Sua Página
Fullscreen

Gustavo Blasco comenta sobre PMEs na pandemia

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Os últimos dois anos foram desafiadores para pequenos e médios empresários. A dificuldade para manter as portas abertas foi muito além da queda na demanda por produtos e serviços. Para manter o sonho do próprio negócio, muitos empreendedores foram buscar crédito em instituições financeiras. Porém, a burocracia e a lentidão nos processos atrapalharam e limitaram os planos de muitos deles. Devido à pandemia, o Brasil registrou a perda de quase 600 mil empresas no intervalo de dois anos, segundo dados da Pnad/IBGE. Muitas delas percorreram um caminho diferente e, através da antecipação de recebíveis, impulsionaram seus negócios. Foi neste cenário que o Adiante – fintech especializada na antecipação de recebíveis de PMEs –, disponibilizou para os clientes cadastrados mais de R$ 32 milhões entre set./21 e os primeiros dias de jan./22. Os resultados da fintech são excepcionais, com um crescimento de 88% nos últimos dois meses de 2021 – período mais importante do comércio mundial, por conta das festas de final de ano. Somados, novembro e dezembro alcançaram um total de R$ 20 milhões. Em 12 meses, a empresa comprou recebíveis que somados chegam a R$ 48 milhões. Ao todo, são mais de 90 mil empresas cadastradas na plataforma e mais de 20 mil usuários comprando os recebíveis dessas empresas pela plataforma PeerBR, que, assim como o Adiante, fazem parte do Grupo GCB, do fundador e CEO, Gustavo de Carvalho Blasco.

Gustavo, como se encontra atualmente a “luta” entre bancos e PMEs?

Sabemos que o atendimento dos bancos a essas empresas costuma ser péssimo, não há uma luta entre bancos e PMEs, há uma luta entre bancos e fintechs pelas PMEs.

Como essas empresas podem vencer essa batalha?

No contexto da minha resposta, as fintechs vencerão, com certeza. E entre as fintechs, o Adiante.

O que é fundamental para esses pequenos e médios empresários na hora de conseguir crédito?

Precisam saber onde “bater” para não perder tempo. Empresas novas, com menos de dois ou três anos de existência, devem procurar por fintechs, pois, os bancos terão muito pouco apetite pra financiá-las. Para modalidades de crédito de curto prazo, como antecipação de recebíveis e capital de giro, também devem procurar as fintechs. Pois, elas possuem processos e análises de crédito muito mais rápidas, com menos burocracia e muito mais azeitada pra esse público. No caso da Adiante, por exemplo, do cadastro ao dinheiro na conta não leva mais de 1 minuto, para empresas que aprovamos limite, por óbvio.

Já para créditos estruturados, com a cessão de garantias, ainda faz sentido buscar os bancos tradicionais, que têm um bolso maior e expertise nesse tipo de operação. Porém, para isso, além da garantia a empresa precisa estar com finanças, e histórico de pagamento bastante saudável, visto que o apetite ao risco, pra esse público, dos bancos ainda é baixo.

Quais são as alternativas mais viáveis na atual conjuntura?

Depende da necessidade da empresa, se é capital de giro ou investimento de longo prazo. Porém, como infelizmente ainda não temos um mercado de capitais disposto e preparado, pra financiar essas PMEs, a verdade é que para elas, na prática, a única alternativa viável é o capital de giro, onde com certeza destacamos a antecipação de seus recebíveis como o jeito mais fácil da PME obter um crédito barato!

Quando surge o Adiante como opção nesse cenário?

Surge justamente na hora das PMEs anteciparem um recebível lastreado na venda de um produto, visto que não antecipamos notas fiscais de serviços. Essa modalidade costuma ser a preferida das PMEs, pois, ela consegue atender o seu cliente vendendo a prazo, mas obtém o recurso à vista, ao antecipar a Nota Fiscal na nossa plataforma. Como a operação possui como lastro uma venda a ser paga por um terceiro (sacado), conseguimos oferecer juros super barato, perto de 1% em muitos casos. Para PMEs vale muito a pena, porque a taxa interna de retorno ao investir esse capital nas suas operações é muito maior que 1%, além do ganho de eficiência ao terceirizar o processo de cobrança.

Quais aspectos que diferenciam o Adiante nesse mercado?

Primeiro a velocidade, o cadastro demora cerca de 10 segundos. E a operação, desde o upload das notas fiscais na plataforma, até o recebimento dos recursos via Pix, demora apenas mais alguns segundos.

Segundo, somos a plataforma menos burocrática, visto que não pedimos nenhum documento cadastral. Apenas com e-mail, telefone e CNPJ da empresa nosso modelo de Inteligência Artificial já consegue indicar o limite de crédito da empresa, com incrível precisão.

Terceiro, somos a melhor plataforma para empresas novatas, com pouco tempo de vida, pois, o nosso modelo de crédito consegue inferir a capacidade de pagamento de uma empresa pelo seu perfil, mesmo que ela ainda não tenha um grande histórico de relacionamento com o mercado. Esse tipo de empresa tem zero acesso a financiamento em um banco ou instituição tradicional, e até mesmo em fintechs concorrentes. Então, o Adiante é um parceiro sem igual para uma empresa recém inaugurada.

Quarto, visto a acurácia dos nossos modelos de crédito, nossas taxas são as mais baratas do mercado! E sabemos que nenhuma empresa aguenta pagar juros altos por muito tempo, aqui nós não criamos esse problema para essas PMEs. No Adiante o crédito vale a pena até pra empresa com situação de caixa confortável, pois, o custo do crédito aqui é menor do que o retorno do capital da empresa.

Quinto, destaco que no Adiante temos operação 24/7! Aqui a empresa pode pegar crédito de madrugada, sábado, domingo e mesmo assim o dinheiro cai na conta dela em segundos! Isso acontece porque somos, provavelmente, a única fintech do Brasil que realmente funciona com inteligência artificial de ponta a ponta, sem intervenção humana em nenhum momento. No Adiante, operação 3h da manhã de sábado é igual à operação às 10h de segunda.

Por fim e para não me alongar demais, boto como nosso sexto diferencial, entre os seis principais, o fato de que também damos crédito sem garantia, o chamado crédito clean, para nossos melhores usuários. Ou seja, depois de um tempo na plataforma, a PME com bom histórico pode, além de descontar seus recebíveis, obter um crédito instantâneo sem a necessidade de vender suas notas fiscais, isso dá uma capacidade muito maior para a empresa alavancar seus negócios. Creio que também sejamos a única fintech que ofereça para a PME as duas modalidades de crédito ao mesmo tempo: antecipação de recebíveis e crédito clean!

Quantas empresas estão cadastradas na plataforma da startup?

Temos atualmente 70mil PMEs cadastradas.

E quantos usuários já venderam recebíveis das empresas cadastradas?

10mil.

Esse seria o caminho mais seguro para esses negócios em sua visão?

Não existe caminho seguro nos negócios. É tomar risco e resolver problemas todo dia.

A taxa praticada pela startup gira em torno de 1% a 3% ao mês. Qual a importância de ter uma taxa de juros com esse valor para manter o negócio saudável?

Para quem toma o crédito, é fundamental que o custo de sua dívida seja inferior ao retorno do seu capital, senão uma hora a conta não fecha e a empresa quebra. Sendo assim, as taxas baixas do Adiante são de suma importância para nossos usuários. Para o Adiante, a perenidade desse nível de taxa é o que nos permitirá, primeiro evitar uma seleção adversa dos nossos tomadores de crédito e, segundo obter a maior fatia do mercado de antecipação de recebíveis pra PME ao longo dos próximos 3 anos.

Quais os próximos passos da fintech?

Vamos botar vários produtos adicionais este ano para fidelizarmos mais nossos clientes, entre eles destaco: Emissor de NF, Emissor de Boleto (para as notas não descontadas conosco), Conta Corrente e Antecipação de Recebíveis de Cartão de Crédito. Além disso, vamos expandir o crédito clean para todos nossos usuários!

Última atualização da matéria foi há 2 anos


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights