Sua Página
Fullscreen

Statkraft e NBCC participam de evento

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Na última semana, entre os dias 4 e 6 de abril, as comunidades internacionais da indústria marítima e oceânica, formuladores de políticas, reguladores e autoridades governamentais e líderes da indústria brasileira e norueguesa se reuniram em Lillestrom e Oslo, onde aproximadamente 18.000 visitantes marcaram presença para compartilhar conhecimentos sobre as mais recentes inovações do setor, abordando também temas sobre sustentabilidade, economia azul (uso inteligente e o aproveitamento total de recursos naturais do oceano, sem prejuízo aos ecossistemas), igualdade de gênero, finanças e transportes verdes, para citar alguns.

O CEO da Statkraft Brasil, Fernando de Lapuerta, participou do evento Nor-Shipping na Noruega, representando a empresa, bem como a Norwegian-Brazilian Chamber of Commerce (NBCC), como presidente.

O Brasil Nor-Shipping fez parte do evento, trazendo oportunidades de negócios considerando o cenário brasileiro para transição energética e a transformação verde para o setor marítimo e indústria naval offshore e seu marco legal e regulatório com potencial para fortalecer parcerias entre Brasil e Noruega. Durante o evento foi anunciado em primeira mão, o primeiro leilão de energia eólica offshore do Brasil, que acontecerá no final do ano.

O evento também contou com a participação de importantes autoridades na delegação brasileira, destacando Enio Cordeiro – embaixador de Brasil na Noruega, Marcelo Freire – secretário adjunto de clima e relações internacionais de Brasil, Elbia Gannoun – presidente de AEEOLICA, Rodolfo Henrique de Saboia – diretor geral da ANP, diretores (as) do IBAMA, Petrobras, Aker, Equinor, Hydro, DNV, e DNB e vários representantes da Marinha Brasileira. Da parte norueguesa diversas autoridades participaram do evento com destaque da Janicke Andreassen – State Secretary of Norwegian Ministry of Trade, Industry and Fisheries.

Fernando de Lapuerta foi palestrante em painéis sobre a importância da agenda ESG (Environmental, Social and Governance) para empresas norueguesas atuantes no Brasil, e fez parte em painel com investidores organizado pelo banco norueguês DNB, apresentando o cenário atual de investimentos da Noruega no Brasil, além dos investimentos da Statkraft no Brasil.

O executivo da Statkraft ainda participou de reunião entre os Conselhos de Administração da NBCC e da Brazilian-Norwegian Chamber of Commerce (BNCC), de modo a alinhar os interesses de ambas as câmaras e facilitar os negócios entre os dois países.

“Participar do Nor-Shipping representando a Statkraft e a NBCC foi uma honra e uma grande oportunidade de compartilhar as nossas iniciativas e plano de crescimento em geração e comercialização de energia renovável no Brasil, além de realizar networking para fortalecer as relações de negócios entre Brasil e Noruega e novos aprendizados sobre as tendências do setor para acelerar a transição energética global”, concluiu Fernando de Lapuerta, CEO da Statkraft Brasil.

Leia ou ouça também:  LinkedIn e os 50 milhões de usuários em nosso país

Sobre a Statkraft:

A Statkraft é uma empresa global, líder em energia hidrelétrica internacionalmente, e a maior geradora de energia renovável da Europa. A companhia acumula mais de 125 anos de experiência no mercado e está presente em 19 países.

Com ações pautadas pela ética e a transparência, a empresa está presente no Brasil desde 2012. Sua sede está sediada Florianópolis, em Santa Catarina (SC). Atualmente, controla 18 ativos de geração renovável no país, com cerca de 450 megawatts (MW) de potência instalada. A Statkraft está construindo o Complexo Eólico Ventos de Santa Eugênia, localizado na Bahia. A usina será a maior da companhia na América Latina. O projeto deve gerar quase 2,3 Terawatt-hora (TWh) de energia renovável por ano, o suficiente para abastecer 1,17 milhão de residências brasileiras.

A empresa é a primeira geradora a oferecer energia renovável rastreável com garantia de origem no Brasil e na Índia. O Certificado Internacional de Energia Renovável (I-REC) ajuda a empresa a certificar a origem da energia e garante que a operação é sustentável, com respeito às regras e aos procedimentos da International REC Standard. Essa é uma instituição que certifica rastreamento de atributos de eletricidade (RECs) internacionalmente reconhecidos, comercializáveis e confiáveis.

Além de gerar energia limpa por meio de fontes renováveis, a Statkraft tem uma comercializadora, localizada no Rio de Janeiro, que atende a clientes de diversos segmentos, situados em todo o Brasil.

Contribuir para um mundo mais verde, ao prover energia pura, pautada pelos valores de segurança e respeito à vida, às pessoas e ao meio ambiente, são os objetivos da companhia.

*Com participação do jornalista Rodrigo Freitas.

Última atualização da matéria foi há 5 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content