Sua Página
Fullscreen

Imigração japonesa no Brasil completa 115 anos em 2023

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

No dia 18 de junho, o Brasil comemora os 115 anos da imigração japonesa, um marco histórico que celebra a chegada dos primeiros imigrantes vindos do Japão ao país. Desde então, a cultura japonesa tem se enraizado e florescido em terras brasileiras, deixando uma forte influência na sociedade e quase 2 milhões de descendentes e imigrantes.

Conhecida como a maior cidade japonesa fora do Japão, São Paulo abriga uma série de instituições culturais que promovem a preservação e a celebração da cultura japonesa. Dentre elas estão a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), fundada em 1955, que preza pela preservação da cultura japonesa por meio de exposições, eventos, cursos e atividades culturais. Para este ano, o Bunkyo também prepara um selo comemorativo para marcar a data. Em formato esférico, a logomarca representa a fusão das cores das bandeiras do Brasil e Japão, arrematadas pelo desenho do símbolo do infinito estilizado, fazendo uma alusão ao relacionamento entre os dois países.

Localizado no bairro da Liberdade, região em São Paulo reconhecida por acolher imigrantes e descendentes, além de concentrar grande parte de seu comércio, culinária e atividades culturais, o Museu da Imigração Japonesa é outro marco dessa história. Mais de 97.000 itens, como documentos, fotos, jornais, livros, revistas, filmes, vídeos, discos LP, quadros, vestimentas, utensílios domésticos e de trabalho compõe o acervo do museu inaugurado em 1978 em que guarda detalhes da chegada do navio Kasato Maru ao Porto de Santos com 781 japoneses, até a trajetória dessa comunidade nos dias atuais.

Em uma das áreas verdes mais emblemáticas da cidade, o Parque do Ibirapuera, abriga o Pavilhão Japonês, doado pelo governo japonês e pela comunidade nipo-brasileira à cidade de São Paulo, em 1954, como um presente pela comemoração do IV Centenário de sua fundação. Considerado um dos raros pavilhões fora do Japão a preservar as características originais, ali são realizadas cerimônias do chá, exposições e eventos que resgatam as tradições nipônicas em meio à agitação da cidade.

Com uma fachada construída com madeira hinoki e técnicas de encaixe típicas japonesas, a fachada de 11 metros de altura e 36 de largura da Japan House São Paulo (JHSP) marca uma das pontas da Avenida Paulista e também a história das relações Brasil-Japão. Desde sua inauguração em 2017, a instituição cultural já recebeu cerca de 3 milhões de visitantes. Além das habituais exposições gratuitas, a JHSP também é responsável por projetos que buscam difundir e despertar o interesse pelo Japão contemporâneo, como Clube de Leitura, Ciclo de Mangá, Podcast JHSP, Caminhos Brasil Japão, entre outros. Desde 2021, a JHSP vem expandindo alcance geográfico com ações digitais e físicas em outros Estados como Paraná, Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco e países como Argentina e México, atingindo um público de 50 mil pessoas presencialmente e dois milhões digitalmente a cada mês.

Leia ou ouça também:  Eniwine traz benefícios aos usuários da plataforma

As celebrações dos 115 anos da imigração japonesa são uma forma de reconhecer sua contribuição para a sociedade brasileira em todas as áreas do conhecimento: seja por meio da gastronomia, instituições e eventos culturais, comércio, arquitetura ou tecnologia. Neste mês, também é comemorado o Dia Internacional do Nikkei – expressão japonesa usada para identificar descendentes nascidos fora do Japão ou japoneses que vivem no exterior -, instituído no dia 20 de junho, data em que os primeiros imigrantes chegaram ao Havaí, em 1868.

Última atualização da matéria foi há 11 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights