Sua Página
Fullscreen

Saúde e Segurança no Trabalho em questão

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Edson Marques dos Santos é coordenador de implantação do Grupo Skill, empresa especializada na prestação de serviços para as áreas de contabilidade, tecnologia, gestão de pessoas e financeiro. Desde 1979, o Grupo Skill tem a missão de fornecer aos seus clientes o mais alto nível de excelência na prestação de serviços. Com ética, profissionalismo e precisão, a empresa planeja e desenvolve soluções para gerar o valor que as empresas precisam. Seus escritórios, localizados em São Paulo e Goiânia, são preparados para dar todo o suporte necessário para a equipe de profissionais que atua em todas as regiões do Brasil. “Ter uma relação transparente entre empresa e funcionários sempre foi um desafio para o departamento pessoal. E, se tratando do envio das informações acerca da Saúde e Segurança do Trabalho (SST), essa tarefa é ainda mais complexa. A boa notícia é que, com o uso do eSocial, as organizações podem contar com um importante apoio na fiscalização de registros. Diante das diversas responsabilidades do setor de recursos humanos, a SST entra como mais um item nesse leque de obrigatoriedades periódicas, até então realizadas manualmente. Porém, essa não é uma tarefa fácil, levando em conta os altos números de ocorrências no país. Segundo o levantamento do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, elaborado pelo Ministério Público do Trabalho, entre os países do G-20, o Brasil ocupa o segundo lugar, atrás apenas do México”, afirma o executivo.

Edson, como a Saúde e Segurança do Trabalho são tratadas pelas empresas que você mantém contato?

Algumas dessas empresas fazem o próprio controle e envio dos eventos de SST para o eSocial, e nesse modelo notamos que existe um trabalho mais personalizado, pois, normalmente, essas tarefas são realizadas pelo RH da empresa. De certa maneira, é uma vantagem, pois, o RH tem muito conhecimento da vida pregressa dos funcionários dentro dos setores, então todas as movimentações relativas aos colaboradores são bem atualizadas. Outras utilizam serviços de terceiros, como as clínicas especializadas. Essas opções são as mais utilizadas pelas empresas até o momento, mas os principais relatos são que a comunicação das informações à clínica e as movimentações geradas pelo RH nem sempre estão na mesma página.

A importância da SST vai muito além do que as pessoas imaginam?

Sim, a SST é essencial para manter os funcionários em segurança e garantir sua integridade física.

O aumento dos rendimentos e da qualidade de vida dos funcionários está inteiramente ligado ao SST. Quando isso se conecta com ganhos ou prejuízos financeiros das empresas.

Quanto mais perigoso for o ambiente de trabalho a que o colaborador está submetido, maior carga de impostos a empresa deve ao Governo. Por isso que, além de detectar os fatores de risco, esses laudos técnicos também apontam para as soluções que podem ser adotadas e, depois de implementadas, geram uma redução de custos ainda maior.

Fale um pouco mais sobre as chamadas NRs.

As NRs são medidas de Segurança do Trabalho determinadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que têm como objetivo zelar pela segurança e medicina do trabalho no ambiente laboral.

Quantas NRs são válidas atualmente?

Inicialmente, eram apenas 28. Porém, este número aumentou ao longo do tempo, chegando ao que temos hoje, um total de 37 NRs.

Leia ou ouça também:  Wagner Sturion fala sobre temas difíceis com leveza

Quais temas são abrangidos por essas normas?

São temas em que as normas regulam e fornecem orientações, para garantir a segurança do trabalho.

Quem pode atuar na Saúde e Segurança do Trabalho?

Profissionais formados em um curso técnico em Segurança do Trabalho.

Como a tecnologia pode ajudar a todo esse ecossistema?

O processo de SST é um conjunto de ações e a tecnologia deve apoiar essa gestão, fazendo uma ponte de integração entre empresa e empregado, tornando o processo de cuidar do ativo mais valioso da empresa, o empregado, de forma mais efetiva. Dessa forma, garante que as informações sejam enviadas de forma correta.

Ações de controle podem ter a tecnologia como sua auxiliar?

Em geral, as plataformas tecnológicas apresentam mais opções de mapeamento da estrutura da empresa, permitindo um ganho na assertividade das informações.

Como isso pode ser feito, na prática?

A tecnologia trouxe novas possibilidades: uma ferramenta eficaz, que aperfeiçoa resultados, reduz tempo, acelera processos, eleva o nível de segurança, potencializa a produtividade e ainda economiza custos.

Além dos ganhos como:

Agilidade na comunicação: Através da intranet, por exemplo, o conteúdo com as normas e medidas preventivas pode ser divulgado de maneira eficaz a todos os colaboradores. Assim, afeta positivamente a rotina corporativa;

Produtividade da equipe: Eliminar o tempo gasto na preparação de relatórios, por intermédio da geração automática;

Redução de erros: O erro no processamento de informações ou avaliação do elevado número de requisitos exigidos pela legislação é inegavelmente reduzido;

Avaliação de riscos: Avaliação de situações perigosas para os trabalhadores pode ser agilizada com plataformas de gestão SST;

Automatização de processos: Todo o processo de entrega, como, por exemplo, a troca e devolução dos EPI’s e registro de ações, que são automatizados.

O aprimoramento desse setor deve ser diário?

Sim, quando o assunto é Saúde e Segurança no Trabalho, não sabemos dizer se ainda teremos ajustes pela frente. O mais importante é ficar muito antenado nos canais de comunicação do Governo sobre SST e pesquisar com frequência nas redes sobre o assunto Saúde e Segurança no Trabalho.

Última atualização da matéria foi há 1 ano


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights