Sua Página
Fullscreen

Ótris está apostando em franquias para 2022

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Criada em 2010, a Ótris Soluções Financeiras é uma rede de franquias especializada na recuperação de crédito para empresas de todos os portes. Com mais de 40 unidades atualmente, a empresa aposta nas franquias e na tecnologia para manter o crescimento. Em 2021, o negócio alcançou um faturamento de R$ 7,6 milhões. Para 2022, a estratégia é manter o foco no franchising com novos parceiros nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. De acordo com Caio Katayama, fundador e diretor da Ótris, os investimentos em tecnologia já têm rendido bons resultados e ajudado no atendimento aos clientes. “Nascemos com esse DNA e não mudaremos tão cedo. Hoje o mercado pede soluções inovadoras e quem souber entregar, sem dúvidas, sai na frente”, comenta. Na prática, a Ótris é uma empresa que se especializou na recuperação de crédito para PMEs. Com o passar do tempo e aumento de market share, o negócio passou a atender clientes de maior porte. Ao todo, já são mais de R$ 100 milhões recuperados e mais de 500 credores atendidos e realizados ao longo dos mais de 11 anos de história. Hoje, a Ótris oferece cinco modelos de franquias para investidores: a Franquia Padrão R$ 150 mil, Microfranquia, com investimento de R$ 70 mil, Comercial, R$12 mil e a Negociador, de R$10 mil. Este ano de 2022, foi lançado o modelo Smart com investimento R$ 40 mil. Há também o aplicativo, conhecido como o “Uber das negociações”.

Caio, como surgiu a Ótris?

A Ótris surgiu em 2010, quando eu atuava como executivo. Era diretor da faculdade de administração credenciada pela Fundação Getúlio Vargas em Campinas. Ao identificar um alto índice de inadimplência crescente na área educacional, eu decidi empreender montando uma plataforma dedicada ao tratamento de recuperação de crédito de inadimplência educacional. Rapidamente ao inaugurar a minha unidade, me deparei com uma carência muito maior que além da econômica/educacional, também existia em planos de saúde, dívidas condominiais e também de comércio, indústria e serviços. Essas empresas precisavam deste tipo de solução (recuperação de crédito), mas isso só existia para bancos e grandes companhias.

Foi daí que surgiu a Ótris Soluções Financeiras, direcionada para este segmento. Hoje atendemos todos os perfis de clientes. Fez muito sentido montar o meu primeiro escritório voltado à área educacional. Rapidamente me especializei em planos de saúde e também nos demais segmentos. Por ter sido também sempre um executivo da área financeira e jurídica de empresas de segmentos múltiplos como a área de petróleo e bebidas – pela Ambev. Também atuei com negócios de alimentação. Então todas essas experiências me deram a bagagem suficiente para montar o meu escritório de consultoria e assessoria financeira. A Ótris nasce primeiro de uma demanda crescente de inadimplência na área educacional.

Em 2010, o nosso governo estava liberando muita concessão para empreendedores da área de educação e, ao mesmo tempo, liberando crédito para estudantes. Em paralelo ao crescimento da educação, a inadimplência acompanhava esses índices de forma até preocupante para quem empreendia no segmento.

Quais os maiores diferencias da empresa em seu mercado de atuação?

Hoje 95% das empresas de recuperação de crédito estão voltadas ao segmento bancário. Ou seja, bancos, financiadoras, empresas de fomento, operadoras de cartão de crédito. Então, essas empresas de cobrança hoje dedicam-se a um mercado elitizado e para a área financeira. Nosso diferencial é trabalhar para um segmento que precisa muito deste tipo de solução hoje em dia, que é o pequeno e médio empreendedor. Comércios, indústrias e serviços, fazem a economia girar e sofrem com a carência de um serviço qualificado e direcionado.

Então, essa é uma grande diferenciação da Ótris mediante os demais concorrentes na área de cobranças, que não são muitos nesse segmento. Isso faz com que o nosso serviço, além de especializado, também possa expandir para outros nichos além do educacional, como saúde, condomínios. Devido a esta atuação de mercado acabamos nos especializando. Também atuamos com franquias, que também são outras fomentadoras através da sua expansão – a Ótris oferece modalidades com investimento que parte de R$5 mil.

Nossa rede atende desde franquias educacionais até franquias odontológicas e de vestuário, não importando muito o segmento. Dentro desta linha, dessa cadeia, a gente também criou alternativas para esse meio empresarial, não só junto aos consumidores, como também entre franqueados e franqueadores, que foi uma especialização única no mercado. É óbvio que quando se presta consultoria de determinados segmentos, você precisa estudar as peculiaridades para que seja possível criar uma estratégia de cobrança eficiente e a partir disso treinar equipes para tratar aquele tipo de dívida.

Essa qualificação que desenvolvemos durante muito tempo hoje já está próxima de chegar há doze anos de experiência. Ela é quem nos dá todo esse diferencial para o mercado. É óbvio que a cobrança é algo muito genérico. E como a maioria das empresas que se denominam de cobrança estão voltadas para banco, a Ótris também tem uma posição de democratizar o acesso a este tipo de serviço.

Por que os pilares da empresa são fundamentais para superar os obstáculos do seu seto?

No mundo em que vivemos nada que é generalizado traz um resultado eficiente, com qualidade de serviço e resultados financeiros. É muito importante que a empresa tenha um posicionamento de mercado, atue com especialização naquilo que se dispõe. Só com essa especialização ela já consegue atravessar décadas e se aperfeiçoar naquilo que faz. Quem presta serviço nesse mundo tecnológico que vivemos precisa ter uma visão à frente para desenvolver ferramentas que facilitem não só a administração, mas também a necessidade dos consumidores, que no nosso caso são os inadimplentes.

Muitas empresas não se veem assim. Por isso ainda mantêm plataformas cheias de pessoas, cumprindo horas de trabalho. A Ótris enxerga diferente e, por isso, inovou sendo uma empresa de recuperação de crédito com cinco anos de franchising. Isso quer dizer que já temos experiência como franqueadores nesse segmento e não vemos mais a necessidade de a mão de obra qualificada dos nossos operadores de cobrança ser no formato horista.

Essa estratégia é o que mantém e permite atravessar situações de crise. Da mesma forma que conseguimos conquistar clientes e gerar fidelidade junto a eles, nós também conseguimos de uma maneira mais rentável e justa de compartilhar a lucratividade com outros pequenos empreendedores, no caso nossos franqueados. Esse tipo de posicionamento estratégico segmental faz a gente se multiplicar. A Ótris faz uma expansão pulverizada. Estamos estamos na contramão das empresas de call center tradicionais. Hoje praticamente toda nossa equipe está em home office ou em outras unidades, cidades, estados.

Esse posicionamento estratégico permite com que a gente consiga prestar um serviço de qualidade para pequenas e médias empresas que estão em estados e regiões diferentes e que lutam para receber aquilo que vende. Enxergamos que a economia brasileira não está pautada no sistema bancário e sim na produtividade de micro e pequenas empresas. Esse posicionamento faz com que a Ótris consiga sempre estar firme no segmento, mesmo em tempos de crise e mesmo em tempos de pandemia.

A pandemia afetou a ramo em que a empresa está inserida em algum sentido?

Quem trabalha com cobrança ou com recuperação de crédito obteve vantagem em período de pandemia. Em primeiro lugar todos ficamos em isolamento social, ou seja, em casa. Isso fez com que a nossa cobrança e os resultados começassem a ter maior retorno, porque as pessoas estavam em casa. Isso significa que aumentamos o índice de conversação na plataforma, o que gerou mais acordos.

Por outro lado, também fez com que nossos funcionários, os nossos franqueados pudessem tratar de forma mais eficiente a atividade da cobrança feita em home office. A Ótris foi inovadora nesse segmento, quando lançamos o modelo nanofranquia em 2018. Hoje esse modelo é conhecido por Home Based. Atualmente o Home Based é um modelo de franquia que crescia em expansão, mas de forma modesta. A pandemia fez com que a procura por esse modelo de franquia em home office se tornasse bem mais eficiente.

Por conta disso que a Ótris se beneficiou. Mas essa vantagem não foi feita ao acaso. Ela coincidiu com um planejamento estratégico e visionário da nossa parte. Nos prepararmos para trazer os nossos serviços para a tecnologia, proporcionando de um lado o credor a utilização dos nossos serviços através de web e, ao mesmo tempo, a nossa equipe de franqueados operarem em home office. Naqueles períodos onde fomos impedidos de funcionar na empresa, os nossos funcionários também começaram a fazer os tratamentos da cobrança em home office.

Tudo isso culminou num resultado eficiente para a Ótris Soluções Financeiras, e não necessariamente para o segmento. Muitas empresas que não estavam preparadas para cobrança através de home office mandaram de forma abrupta e imediata a seus funcionários para casa. Muitos acabaram não desempenhando bem a função porque não estavam preparados e outros começaram a prestar um desserviço à sociedade porque perdeu-se muito a mão de obra que só sabiam trabalhar aos olhos do empregador.

Isso também fez com que a Ótris crescesse ao mesmo tempo, em que essas concorrências começavam a diminuir postos de trabalho. A diferença entre a Ótris criar uma tecnologia para atender os seus clientes e facilitar o serviço das pessoas, muitas dessas empresas que estão voltadas a prestar seus serviços a bancos criaram ferramentas tecnológicas para substituir o ser humano. Esse também é um grande diferencial da Ótris que aproveitou esse período de pandemia para qualificar pessoas e estender a acessibilidade dos seus serviços através de web para pequenas e médias empresas.

Por que uma rede de franquias é fundamental para operar um negócio como o seu?

Estamos num país onde não foi feita ainda a reforma trabalhista. Isso faz com que os empregadores desses segmentos possuam um alto custo para abertura de novas vagas de operadores. Isso faz com que este segmento fique extremamente caro para quem empreende com algum sistema de cobrança por telefone. Foi esse grande problema que fez muitas empresas no período de pandemia quebrarem. A Ótris, de forma expansionista, dividindo negócios de forma lucrativa, conseguiu ampliar o seu tratamento através de outros pequenos empreendedores que já atuavam nesse segmento, que ficaram desempregados e foram reaproveitados na nossa rede através dos modelos de Home Based.

Já outros, que possuem experiência bancária, passaram a ser franqueados em unidades padrão e micro da rede. Isso fez com que a gente tivesse uma forma bem mais abrangente de expansão, ou seja, conseguimos entrar em cidades e estados onde uma filial não entraria, trazendo pessoas experientes daquela região para empreender junto conosco. Em contrapartida, essa velocidade trouxe um resultado financeiro muito importante na ponta, que são os credores. Eles passaram a obter esse resultado financeiro e começamos a criar empreendedorismo para essas regiões onde não existia outro modelo de negócio, e conseguimos também contribuir com a educação financeira dos consumidores na ponta.

Ela se torna um negócio fundamental para pequenas e médias empresas, como também altamente lucrativo para quem quer entrar no segmento financeiro. O segmento financeiro de empreendedorismo anda em queda, haja visto que muitas empresas que operavam com crédito consignado ou outras formas de empréstimo, como esses correspondentes bancários, hoje diante a lei geral de proteção de dados e a lei do superendividamento, passaram a ter extrema dificuldade de ganhar dinheiro.

Muitas dessas empresas compravam o banco de dados e ofereciam dinheiro por telefone. Outra situação que impede é o alto índice de consumidores com nome sujo. Isso fez com que também impedisse muitos créditos. A lei do superendividamento bate de frente com essas empresas impedindo de rolar a dívida e impõe a essas empresas a quitação dessas dívidas, desonerando aí o trabalhador e o consumidor do endividamento. A Ótris acerta quando está na contramão das megas operadoras de call center, quando não compra banco de dados e nem carteiras e expande os seus serviços através de franqueados que estão em cidades e estados onde uma grande empresa nunca penetraria. A Ótris cria um modo lucrativo que faz com que o franqueado obtenha receita, lucro e também consiga gerar empregabilidade na região onde está.

Leia ou ouça também:  Estresse Financeiro afeta 93,8% dos brasileiros

Como a inovação e a tecnologia moldam a Ótris?

A tecnologia faz parte da Ótris há muito tempo. Nós sempre lançamos modelos de negócios e de tecnologia diferente daquilo que existe no mercado. Mesmo como empresa de recuperação de crédito, a Ótris apostou no seu próprio CRM. Essa é uma das coisas que fazem com que a Ótris se torne eficiente no mercado. Nós não dependemos de uma tecnologia oferecida a concorrentes ou a bancos para poder operar a nossa plataforma.

Desde 2010 a Ótris investiu em um sistema próprio, que proporciona moldagem, das operações de comércio, indústria e serviço, porque são segmentos que reagem de acordo com as suas vendas e o modelo de produtos e serviços de forma diferente com o banco. Não se poderia tratar um cliente de um desses segmentos dentro de uma plataforma CRM voltada para banco, que trabalha com taxa de juros. Isso foi necessário lá no começo da carreira, onde partir desse sistema voltado a pequenas e médias empresas do comércio, indústria e serviços, fez com que a Ótris se tornasse viável para ser uma franqueadora.

Diante ao modelo de expansão de unidades, a Ótris Franquias trouxe mais tecnologia para o franqueado e permitiu com que ele tivesse um ambiente exclusivo dele através do CRM como também ferramentas como aplicativos Ótris Negociador e também aplicativos aos credores que são os clientes das unidades que é o Ótris APP Credor. A Ótris permite ainda que através do seu portal, os seus devedores possam consultar pelo CPF se ele está sendo tratado por uma das unidades da Ótris. Ele pode fazer inclusive acordos dentro da plataforma, sozinho, sem precisar de operadores, funcionários ou franqueados para ajudá-lo.

Essa tecnologia está sempre presente no modelo de trabalho da Ótris. Nossa tecnologia não está direcionada para tomar empregos de funcionários de cobrança e sim para dar qualidade, segurança e velocidade a quem trabalha numa esteira de cobrança e principalmente permitir remuneração, ganho, lucratividade aos franqueados. A tecnologia ela vem para fortalecer a mão de obra e não para substituí-la como muitas empresas do segmento financeiro têm feito.

A recuperação de crédito pela PMEs passa por quais caminhos?

Primeiramente nós temos que entender que o pequeno e médio empreendedor, nada mais é do que o emergente na nossa sociedade. Num país onde o índice de desemprego é alto, é óbvio que pessoas de meia-idade ou com alguma experiência, ou recurso financeiro tente empreender. Aí entra o grande desafio: é muito raro muitas pessoas que desejam empreender buscarem órgãos orientadores como o SEBRAE, por exemplo. Infelizmente, muitos acabam identificando um bom negócio e abrem um CNPJ para tentar empreender.

Num país onde existe uma cultura de pagamento com atraso faz com que qualquer tipo de empresa, do pequeno e médio empreendedor, passe por problemas de não recebimento daquilo que vende ou até mesmo um calote. Dentro dessas situações é importante salientar que não é apenas você captar uma carteira de cobrança e sair cobrando todo mundo. É preciso fazer consultoria financeira.

A atividade da nossa rede de franquia, na consultoria, é identificar a forma em que nosso cliente está vendendo. Muitas vezes se vende de forma errada, uma forma sem controle e um alto risco na forma de venda. Muitas vezes o empresário, iludido com falsos consumidores ou com consumidores irresponsáveis, coloca o estoque ou o serviço em jogo e acaba não recebendo aquilo que faturou. Isso traz a ele grandes déficits no fluxo de caixa fazendo com que essa empresa, ao invés de ter lucratividade, tenha déficit e prejuízo.

O papel dos nossos franqueados na captação é orientar os seus clientes e pedir para que eles consigam corrigir as suas operações. A partir disso, e de forma conjunta, nós prestamos através das nossas unidades um serviço de assessoria, ou seja, a gente vai ajudar fisicamente a trazer o dinheiro não recebido ou o dinheiro inadimplido de volta.

Só para você ver a diferença, por que que muitas empresas vão procurar prestar serviços terceirizados para banco? Porque é muito fácil. Você não precisa convencer o banqueiro, ou uma instituição financeira de que ele precisa de cobrança. O banco simplesmente oferta o mercado, empresas que querem se submeter a uma terceirização. E assim é feito. O terceirizado apenas precisa desempenhar aquilo que ele se predispõe.

A Ótris verifica, assim como um médico, os problemas da empresa. O caminho perfeito começa na análise de crédito, na orientação ao credor de como vender melhor ou com maior segurança. Em contrapartida a nossa assessoria, em conjunto, blinda as novas vendas, ao mesmo tempo que traz de volta aquilo que foi perdido, aquilo que foi vendido, mas não foi recebido.

Quando a empresa vislumbrou que poderia atender empresas de maior porte?

Nós já estamos bem definidos na condição de pequenas e médias empresas. As empresas de maior porte são bem-vindas. Mas muitas vezes uma unidade franqueada nossa não é suficiente para tratar o tamanho de uma carteira de inadimplentes de um médio ou grande cliente. Quando um franqueado traz um cliente desse nível é necessário que a gente analise a capacidade operacional dessa unidade. Prometer um resultado financeiro é fácil, mas cumpri-lo é difícil. A Ótris consegue vislumbrar atender médias empresas desde que primeiro aquela unidade franqueada tenha a capacidade de expansão. Quando ela não tem essa capacidade de expansão, outras unidades consigam compartilhar as mesmas carteiras, a fim de atender esse mesmo cliente médio.

Mais de 100 milhões de reais já foram recuperados pela Ótris. Por que essa operação teve tanta assertividade em sua visão?

Quando 95% das empresas estão voltadas a bancos, nós temos 95% de ociosidade em assessoria de recuperação para o comércio, indústria e serviços. Isso faz com que a nossa rede trabalhe nadando de braçada, porque no segmento onde a gente atua sobra mercado, sobra empresa, sobra carência de assessoria e financeira. Infelizmente, a maioria das pessoas que querem atuar no mercado financeiro querem ganhar dinheiro fácil. O que é isso? Uma intermediação de um empréstimo é uma jogada entre minutos onde você pode ter um valor extremo comissionado em cima de juros. É fácil ganhar dinheiro assim.

Quando você realmente é uma empresa de consultoria e assessoria requer um relacionamento mais sério com o seu cliente. Primeiro, orientações para que o cliente corrija a operação e comece a ter mais eficiência na venda. Muitas vezes, apesar de ter funcionários com experiência na área de cobrança, é muito difícil uma empresa pequena manter um advogado à disposição para auxiliar esse departamento. O cliente se beneficia quando ele tem a assessoria da Ótris Soluções Financeiras, pois, ele não precisa ter todo esse investimento.

Nosso pequeno empreendedor pode diminuir ao mínimo a equipe interna, administrativa e invista na prestação de serviço, que seria a qualidade. Não basta apenas tratar a carteira de inadimplência e receber dinheiro. É preciso também criar no nosso cliente um hábito de administração do seu negócio. Nossos clientes possuem orientação correta e a gente, em parceria, acaba desempenhando um retorno financeiro para ele muito maior do que aquilo que ele imaginava.

Vamos voltar para as franquias. Quais os principais modelos oferecidos pela Ótris atualmente?

É óbvio que a franquia Ótris hoje, de acordo com esses cinco anos de experiência, mantém os modelos que são rentáveis para o franqueado e também que atende os nossos clientes finais, que são os credores. Entre elas, nós temos vigente o modelo microfranquia que são as unidades que possuem as atividades não só de consultoria e captação de clientes como também a assessoria de cobrança que é feita através da de uma equipe especializada.

Temos um modelo smart criado em 2022. É uma franquia com menor investimento comparado a uma microfranquia, mas que traz também a atividade que uma microfranquia tem, apenas com uma estrutura menor, permitindo com que o nosso franqueado, que tem menor capacidade de investimento, consiga também ter uma franquia. Por fim, nós temos o modelo que é oferecido, que é o Home Based. Ele é o nosso campeão de licenças. Mesmo em época de pandemia é a que mais é procurada por duas situações. Primeiro a própria pandemia em si, porque você consegue prestar e trabalhar à distância dos devedores ao mesmo tempo proporcionar lucratividade.

A outra situação que também atrai bastante os franqueados do modelo Home Based é a questão de facilidade. Ele pode escolher um modelo comercial e oferecer os produtos da Ótris por telefone. Ele pode também fazer a recuperação de crédito para aqueles que têm perfil de cobrador e trabalhar na atividade de recuperação de crédito. E isso permite que os que não tem essa versatilidade comercial não se preocupem.

No Home Based você escolhe ser vendedor ou você escolhe ser negociador, que é o quechamamos no lugar de cobrador. E por último tem a ferramenta do aplicativo na qual muitos franqueados que que não têm recursos financeiros ou não querem trabalhar atrás de uma mesa, podem trabalhar também por aplicativo através do seu celular. Esse modelo está restrito apenas ao negociador. Ele só vai poder trabalhar na recuperação de crédito e não vender como acontece com o Home Based, com Smart e com a Micro. São modelos vigentes que vão de R$5 mil até valores maiores. É óbvio que temos também na rede unidades padrões, que são unidades maiores do que a micro, mas por enquanto elas ficaram suspensas – a depender do tamanho do investidor elas podem ser abertas.

O que a rede de franquias vislumbra para 2022?

Em 2022, o nosso objetivo é o lançamento de no mínimo dez unidades franqueadas do modelo Smart e a ampliação dos modelos de franquia Micro. Nós vimos uma grande carência pós-pandemia de empresas que fecharam suas portas e não conseguem receber dos seus inadimplentes, mesmo que falidas. Também aquelas que conseguem empreender, estão altamente endividadas com o banco ou descapitalizadas e precisam muito do atendimento local. As nossas unidades Micro e Smart possuem esse DNA de serem abertas e atender a esse público credor que é o nosso cliente. Nosso objetivo é expandir nesses modelos em 2022 e proporcionar o maior número de pequenas e médias empresas beneficiárias dos nossos serviços.

Ainda para este ano nós estamos regulando bastante qualidade para os modelos de Home Based, ou seja, a partir desse momento a Ótris está buscando pessoas mais experientes para o ramo e mais objetiva. Aqueles que não possuem experiência, não se preocupem, nesses modelos elas serão qualificadas. Aquelas pessoas que apenas objetivam a franquia como uma forma de renda passam em segundo lugar agora para 2022. Nosso objetivo é buscar empreendedores que queiram ganhar junto conosco e ser empreendedores, crescer na rede. Estamos investindo todos os nossos recursos para o crescimento dos nossos franqueados. Estamos avaliando, analisando melhor o perfil dos nossos candidatos, mas o objetivo é expandir de forma mais rápida, com qualidade a partir de 2022.

Última atualização da matéria foi há 2 anos


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights