Sua Página
Fullscreen

Velvet anuncia benefício corporativo para startups

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

A Velvet, fintech focada em investimentos de startups em growth-stage, lança ao mercado o pioneiro Velvet 360º Program, benefício corporativo que visa dar liquidez para colaboradores e shareholders de startups em growth stage. Para o programa, a Velvet já selecionou e fechou acordos de ofertas secundárias recorrentes com quatro startups consagradas: Neon (Brasil), Lummo (Indonesia), Open (Índia) e Credijusto (México).

Focado em startups em estágio avançado na América Latina, India, e Sudeste Asiático, o Velvet 360º Program garante liquidez para os colaboradores que possuem stock options ou participação acionária dessas empresas. Na prática, a Velvet oferece a oportunidade dos funcionários transformarem suas opções ou ações em recursos financeiros, através de ofertas semestrais. Todo processo é realizado em conjunto com os fundadores e diretores de cada empresa para determinação das regras de elegibilidade, porcentagem de venda, e precificação das ações dos colaboradores que podem participar. A expectativa é movimentar nessas transações US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) ao longo dos próximos 12 meses.

Para Carlos Naupari, co-fundador da Velvet, a solução vem para ajudar a resolver um grande problema para os founding teams de startups em estágio avançado. “O 360º program tem como grande vantagem para as empresas a atração e retenção de talento por meio da verdadeira tangibilização dos stock options. O benefício agrega valor à empresa e faz com que ela saia na frente na hora de reter e atrair talentos”, destaca.

Edouard de Montmort, também co-fundador, ressalta que a Velvet ainda promete agregar em 2022 produtos de empréstimos com vested options em garantia e financiamento de strike price acquisition para facilitar o processo de exercício de opções. “Vemos que uma grande parte dos options holders não tem a liquidez para exercer a compra das opções e muitas vezes acabam as abandonando quando saem das empresas. Existem hoje dezenas de milhões de dólares que voltam para a tesouraria das startups pelo não exercício das opções pelos seus holders – isso é um verdadeiro pain point do ecossistema que vamos resolver.”

No futuro, com uma oferta cada vez mais crescente de startups e oportunidades de investimentos em sua plataforma, a visão da Velvet é se tornar o wallet dos colaboradores que estão recebendo liquidez através do 360 program. “Os stock options holders muitas vezes estão dentre os maiores investidores da empresa, e não faz sentido ter 100% do patrimônio investido na startup que você trabalha. A Velvet será uma opção de diversificação do portfólio dos stock option holders de hoje através de um wallet que facilitará a compra e venda de ações privadas”, comenta Montmort.

Leia ou ouça também:  Selbetti adquire parte da empresa de TIC Planus

Fundada em setembro de 2021, a Velvet já realizou duas rodadas de captação de investimentos. A rodada seed, no final do mesmo ano, foi liderada pela Global Founders Capital e levantou US$ 3 milhões. Já a rodada seguinte, em fevereiro de 2022, resultou em um aporte em caráter de warehouse de US$ 200 milhões, e teve como líder a Yolo Investments, além de participação de family offices da Suíça e dos Estados Unidos.

Sobre a Velvet:

A Velvet é pioneira na modalidade de liquidity as a benefit no Brasil. A startup oferece para startups em growth e late stage de América Latina e demais mercados emergentes, o Velvet 360ª program, solução que garante liquidez para stock option holders. Fundada em setembro de 2021 pelos sócios Edouard Montmort e Carlos Naupari, a Velvet é uma empresa que opera no Mexico, Brasil, Argentina, Índia e EUA.

*Com participação da jornalista Paula Mariane.

Última atualização da matéria foi há 5 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content