Anúncios
Sua Página
Fullscreen

Walter Longo: metaverso impulsiona inclusão

Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

O metaverso já é realidade para inúmeras marcas – e também uma oportunidade para tantas outras que buscam proporcionar experiências e criar conexões. Enquanto as conhecidas big techs estão com atenção e investimentos voltados para a atmosfera virtual, a dúvida sobre como iniciar e rentabilizar este novo cenário ainda é comum. E, de acordo com Walter Longo, publicitário e administrador de empresas com MBA na Universidade da Califórnia, empreendedor digital, palestrante internacional e CEO da Upper, a resposta está baseada no conceito Open to learn: primeiro é preciso aprender para só então dar o passo seguinte.

Autor do livro “Metaverso: onde você vai viver e trabalhar em breve”, Longo esteve na última quarta-feira (31) em Curitiba em evento na Casa LIDE. De acordo com ele, além do ambiente proporcionar livre acesso a um universo em que usuários escolhem até mesmo características pessoais para criação dos avatares, ele também se mostra um importante ativo para incentivar inclusão e educação.

“Hoje existem escolas que ensinam no metaverso e para o metaverso. Uma delas, inclusive, com mais de oito mil alunos. Na educação, a realidade virtual proporciona uma imersão em experiências sensoriais que vão além do aprendizado com o giz, a lousa e o professor: estudantes podem entrar de fato em um ambiente de um livro de história, descer em uma praça na Grécia e assistir a um discurso de Sócrates ao vivo. É possível viver a história. E não apenas ler sobre ela”, explica.

Anúncios

Sobre as possibilidades de monetização e investimentos, Longo elencou diversas oportunidades de negócios para segmentos que vão desde produtos e serviços de tecnologia – até mesmo de imóveis e terrenos (inclusive já adquiridos por ele) –, além de serviços de consultoria, publicidade e product placement.

“No Brasil, por exemplo, uma empresa de publicidade recebeu aporte de 20 milhões para criar avatares para influenciadores”, revela Longo, que aposta em um cenário emergente até 2025.

Repercussão

De acordo com Heloisa Garrett, presidente do LIDE Paraná, receber Walter Longo é antecipar o futuro. “Trata-se de um nome visionário em diversos segmentos e, quando aborda o metaverso, consegue antecipar tendências de forma leve e aplicável. Durante o mentoring, os participantes conseguiram entender a importância deste novo universo para os negócios. Foi uma troca muito valiosa”, argumenta.

Leia ou ouça também:  Geração Alpha faz as escolas se adaptarem

Sobre o LIDE Paraná:

Anúncios

Integrante do Sistema LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, o LIDE Paraná atua na construção de uma agenda positiva voltada ao fortalecimento da economia daquele que é considerado o segundo estado mais competitivo do Brasil, segundo a The Economist Intelligence Unit.

Ciente do potencial de crescimento das empresas da região, o LIDE Paraná se posiciona como um hub de negócios para a promoção de oportunidades de investimento, desenvolvimento econômico e social e construção de conexões únicas, estimulando as interações e o networking empresarial. Volta-se, ainda, à discussão de temas econômicos e políticos de interesse nacional.

A regional paranaense do LIDE também conta com a Casa LIDE, localizada no bairro Batel, em Curitiba (PR), que funciona como um business club exclusivo para os filiados do estado. Trata-se de um projeto pioneiro que consolidou a primeira Casa LIDE do sistema.

*Com participação da jornalista Paula Fernandes.

Última atualização da matéria foi há 9 meses


Compartilhe este conteúdo com seus amigos. Desde já obrigado!

Facebook Comments

Espaço Publicitário:
Voltar ao Topo
Skip to content
Verified by MonsterInsights