticos, argumentando que a UE estava minando a soberania britânica e impondo regulamentos que prejudicavam a economia do Reino Unido.

A campanha pelo referendo de 2016 foi marcada por slogans chamativos, debates acalorados e uma divisão crescente na sociedade britânica. Farage foi uma das vozes mais proeminentes a favor do Brexit, utilizando sua habilidade oratória para galvanizar apoio. Quando o referendo resultou em uma vitória apertada para a saída da UE, Farage celebrou o resultado como uma “independência” do Reino Unido.

O acidente de avião em 2010

Em 6 de maio de 2010, Nigel Farage sofreu um grave acidente de avião enquanto fazia campanha para as eleições gerais daquele ano. O pequeno avião, um PZL-104 Wilga, estava arrastando um banner eleitoral quando algo deu errado e a aeronave caiu. Farage e o piloto, Justin Adams, ficaram gravemente feridos.

Anúncios

O acidente foi um momento dramático na carreira de Farage, mas também destacou sua resiliência. Apesar de seus ferimentos, que incluíram costelas quebradas e um pulmão perfurado, Farage se recuperou rapidamente e voltou à vida pública com uma determinação renovada. Ele frequentemente cita o acidente como um ponto de virada em sua vida, reforçando sua convicção na luta política.

Leia ou ouça também:  Sarah Gilbert: defensora incansável da ciência

A criação do partido Brexit

Após o referendo de 2016, o processo de saída da União Europeia se mostrou mais complexo e demorado do que muitos esperavam. Desiludido com o progresso lento e com o que ele via como a falta de compromisso do governo conservador com o Brexit, Farage decidiu fundar um novo partido político em 2019, o Partido Brexit.

O Partido Brexit teve um impacto imediato, ganhando 29 dos 73 assentos do Reino Unido nas eleições europeias de 2019. Este sucesso demonstrou que ainda havia um grande apoio popular para a visão de Farage de um Brexit completo e imediato. O partido também pressionou o governo britânico a adotar uma postura mais firme nas negociações com a UE, contribuindo para a eventual saída do Reino Unido em janeiro de 2020.

Influência na política europeia

Nigel Farage não só influenciou a política britânica, mas também teve um impacto significativo na política europeia. Sua retórica e estratégias foram adotadas por outros partidos nacionalistas e eurocéticos em toda a Europa, inspirando movimentos semelhantes na França, Itália, Alemanha e outros países.

A capacidade de Farage de comunicar de forma eficaz e mobilizar eleitores desiludidos com a política tradicional ajudou a legitimar e fortalecer esses movimentos. Sua presença no Parlamento Europeu, onde ele frequentemente desafiava líderes da UE, serviu como um lembrete constante dos crescentes sentimentos antieuropeus em muitos países membros.

Futuro no Reino Unido

O legado de Nigel Farage na política europeia é complexo e multifacetado. Ele será lembrado como uma figura polarizadora que teve um papel crucial na saída do Reino Unido da União Europeia. Seus métodos e retórica, embora controversos, mostraram-se eficazes em mobilizar eleitores e influenciar políticas.

Anúncios

Quanto ao futuro, Farage continua a ser uma voz ativa na política e nos meios de comunicação. Ele frequentemente comenta sobre questões atuais e não descarta a possibilidade de retornar à política formal. Sua carreira demonstra que, independentemente de se concordar ou não com suas posições, Nigel Farage tem sido uma força poderosa na redefinição da paisagem política europeia.


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights