Sua Página
Fullscreen

Greenpass faz parceria com gigante Mastercard

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

A Greenpass, empresa de soluções “white label” de mobilidade que foi pioneira no lançamento da tag de pedágio em parceria com bancos, uniu-se à Mastercard, empresa global de tecnologia do setor de pagamentos, para lançar a primeira carteira digital “white label” do país com foco em caminhoneiros. Batizada de Greenpass Flow, a carteira entra em operação em dezembro e é destinada a empresas que fazem pagamentos de fretes e embarcadores.

Para o caminhoneiro, a Flow oferece tudo em um só lugar: pagamento de frete e vale-pedágio, cartão Mastercard, serviços financeiros como PIX e pagamento de boletos, recarga de celular, tag de pedágio, crédito para antecipação de recebíveis e serviços de mobilidade, como abastecimento, assistência ao veículo e financiamento de multas. “É uma solução que empodera o caminhoneiro, com serviços que simplificam o dia a dia e que dão a ele muito mais flexibilidade e liberdade para gerir seus recursos”, diz João Cumerlato, CEO e um dos fundadores da Greenpass.

Com a Flow, o transportador autônomo pode escolher onde quer abastecer seu caminhão ou fazer a manutenção do veículo. Ele também recebe a tag de pagamento automático de pedágio, que reduz o tempo das viagens e gera economia de combustível – em um trajeto Rio – São Paulo, estudos indicam que a economia mensal é de 36 litros de diesel (15 viagens ida e volta) com a passagem automática. O caminhoneiro pode ainda usar a Flow e o cartão pré-pago Mastercard para pagar suas despesas pessoais.

Para as Instituições de Pagamento Eletrônico de Frete (IPEF), a Greenpass Flow também traz vantagens importantes em relação às soluções hoje disponíveis no mercado. O crédito do valor do frete e do vale-pedágio pode ser feito via API, sem necessidade de cartão físico – os valores ficam em subcontas separadas e o crédito do pedágio só pode ser utilizado para essa finalidade. A solução, customizável, está integrada a uma tag de pedágio com cobertura em todo o país e a um cartão Mastercard com pagamento por aproximação. A marca da IPEF pode ser aplicada no cartão e na tag e o aplicativo é personalizado com a identidade visual da IPEF.

Com a Flow, as IPEFs podem ter receitas adicionais sem que isso represente custo extra para o caminhoneiro. O modelo de negócio criado pela Greenpass prevê que a IPEF receba de volta parte da receita de intercâmbio (interchange) gerada pelo uso do cartão. Há também uma divisão das receitas obtidas a partir do consumo, por meio da plataforma, de produtos e serviços como financiamento de multas, abastecimento, recarga de celular ou pagamento de boletos.

Leia ou ouça também:  Uso do biodiesel gera economia e benefícios ao país

O mercado de frete movimenta hoje cerca de R$ 200 bilhões por ano, sendo R$ 30 bilhões por meio das IPEFs. “Esse segmento sempre foi importante para nós”, diz Fernanda Caraballo, diretora de desenvolvimento de negócios da Mastercard. “Como empresa de tecnologia, a Mastercard está constantemente desenvolvendo inovações para seus diferentes perfis de consumidores. A parceria com a Greenpass viabilizou a criação de uma solução diferente de tudo o que existe hoje no mercado, capaz de atender a todas as necessidades do caminhoneiro, das IPEFs, embarcadores e transportadoras, de forma revolucionária”, finaliza a executiva.

Sobre a Greenpass:

A Greenpass é uma startup de tecnologia que lançou o Taggy, a primeira solução white label para pagamento automático de pedágio e estacionamentos.

*Com participação da jornalista Raquel Balarin.

Última atualização da matéria foi há 5 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content