Sua Página
Fullscreen

Como negociar o financiamento do carro de forma segura

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

O endividamento dos brasileiros atingiu um patamar recorde no início de 2023, com 77,9% da população entrando no ano com dívidas, de acordo com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). As maiores dívidas são referentes aos financiamentos de veículos que, por conta da alta carga de juros, representam quase 2 vezes o valor à vista do veículo. Segundo a Anef, Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, as dívidas com mais de 90 dias correspondem a 6,2% de todos os financiamentos de 2023, um patamar já histórico. Isso significa que cerca de 160 mil contratos de financiamento estão em situação de inadimplência. E os motivos são muitos, desde a pandemia que ainda deixa resquícios até à alta recente da taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, que está em 13,75%. Com juros mais altos, o custo do crédito aumenta, tornando mais difícil para os consumidores pagarem suas dívidas e levando a um aumento na inadimplência. 

Em meio a esse cenário, a negociação de dívidas, sobretudo de financiamento de veículos tornou-se uma prática comum. Porém, esse é um processo que requer conhecimento e habilidade. Quando realizada de forma independente, pode ser um desafio para o devedor, que muitas vezes não possui familiaridade com os termos e condições envolvidos. Além disso, a pressão emocional e a falta de experiência podem levar a acordos menos favoráveis. As Assessorias especializadas surgem neste contexto para descomplicar o processo de negociação, lidando diretamente com os credores, oferecendo orientação, suporte e estrutura para pleitear melhores acordos.

Isso se deve, principalmente, ao fato das negociações assistidas envolverem profissionais experientes na área, que possuem amplo conhecimento de estratégias e táticas de negociação e entendimento do funcionamento do mercado. Além disso, o uso de ferramentas de análise de dados também contribui para a obtenção de resultados mais favoráveis. Esses profissionais são capazes de avaliar e explorar de maneira efetiva as variáveis e nuances do mercado, maximizando os descontos obtidos e trazendo maior alívio financeiro para os devedores.

Leia ou ouça também:  Fáciltech planeja crescimento de 26% em 2023

Marcello Antunes, Diretor-Geral da Sete Capital Assessoria, uma das principais empresas do segmento, destaca o papel da assessoria durante a negociação de dívidas. “Nosso objetivo é garantir que nossos clientes obtenham os melhores descontos possíveis em suas dívidas. Para isso, utilizamos as mais modernas tecnologias e ferramentas de análise de dados, que nos permitem avaliar e explorar de maneira efetiva as variáveis e nuances do mercado”, afirma Antunes.

Marcello Antunes, ressalta também a importância da estrutura na prestação de serviços. “Nossa ampla presença nacional nos permite atender a uma grande quantidade de pessoas, independentemente de onde estejam localizadas”, afirma Antunes.

É importante ressaltar que a negociação assistida se difere de uma ação revisional, um processo jurídico que busca revisar termos do contrato de financiamento com o objetivo de pagar juros ou parcelas menores. No caso da negociação assistida, todas as negociações são feitas de forma amigável e sem ações judiciais, buscando uma solução vantajosa para ambos os lados. 

Para mais informações, o interessado pode encontrar mais informações em @setecapitaloficial no Instagram e pelo website www.setecapital.com.br 

Última atualização da matéria foi há 10 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights