5 tendências para o setor de alimentos orgânicos

Com o aumento no consumo dos orgânicos, a alimentação saudável está ganhando força no mercado e a crescente é que ela siga desta forma pelos próximos anos. Nesse contexto, Tomás Abrahão, CEO e fundador da Raízs, supermercado online de orgânicos e saudáveis pioneiro em valorizar o pequeno produtor, aponta as cinco principais tendências para este ano no setor.

1. Agricultura do bem

O manejo orgânico, a hidroponia, a agrofloresta e até a aquaponics (combinação de produção de peixes e plantas) são alguns exemplos de modos de cultivo menos nocivos para o meio-ambiente. Eles estão ganhando força à medida que mais e mais consumidores priorizam a redução do uso de agrotóxicos como um dos componentes fundamentais da saudabilidade.

2. Alimentos de origem

Há uma valorização cada vez maior da origem dos alimentos. Com isso, nota-se que além do interesse em saber de onde geograficamente vem o alimento, há uma procura por saber quem o produziu e em que condições.

3. Reducitarianismo

Além do público vegetariano e vegano, notamos um crescimento das pessoas que reduziram o consumo de carnes, laticínios e ovos sem cortá-los completamente. Essas pessoas acabam optando por produtos plant-based para compor a maior parte da dieta e buscam, ao consumir produtos de origem animal, se informar sobre as práticas de bem-estar animal do produtor.

4. Alimentos como prevenção de doenças

Há mais e mais o interesse em incorporar uma alimentação saudável de verdade para reforçar o sistema imunológico. A procura por alimentos orgânicos, pelos ingredientes ricos em nutrientes e pelas chamadas superfoods fazem parte dessa tendência, uma vez que cuidar da imunidade tem sido uma prioridade de todos.

5. Prazer em cozinhar

Com mais pessoas passando mais tempo em casa vimos um aumento do interesse pelo ato de cozinhar e isso passa pela escolha criteriosa dos ingredientes. Mais experimentações nas panelas, mais exigência por qualidade.

Sobre a Raízs:

Fundada em agosto de 2014, a Raízs nasceu com o propósito de conectar o pequeno agricultor de produtos orgânicos ao consumidor final, criando assim um laço entre a cidade e o campo. Entre os serviços estão as cestas por assinatura disponíveis no site, tanto para os consumidores quanto para os estabelecimentos. A startup recebeu aportes importantes em prêmios como Red Bull Amaphiko, Choice UP Artemisia, ONU Accelerate 2030, Creators Awards e recentemente recebeu a certificação de empresa em que o lucro anda junto com a responsabilidade social, concedida pelo Sistema B. A plataforma aceita todas as bandeiras de cartão de crédito e as compras podem ser feitas pelo site.

*Com participação do jornalista Ivan Netto.

Compartilhar:
Voltar ao Topo
Skip to content