Oxiteno tem o melhor resultado da sua história

A Oxiteno, líder na produção de tensoativos e especialidades químicas nas Américas, acaba de lançar o seu Relatório de Sustentabilidade 2021. A publicação traz os avanços e principais práticas em ESG e a melhor performance da história da companhia, com crescimentos em relação ao ano passado de 41% no Ebitda, 36% na receita líquida (R$ 7.103 milhões) e 3% no volume total de vendas (779 mil toneladas). Outros destaques são os lançamentos do “+ Sustentabilidade”, que traz a sustentabilidade como protagonista nas comunicações da empresa; o programa de voluntariado “Conectar”, com ações voltadas para o pilar social; e o novo “Programa de Relacionamento com Fornecedores”, que por meio de critérios visa fomentar a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva.

João Parolin, presidente da Oxiteno, destaca o desenvolvimento da companhia mesmo em um cenário global desafiador. “Em 2021, ano que exigiu de todos flexibilidade e resiliência, continuamos ressignificando o nosso negócio, mantendo a sustentabilidade e inovação no centro da estratégia. Como fruto deste trabalho, alcançamos resultados recordes e uma melhoria substancial no retorno de capital” ressalta.

Seguindo seu Plano Estratégico de Sustentabilidade 2030, que se conecta com alguns dos ODS da ONU, a Oxiteno também definiu as ações necessárias para a sua descarbonização no curto, médio e longo prazo, aderiu ao Programa Ambição Net Zero da ONU e alcançou 78 pontos no EcoVadis, se mantendo na categoria Platinum e ocupada por apenas 1% das empresas avaliadas.

Na frente de Diversidade & Inclusão (D&I), foram criados grupos de afinidade e o programa TOGETHER foi implementado nos EUA e México. A companhia também aderiu ao movimento Equidade é Prioridade da Rede Brasil do Pacto Global, que tem como objetivo aumentar a quantidade de mulheres em cargos de alta liderança. E, com a premissa de que uma empresa só caminha para o futuro com uma visão unificada da sustentabilidade e inovação, a Oxiteno também realizou mais uma edição do Innovation Day, ação que teve como tema a inovação social e a importância do intraempreendedorismo.

Como já anunciado para o mercado, 2021 também marcou o ano em que a Ultrapar Participações S.A. anunciou a assinatura do contrato para a venda de sua participação na Oxiteno para a Indorama Ventures como parte de uma readequação de seu portfólio de negócios. Já em 2022, a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), disponibilizou seu parecer recomendando a aprovação sem restrições da venda da Oxiteno para a IVL. “Este é um novo e importante capítulo da história da Oxiteno e temos certeza de que essa integração ampliará ainda mais nosso potencial de inovação com foco na sustentabilidade”, finaliza João Parolin.

Sobre a Oxiteno:

A Oxiteno é líder na produção de tensoativos e especialidades químicas nas Américas. A companhia iniciou suas operações em 1973, em São Paulo, e tem como propósito contribuir para o bem-estar das pessoas por meio da química. Investe em pesquisa e desenvolvimento para oferecer soluções inovadoras e alinhadas aos objetivos de negócio de seus clientes. A empresa está presente em oito países das Américas, Europa e Ásia e conta com 11 unidades industriais no Brasil, Estados Unidos, México e Uruguai, além de dois centros globais de P&D, três laboratórios de P&D e oito escritórios comerciais na Argentina, Bélgica, China e Colômbia. No Brasil, possui fábricas nas cidades de Suzano (SP), Tremembé (SP), Triunfo (RS) e no Polo Petroquímico de Mauá (SP) e Polo Industrial de Camaçari (BA). Desde abril de 2022, faz parte da Indorama Ventures.

*Com participação da jornalista Elisa Destro.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content