Sua Página
Fullscreen

Mercado de carros por assinatura aquece segmento de locação

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

O segmento de carros por assinatura tem ganhado espaço a cada ano no mercado automotivo. Em 2022, o setor de locação de automóveis foi responsável por mais de 30% dos emplacamentos do segmento de automóveis e comerciais leves, segundo o Anuário Brasileiro do Setor de Locação de Automóveis

Dentro deste panorama, de acordo com dados divulgados pela Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), em janeiro deste ano, 52% da frota das locadoras foi destinada a aluguéis de longa duração. A modalidade inclui locação para motoristas de aplicativos, pessoas físicas e a terceirização de frotas por empresas privadas e órgãos públicos.  

O uso de carros por assinatura se difere dos aluguéis de veículos, até então comuns no Brasil, pelo tempo de contratação. Os contratos podem durar de um a três anos, e o veículo é zero quilômetro, enquanto nas locações por períodos menores, geralmente para viagens de turismo ou a negócios, os carros disponíveis são seminovos. 

Tal tendência se insere no âmbito da chamada Cultura do Compartilhamento, cuja ideia central é de que ter acesso a uma boa experiência é mais importante do que a posse de bens. É nesta linha que aplicativos de aluguel por temporada, de transporte privado urbano e streamings de filmes e música ganham cada vez mais espaço. Neste sentido, os carros por assinatura podem oferecer ao consumidor a praticidade e a liberdade como principais benefícios. 

De acordo com a pesquisa “O setor automotivo em 2023”, 45% dos Millennials (nascidos entre 1981 e 1995), a maior parcela da população brasileira, acredita que não é necessário possuir veículo, e sim poder ter à disposição algum meio de transporte. Entre a Geração Z, os nascidos entre 1995 e 2010, este índice é ainda maior, 55%. “Isso se deve ao fato de as pessoas terem percebido as vantagens de possuir um carro com menos burocracia”, explica Junio Ferreira, CEO da Startup Aluga Aí.

Para Junio, a principal vantagem está na economia em relação a compra de um veículo zero km e os custos para mantê-lo. “Ao comprar um veículo, têm seus custos mensais com IPVA, seguros e manutenções. Em um contrato de carro por assinatura, esses custos já estão no valor da mensalidade”. 

Leia ou ouça também:  Transplante capilar passa a oferecer melhores resultados

Terceirização de frotas

O alto custo do valor médio para a compra de um veículo zero km no Brasil, em torno de R$ 140 mil, dificulta o sonho do carro novo – o país é apontado como o quinto mais caro para se ter um carro, no ranking de 2021. 

Por mais facilitada que possa ser a compra de carros para pessoas jurídicas, ainda assim, é um processo que pode ser burocrático que demanda capital ou linha de crédito para aquisição, recursos que podem ser direcionados para investimentos no negócio. Conforme dados da Abla, 20% das empresas privadas têm frotas terceirizadas e o número só tende a crescer.

“Hoje as pessoas buscam facilidade e segurança e o cliente consegue contratar uma frota inteira de veículos para sua empresa através de um celular. O contrato é assinado de forma digital e os veículos retirados ou entregues em qualquer endereço no Brasil”, destaca Junio. 

Para saber mais, basta acessar: https://www.grupoalugaai.com.br/

Última atualização da matéria foi há 10 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights