Inadimplência é problema para PMEs na pandemia

Uma pesquisa realizada pela Serasa Experian aponta que pelo menos metade dos Microempreendedores Individuais (MEI), o que inclui empresas de pequeno e médio porte, vem sofrendo com a inadimplência de seus clientes ao longo de 2021. Foram entrevistados 505 empreendedores dos setores de varejo, atacado e indústria, e o comércio foi o mais afetado pela falta de pagamentos, registrando um aumento de 52,7% de dívidas da clientela.

Cerca de 49,4% dos entrevistados alegaram que a taxa de inadimplência aumentou ao longo da pandemia; desse número, 45,4% garantem que esse aumento ultrapassou a marca de 50%, se comparado com a época pré-pandemia. 40,5% disseram que a falta de pagamento permaneceu estável nesse período e outros 10,1% afirmaram que a inadimplência diminuiu. O Nordeste é a principal região afetada, com alta de 51,8% das dívidas relacionadas, sendo que os próprios empreendedores também se encaixam nesse número: 21% dos inadimplentes são as próprias PMEs.

A pesquisa também aponta que 66,8% dos negócios de pequeno porte realizavam suas cobranças presencialmente antes da pandemia, um fator que foi claramente afetado pelo isolamento social. De 2020 para cá, 52,1% passaram a utilizar o telefone ou até mesmo cartas para cobrar os atrasos, enquanto 13,2% preferem as plataformas digitais. Já no caso das PMEs 60% alegam não ter dificuldades para honrar com suas dívidas, e outros 19% já estavam endividados antes da pandemia começar, então o quadro apenas agravou a situação.

Cleber Genero, vice-presidente de pequenas e médias empresas e identidade digital da Serasa Experian, aconselha os empreendedores a manter contato com os clientes inadimplentes para garantir o recebimento das dívidas em aberto. Para evitar possíveis calotes, ele também recomenda usar ferramentas como plataformas de score ou crédito, que ajudam a avaliar o grau de confiabilidade de uma empresa ou indivíduo em específico.

Os empreendedores devem ficar atentos para não se endividarem, especialmente nesses tempos críticos de pandemia. Utilizar alguns recursos como o CNPJ consulta são algumas formas de garantir que está tudo em ordem com sua empresa e manter uma boa reputação no mercado de trabalho. Ficar inadimplente e ter o nome registrado na Serasa restringe o acesso ao crédito e afeta negativamente o score de crédito como consumidor, o que também pode acabar fechando portas no meio profissional.

Compartilhar:
Tags:
Voltar ao Topo
Skip to content