Sua Página
Fullscreen

Sputnik mostra a insegurança dos líderes

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Uma pesquisa inédita realizada pela Sputnik, uma das maiores escolas corporativas do Brasil, revelou que mais de um terço das lideranças empresariais (34,4%) sentem insegurança ao conduzir, desenvolver e engajar suas equipes. A pesquisa intitulada “Panorama de Sentimento das Lideranças” também mostrou que 18,9% dos participantes afirmaram estar buscando aprimorar suas habilidades de liderança.

Os gestores percebem que seu papel atualmente é diferente do que era há alguns anos. As organizações agora buscam profissionais que inspirem, que sejam capazes de se mostrar vulneráveis e que incentivem a aprendizagem. “Em tomadas de decisões, na comunicação com os colaboradores e, principalmente, na estratégia como um todo”, explica Mari Achutti, CEO e fundadora da Sputnik.

De acordo com a pesquisa, a falta de clareza estratégica é a principal causa da insegurança para 48,1% dos entrevistados, enquanto 22,5% citam a complexidade do cenário econômico como um fator de preocupação. Além disso, a falta de conhecimento técnico (13%) e o despreparo da equipe (11,6%) foram apontados como pontos fracos para as lideranças. Apenas 4,9% dos entrevistados afirmaram não sentir insegurança ao tomar decisões.

Para a CEO da Sputnik, as empresas e líderes precisam estar abertos à inovação e à transformação dos processos, o que inevitavelmente passa por um processo de aprendizagem. “Os desafios são constantes e, em um mundo BANI (frágil, ansioso, não-linear e incompreensível), a educação corporativa é estratégica para que os líderes e gestores saibam lidar com as inseguranças, ansiedades e incertezas que esse contexto inevitavelmente gera”, afirma Achutti.

Além de capacitar as equipes, as empresas têm um papel fundamental na criação de espaços seguros para trocas e autodescobertas, o que possibilita a evolução pessoal e profissional dos colaboradores. É importante destacar que a insegurança na liderança pode afetar a produtividade e a motivação dos funcionários, além de prejudicar a tomada de decisões e o alcance de metas e objetivos. Portanto, investir em treinamento e desenvolvimento para líderes e equipes pode ser crucial para o sucesso das organizações em um mundo cada vez mais desafiador.

Leia ou ouça também:  Empresas planejam iniciativas de gestão de pessoas em CSCs

Sobre a SPUTNiK:

Fundada em 2014 e parte do Grupo Perestroika, a SPUTNiK é uma das maiores escolas corporativas do Brasil e leva às empresas conteúdos relevantes de maneira original e disruptiva. Seus serviços carregam conceitos, ferramentas e reflexões alinhados a valores contemporâneos, e podem ser explorados por meio de palestras, cursos, experiências e workshops presenciais e online. A SPUTNiK já formou mais de 34 mil alunos e impactou mais de 350 empresas, entre elas: Google, Facebook, Globo, Boticário e Ambev.

*Com participação da jornalista Natascha Roman Padilha.

Última atualização da matéria foi há 7 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
* * * * * * * * * *
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights